Governo Municipal

Governo Municipal
Juntos por uma Grande Cidade

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

quarta-feira, 26 de julho de 2017

GAROTOS DE LAJEDO TÊM CHANCE EM TIME PROFISSIONAL

Três garotos de Lajedo, que fazem parte do time da Escolinha Azarias Alves, vão ter a chance de jogar num time profissional.

Os atletas participaram de uma seleção no Porto, de Caruaru, e foram aprovados para jogar naquele clube, que já foi até vice-campeão pernambucano.

Olheiros entraram em contato com a Escolinha de Lajedo,  que há 14 anos vem incentivando a prática do esporte, com apoio da prefeitura do município..

Os meninos de Lajedo vão passar por treinamento em amistosos do time do Porto, devendo participar de competições importantes na região e em Pernambuco.

A Escolinha Azarias Alves acompanha o talento da garotada da cidade que gosta de futebol de campo e que muitas vezes não tem condições de realizar o sonho de se tornar atleta profissional.

Com apoio da atual gestão de Lajedo essa história tem mudado muito nos últimos anos e os fundadores da escolinha de futebol, Gerson Cavalcanti Mariano e João Ari de Melo Oliveira tem alcançado cada vez mais seus objetivos.

Nos últimos anos houve um estímulo maior, por parte da secretária Marconeide Félix e da Secretaria de Esportes para qualificar os treinadores do time Azarias Alves.

Recentemente, três garotos de 14 anos foram chamados pelo Porto de Caruaru para integrar o time. Um goleiro, um meia esquerda e um lateral esquerdo, Richard, Gabriel e Flavinho, respectivamente.

"Gabriel e Flavinho fazem parte da Escolinha desde os 9 anos de idade". Eles estão muito felizes e empolgados de ver suas habilidades reconhecidas e poder fazer o que gostam", contou Gerson Cavalcanti, um dos pioneiros da ideia da Escolinha.

Os garotos estão inclusive participando do jogo de Novos Talentos que está acontecendo nos campos em São João e Canhotinho disputando com times profissionais como Santa Cruz, Náutico, Sport e outros. Essa competição é organizada por olheiros da capital para avaliar e buscar mais destaques no esporte.

ESTRADA DE LAGOA DO OURO SERÁ RECUPERADA

Processo de licitação para apresentação dos projetos executivos foi aberto no último dia 21 e se estende por um mês.

A PE-203, que fica entre a BR-424 e o município Lagoa do Ouro, tem aproximadamente 17km de extensão e está totalmente destruído sem condições de ser recuperado pela "Operação Tapa Buraco". O governo destinará para elaboração do projeto executivo da obra pouco mais de meio milhão de reais e estes devem ser concluídos até o mês de outubro para entrar ainda no orçamento deste ano e poder ser iniciada no começo de 2018. A intensão do Governo é começar já em Janeiro, e a obra deve custar em torno de 25 a 30 milhões aos cofres públicos.

O deputado Claudiano Filho comemora a contemplação, pois essa era uma constante preocupação no seu mandato, tendo encaminhado ao governo a demanda do ex-vereador de Lagoa do Ouro, Quebra Santo, que também esperava pela restauração da estrada que já foi palco de acidentes com moradores da região. O último registro foi há aproximadamente um ano, quando uma agricultora numa moto colidiu com um veícul, vindo a óbito e deixando sua acompanhante ferida.

Os interessados em apresentar projetos para executivos de engenharua para as obras poderão ver o edital no Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Pernambuco - DER/PE ou solicitar por email ao órgão. (De Erika Castaneda).

PREFEITO DE GRAVATÁ PREVÊ DERROTA DE PAULO CÂMARA

Paulo Câmara (PSB) irá disputar a reeleição com o apoio de 70 prefeitos de Pernambuco, mas alguns estão céticos com relação as suas chances de vitória. 

Joaquim Neto, prefeito de Gravatá e filiado ao PSDB, disse ontem na abertura do congresso dos municípios, no Centro de Convenções de Pernambuco, que o socialista irá perder a eleição. “Ele é sério e bem intencionado, mas o que percebo nas ruas é que o povo dará a vitória a um candidato da oposição”, afirmou o tucano, conforme registro hoje do jornalista Inaldo Sampaio.

O PSDB, que tem ainda nos seus quadros, em Pernambuco, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, não deve apoiar a candidatura de Paulo Câmara à reeleição.

