GOVERNO DE PERNAMBUCO

GOVERNO DE PERNAMBUCO
Presença do Governo no Agreste Meridional

Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

sábado, 8 de julho de 2017

INDIGÊNCIA CULTURAL

Uma frase inteligente do garanhuense Wagner Marques, sobre as críticas a grade de programação do Festival de Inverno:

“A voz da ignorância fica julgando mal a programação do FIG pelas atrações que não conhece”.

É verdade. Muitos que nunca ouviram a música de Ednardo ou Chico César, desconhecem o trabalho de Isadora Melo, Mona Gadelha ou Lucy Alves, não têm noção da importância de Tom Zé na MPB e não vão assistir as belas apresentações de música erudita na Catedral de Santo Antônio, ficam detonando os artistas contratados, lamentando que na Praça Mestre Dominguinhos não se apresente um Safadão ou Marília Mendonça.

Gostariam que fizessem com o FIG o que fizeram em Caruaru: trocaram o bom forró na festa de São João por falsos sertanejos.


No Brasil a indigência não é só política, é também (ou principalmente) cultural.

5 comentários:

  1. EM TERMOS DE PRAÇA GUADALAJARA, NÃO É VERDADE O QUE SE LÊ!!! O TEXTO ACIMA COMETE UM ERRO TERRÍVEL A RESPEITO DE CARUARU!!! LÁ, NÃO TROCARAM O BOM FORRÓ NA FESTA DE SÃO JOÃO POR FALSOS SERTANEJOS. OLHE O DE-DI-NHO-DE-Ó-DÓ: A NATA DO FORRÓ AUTÊNTICO CONTINUA A SE FAZER PRESENTE, INCLUSIVE COM CACHÊS ALTOS E MERECIDOS PARA OS CANTORES REGIONAIS, TODOS OS ANOS, ININTERRUPTAMENTE; E, PARA SATISFAZER A VOZ DA IGNORÂNCIA, AÍ É QUE ENTRA OS WESLEY’S SAFADÕES DA VIDA... NA VERDADE, LÁ, O CARDÁPIO É VASTO E SABOROSO E TEM GOSTO PARA TODOS OS PALADARES!!! LÁ, OS ÓRGÃOS DE CULTURA DO ESTADO CAGAM FINO, FALAM BAIXO, PROCURAM MANTER O RABO ENTRE AS PERNAS, PRINCIPALMENTE A FUNDARPE...

    P.S. : - Proteger uma grade, donde, os encerramentos dos espetáculos serão por TRIBUFUS como Mart’nália(por que não o pai?!?!?!); Baiana System (por que não Gal Costa?!?!?!); é paspalhice pura ou bostejamento explícito…; joga esse resto e fim de feira ou essas traças pro PARQUE POP, ora bolas!!!

    ResponderExcluir
  2. A ignorância do nosso povo, em todos os níveis, é impressionante!! Daí, o nosso atraso crônico!! – Nesse terreno infectado, os salteadores infiltrados em todos os poderes, furtam e roubam à vontade!! – Quando digo: "... em todos os poderes", estou me referido aos "empresários" de todas as categorias, incluindo a imprensa, naturalmente!! – Se há exceções, são ínfimas!! – E a CULTURA, fica ao deus-dará!! /.

    ResponderExcluir
  3. ATÉ QUE ENFIM, O PREFEITO SAIU DA MOITA E BOTOU A BOCA NO TROMBONE A RESPEITO DO 27 FESTIVAL DE INVERNO DE GARANHUNS. TUDO QUE IZAÍAS FALOU, EU ASSINO EMBAIXO. CARUARU DEIXOU DE SE HUMILHAR PARA COM ESSES PEDANTES E INÚTEIS DA FUNDARPE!!! CARUARU FEZ COM A FUNDARPE O QUE O POVO FEZ COM DILMA, PÉ NA BUNDA!!! CONCORDO PLENAMENTE COM AS PALAVRAS DO SENHOR PREFEITO. CHEGA DE FUNDARPE SE INTROMETER AONDE NÃO LHE CABE!!! EIS AS SÁBIAS PALAVRAS PRONUNCIADAS PELO PREFEITO :

    ’’ O Festival de Inverno é um grande circo, que se arma, desarma-se, e não deixa legado, desde que começou, sempre foi dessa maneira”, pontuou. Para o Prefeito, a solução seria seguir os moldes da formatação do SÃO JOÃO DE CARUARU, em que o Governo do Estado REPASSA OS RECURSOS e o Município FORMATA E REALIZA O EVENTO COM O APOIO ESTADUAL. “Chegou o momento da sociedade de Garanhuns, dos empresários e do Poder Público lutar para que o Festival de Inverno seja montado por nós”, pontuou o Prefeito, registrando que o evento não pode seguir sendo discutido e decidido na Secretaria da Casa Civil, sem que Garanhuns seja sequer ouvida. “O problema todinho é que a gente (Garanhuns) não determina mais nada no Festival de Inverno”, chamou a atenção Régis, que garantiu tomar a frente de um movimento para que essa realidade possa mudar.’’...

    ResponderExcluir
  4. Com exceção do bom cantor e compositor LEONARDO (apesar de há 20 anos viver fora da mídia), o TRIBUTO que irão prestar ao excelente BELCHIOR é de corar as ‘’buchechas’’ de INCARNADO de quem é admirador do cearense recentemente falecido. Até a SENIL Vanusa vai se fazer presente desta imundície que estão chamando de homenagem ao maior letrista romântico filosófico do Brasil que foi Belchior. Nem tanto ao céu, nem tanto ao mar: porem, pela insignificância da cambada que vem prestar tal homenagem, tocando fogo em todos eles, depois de queimados, não sobra uma colher de cinzas...

    P.S. : - SERIA DE BOM ALVITRE, A PREFEITURA TOMAR A FRENTE DESSA MACAQUICE PATROCINADA PELA FUNDARPE, E CONTRATAR FIGURAS COMO FAGNER E ZÉ RAMALHO PARA ABRILHANTAREM A JUSTA HOMENAGEM AO MENESTREL BELCHIOR... AINDA HÁ TEMPO!!!

    ResponderExcluir
  5. Os críticos tem o seu papel na sociedade quando conhece a fundo as coisas.Acompanhei pelas rádios locais,pelos jornais impressos de Garanhuns todas as críticas ao Festival de Inverno de Garanhuns desde quando Ivo Amaral começou nas duas gestões públicas.

    Quem entende de músicas e de cultura pode sim opinar dando suas opiniões.Mas sempre foi assim e será assim.Difícil é agradar a gregos e troianos ao mesmo tempo.

    As críticas existiram,existem e devem existir sempre.Agora,o tamanho do Festival de Inverno de Garanhuns se tornou tão grande que é capaz de superar tudo isto e quem sairá ganhando é todo o Agreste Meridional e todos os que virão ao festival de inverno brincar a vontade e de graça.

    Lamentavelmente que de Lagoa do Ouro uma grande parte da população não possa vir em função do estado precário do nosso ASFALTO a PE-203 que tem hoje mais de 8.000 buracos entre grandes,médios e pequeno.Para sair dos buracos estamos gastando 1 hora de viagem.

    Mas o DER e a Secretária de Transporte de Pernambuco não veem isto!



    Acompanhei

    ResponderExcluir