NOVO PREFEITO TOMA POSSE EM BELO JARDIM

O prefeito e o vice-prefeito eleitos de Belo Jardim, Hélio dos Terrenos (PTB) e Dr. Silvano, foram diplomados e empossados em solenidade realizada na Comarca Municipal no Salão do Júri e na Câmara de Vereadores, marcando o último ato oficial da Justiça Eleitoral nas eleições suplementares.

Hélio venceu a disputa no último dia dois no município. A diplomação foi feita pelo juiz eleitoral Demétrius Liberato Aguiar.

Ao sair da Câmara de Vereadores, Hélio dos Terrenos e Dr. Silvano foram recebidos pelo povo, que se concentrava na Praça da Câmara, aguardando-os para irem em caminhada até a Prefeitura Municipal de Belo Jardim.

A transmissão de cargos na Prefeitura foi feita pela Procuradora do Município, a advogada Fernanda e o secretário municipal de Saúde, Dr. Maneco, que, cordialmente, receberam o prefeito Hélio dos Terrenos e o vice Dr. Silvano.

Além dos secretários e vereadores, amigos, familiares e demais lideranças políticas fizeram presentes na solenidade o ex-prefeito Cintra Galvão; deputado Federal Silvio Costa (Avante); o presidente estadual do PTB e deputado estadual José Humberto Cavalcanti, representando o senador Armando Monteiro (PTB); os deputados estaduais Augusto César (PTB) Silvio Costa Filho (PRB) e Teresa Leitão (PT); entre outras autoridades.

Após a transmissão de cargo, o prefeito Hélio dos Terrenos fez um agradecimento, em seu discurso, em frente ao Palácio Municipal, reforçando o compromisso em trabalhar para garantir uma melhor qualidade de vida a todos os cidadãos belo-jardinenses. O gestor petebista destacou que sua gestão será pautada na transparência e na participação popular. Hélio anunciou o secretariado, ressaltando que outros nomes que vão compor a equipe ainda serão divulgados até o início da próxima semana.

Os ex-prefeitos Cecílio Galvão e Fábio Galvão, filho e sobrinho de Cintra Galvão, fazem parte do secretariado anunciado ontem mesmo por Hélio dos Terrenos.

O novo prefeito de Belo Jardim derrotou na eleição suplementar os candidatos apoiados pelo governador Paulo Câmara (PSB) e pelo ministro Mendonça Filho (DEM).

GOVERNADOR ANUNCIA R$ 1 BILHÃO NOS MUNICÍPIOS

Construir mecanismos em conjunto com os municípios para o desenvolvimento de ações que contribuem para o avanço de políticas públicas, por meio de um olhar federalista. Foi com esse sentimento que o governador Paulo Câmara destacou, durante a Abertura do 4º Congresso da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), o trabalho do Governo de Pernambuco para responder, em parceria com as prefeituras, as demandas de todas as regiões do Estado. Na ocasião, o chefe do Executivo estadual ressaltou que, em 2017, a administração estadual vai superar a marca de R$ 1 bilhão em investimentos. 

"Já anunciamos mais de R$ 800 bilhões de investimentos nas dez regiões em que estivemos no Pernambuco em Ação e vamos completar mais de R$ 1 bilhão em investimentos, com as visitas em mais duas regiões (Agreste Central e Região Metropolitana) em parceria com os municípios. Isso serve para que a gente tenha, até o final de 2018, a condição de continuar investindo em Pernambuco. Mas, principalmente, investindo naquilo que é prioridade e pode ajudar a melhorar a vida das pessoas que moram nas cidades", destacou Paulo Câmara. 

Entre as obras que compõem esses investimentos, o governador detalhou ações nas áreas de infraestrutura, habitação, segurança hídrica, saúde, segurança, agricultura, além de um conjunto de ações que dialogam com a geração de emprego e renda. "Vamos fazer um Pernambuco mais justo, igual, fraterno, mas acima de tudo, um Pernambuco que seja um exemplo de federalismo para todo o Brasil", completou.

O governador também pontuou que o Governo de Pernambuco seguirá com o repasse de recursos, por meio do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) para que as prefeituras consigam promover obras e ações. "Eu quero continuar avançando com o apoio dos municípios, governando com parcerias, olhando Pernambuco por inteiro. A gente tem um desafio muito grande, mas nós vamos fazer juntos. Nós vamos continuar as obras do FEM e iniciar o FEM 3. Onde não foi iniciado, completar as obras e fazer com que elas saiam do papel, como no Pernambuco em Ação", concluiu. 

Com o tema "A Cidade que Precisamos", o Congresso da Amupe deste ano, que é realizado em parceria com o Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco, terá, ao longo dos seus três dias de duração, 28 painéis sobre temas diversificados, como saúde pública, transparência e controle social, iluminação, desenvolvimento sustentável e financiamento da educação. O evento tem como principal objetivo ajudar os municípios a implantar soluções criativas nas mais diversas áreas, para o enfrentamento da crise e apoio ao cidadão pernambucano.

O presidente da Amupe e prefeito do município de Afogados da Ingazeira, José Patriota Filho, avaliou a importância de um Congresso como o da Amupe como mecanismo de apoio aos gestores municipais. "Nós precisamos acreditar em Pernambuco, no Brasil, e sobretudo, acreditar nas pessoas. O Brasil tem jeito, tem saída, porque ele depende de nós mesmos, de nossas iniciativas e da nossa coragem de fazer. E no Congresso da Amupe, é a oportunidade de formação e capacitação das equipes dos municípios. Temos a oportunidade de aprender a fazer mais com menos, de celebrar parcerias, conhecer novas tecnologias. Aqui, nós aprendemos, mas também ensinamos. Essa troca enriquece ainda mais os nossos esforços", frisou. (Da Secretaria de Imprensa do Estado).

PESQUEIRA AGORA TEM CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

Pesqueira e cidades vizinhas ganharam novo curso superior de engenharia elétrica ofertado, gratuitamente, pelo Instituto Federal de Pernambuco (IFPE).

A Aula Inaugural aconteceu na última sexta-feira (21) e contou com a presença de autoridades políticas e educativas do IFPE, além dos primeiros 40 estudantes que foram aprovados no curso de engenharia elétrica,  por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), realizado no início deste ano.
Participaram da mesa solene, a reitora do IFPE, Anália Ribeiro; o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Mário Monteiro; o diretor geral do Campus Pesqueira, Valdemir Mariano; a diretora de ensino, Kalina Cúrie; o coordenador do curso de engenharia elétrica, Manoel Henrique; o diretor geral do Campus Garanhuns, José Carlos e o representante da prefeita de Pesqueira, Franklin Lins.

O curso de bacharelado em engenharia elétrica do IFPE Campus Pesqueira tem como objetivo formar engenheiros eletricistas qualificados e capacitados a exercerem as suas atribuições profissionais e que sejam documentados de sólida formação básica técnica e humanística, que preze tanto pela excelência profissional como pelos valores políticos, éticos e socioambientais, construídas ao longo de suas múltiplas atividades acadêmicas.

Depois de formados, os engenheiros elétricos poderão trabalhar em variados ramos da atividade econômica, como na área industrial, na fabricação de máquinas, aparelhos e materiais elétricos e eletrônicos e de equipamentos de telecomunicação. É expressiva a presença desses profissionais na atividade de serviços de apoio à indústria, tais como empresas de manutenção, na geração, distribuição e transmissão de energia elétrica, água e gás, e na construção civil.

A novidade do curso é que os estudantes poderão optar, ao longo da academia, a ênfase em Eletrotécnica ou em Energias Renováveis. O curso tem duração de cinco anos e os alunos estudarão cadeiras como: introdução a engenharia, fundamentos da eletricidade, geometria analítica, sociologia e meio ambiente, cálculo I,II e II, conversão de energia, dentre outras.

Para o diretor geral do Campus Pesqueira, Valdemir Mariano, a chegada desse novo curso representa uma nova página histórica para o Campus Pesqueira. “Uma semente que foi lançada no Campus e todos tem um pouco de responsabilidade por fazer essa semente germinar. É importante destacar que o Campus Pesqueira tem toda uma história de construção da educação superior, desde a implantação do curso de licenciatura em matemática em 2007, seguindo para a criação do curso de física em 2010 e no ano seguinte, 2011, avançando com a consolidação do curso de enfermagem. É importante destacar também que esses três cursos foram devidamente reconhecidos pelo MEC, com conceito 3 e 4, numa escala que vai de 1 a 5. E a partir de então, com esse pensamento de avançar, com a interiorização da educação superior, nós vamos avançar ainda mais com o novo curso de bacharelado em engenharia elétrica.”, destacou.

Segundo a reitora do IFPE, Anália Ribeiro, a chegada de mais um curso superior no Campus Pesqueira vem mostrar o compromisso da atual gestão, em continuar a interiorização de oportunidades para os cidadãos de Pernambuco. “O trabalho de interiorização da educação profissional e superior, por meio dos Institutos Federais, é um símbolo contra todos os processos de diminuição e retida de direitos que estamos vivenciando atualmente. Logo, estou muito feliz em andar nessa contramão. Acreditamos que só com investimentos pesados em educação é que um país se torna forte e soberano. Outro ponto que desejo enfatizar, é que temos uma visão humanística para com os nossos alunos. Queremos preparar ótimos profissionais, mais queremos profissionais humanizados que tenha um olhar social para aqueles mais necessitados,” enfatizou.

*Da Assessoria de Imprensa do IFPE. 

PRAÇA FICA LOTADA NA TERÇA-FEIRA DO FESTIVAL


A abertura da quinta noite do 27º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG) no polo principal do evento, a Praça Cultural Mestre Dominguinhos, ficou por conta da banda garanhuense Neander, que já tem 23 anos de carreira. A banda, fundada pelo vocalista e compositor Léo Noronha, apresentou um repertório com músicas autorais e sucessos do rock nacional. Apesar da baixa temperatura registrada durante a noite, o público lotou a praça e se aqueceu com a programação, que contou ainda com Lucas Santtana, Eddie e BaianaSystem.

O vocalista da Neander comentou o quanto é gratificante estar participando mais uma vez do FIG. “Já tocamos há 20 anos no festival, é um sentimento de dever cumprido para nós, artistas. Estamos com um projeto novo que se chama ‘Amores impossíveis que dariam certo’, é um super projeto, será música, um livro de contos, será adaptado para espetáculo teatral, um curta metragem e exposição fotográfica”, adiantou Léo Noronha.

Passava das 21h quando o cantor, compositor e produtor Lucas Santtana subiu ao palco. Em seguida, a banda Eddie, que completa 27 anos de existência, se apresentou - originada em Olinda, a banda já lançou o sexto álbum, intitulado “Morte e Vida”. Mesclando blues e samba, frevo e surf music, Caribe e Recife, músicas como “Desequilíbrio” e “Morte e Vida” fizeram parte do repertório, contando ainda com a participação da Orquestra Henrique Dias que levaram o público a loucura, com muito frevo.

Apesar do frio peculiar das noites da Suíça Pernambucana, o público continuou fiel até a madrugada para esperar pelo show da Banda BaianaSystem, o grupo mais aguardado da noite. Fundada em 2009, em Salvador (BA), grupo foi formado com o intuito de buscar novas possibilidades sonoras para a guitarra baiana. Em 2016, o grupo ficou conhecido internacionalmente com a faixa "Playsom". 

Nesta quarta, dia 26, a partir das 20h, se apresentam na Praça Cultural a cantora garanhuense Belinha Lisboa, Arthur Espíndola, Lia Sophia e Pinduca e Fafá de Belém.


Texto: Gabriela Ramos/Cloves Teodorico. Fotos: Camila Queiroz 

terça-feira, 25 de julho de 2017

VIVO LANÇA NOVA INTERNET EM GARANHUNS

Na próxima terça-feira (1°), às 11h, no Hotel Tavares Correia, a Vivo – marca comercial da Telefônica Brasil – realizará encontro com a imprensa de Garanhuns para anunciar a chegada da internet de alta velocidade e telefonia fixa para a cidade.

O evento contará com a presença do diretor da Vivo no Nordeste, Renato Pontual, que detalhará o projeto de expansão no município e a estratégia da empresa para o estado.

Garanhuns é um dos municípios selecionados pela Vivo para receber rede de fibra neste ano.

Sobre a Telefônica Vivo

A Vivo é a marca comercial da Telefônica Brasil, empresa líder em telecomunicações no País, com 97,2 milhões de acessos (1T17). A operadora atua na prestação de serviços de telecomunicações fixa e móvel em todo o território nacional e conta com um portfólio de produtos completo e convergente para clientes B2C e B2B – banda larga fixa e móvel, ultra banda larga (over fiber), voz fixa e móvel e TV por assinatura.

A empresa está presente em 3,9 mil cidades, sendo mais de 3,7 mil com rede 3G e mais de mil com 4G, segmento em que é líder de Market Share. A operadora ainda é líder na cobertura de 4,5G, rede que oferece internet duas vezes mais rápida que o 4G. No segmento móvel, a Vivo tem 74 milhões de clientes e responde pela maior participação de mercado do segmento (30,5%) no país, de acordo com resultados do balanço trimestral (1T17). 

Guiada pela constante inovação e a alta qualidade dos seus serviços, a Vivo está no centro de uma transformação Digital, que amplia a autonomia, a personalização e as escolhas em tempo real dos seus clientes, colocando-os no comando de sua vida digital, com segurança e confiabilidade. A Telefônica Brasil faz parte do Grupo Telefónica, um dos maiores conglomerados de comunicação do mundo, com presença em 21 países, 346,9 milhões de acessos, 126,9 mil colaboradores e receita de 52,0 bilhões de euros em 2016.


*Informações disponibilizadas pela Assessoria da Vivo.

ANGELIM TRABALHA MÚSICA NAS ESCOLAS

A Escola Miguel Calado Borba, em Angelim,  desde o mês de abril que vem organizando o projeto “Música na Escola”, como já é uma exigência do MEC e um dos objetivos prefeito Douglas Duarte (PSB).

O trabalho foi iniciado pelo professor Antônio Marques, com o acompanhamento e dedicação da equipe da secretaria de educação, para que o trabalho tenha êxito.

A secretária Djane Maria pretende expandir o projeto para todo o município.

O objetivo desse trabalho é  proporcionar à escola pública uma visão de educação integral da comunidade da qual faz parte.  “O desenvolvimento da sensibilidade e criatividade humana por meio do contato com a linguagem artístico-musical, visando a formação do cidadão, capaz de contribuir ativamente com as mudanças sócio-culturais necessárias para a construção de uma sociedade mais ética e digna”, detalha uma das coordenadoras do projeto.

TERAPIA - Pela primeira vez em Angelim a Prefeitura realiza no município um trabalho voltado para os professores com  de terapia dada por psicólogo, psicanalista e sicopedagogo.

“A terapia é para que os professores se descubram como profissionais, e que os alunos e as famílias possam focar no objetivo mais amável os valores”, explica um dos profissionais envolvidos.

PROFESSOR – Essa parceria merece bastante atenção, pois um precisa do outro de forma significativa. Ambos podem trabalhar com o aprimoramento de habilidades que refletem na vida acadêmica do aluno, o psicanalista auxilia o professor nos seus transtornos educacionais, ajuda-o a se descobrir e a conhecer as limitações de seus alunos.

TERAPIA FAMILIAR
- tem como objetivo principal auxiliar a família na conquista ou reconquista de relações harmoniosas, respeitosas e saudáveis entre os seus membros.

*Com fotos e subsídios do Blog do Sr. Cariri

HOMERO FONSECA LANÇA LIVRO NA PRAÇA DA PALAVRA

Nesta quarta-feira, dia 26, às 19h,  dentro da programação do Festival de Inverno, na Praça da Palavra, o jornalista e escritor pernambucano Homero Fonseca lança em Garanhuns o seu mais novo livro, a novela “À Espera do Tio Alois”.

Homero é um dos mais conceituados jornalistas do Estado, tendo seu nome reconhecido também como escritor, graças a livros como “Pernambucânia” e “Roliúde”, este último tendo sido até tema de escola de samba no carnaval de São Paulo.

Em À espera do tio Alois,  Homero Fonseca narra o denso drama de um homem atormentado pela suspeita de estar “caminhando cada vez  mais célere pela senda do nada”, ou seja, sendo abatido pelo Mal de Alzheimer.

Hermano Fontes, o personagem, começa a perceber em si mesmo os sintomas da terrível doença – ou serão apenas sinais de desgaste mental causado pela idade? Em meio à dúvida, vai anotando numa espécie de diário os cada vez mais constantes lapsos de memória, pequenos acidentes domésticos, “apagões” no trânsito, desorientações espaciais. Ao mesmo tempo passa a refletir sobre a vida e a morte, sua própria personalidade, a necessidade dramática de tomar uma decisão.

À espera de tio Alois (referência ao médico alemão Alois Alzheimer, descobridor da doença), Homero Fonseca nos brinda com um drama contemporâneo que aflige milhões de pessoas no mundo, lançando mão de uma engenhosa narrativa a que não faltam laivos de humor.


O livro sai em uma edição artesanal com cinquenta exemplares numerados e assinados pelo autor.

POPULAÇÃO APOIA REDUÇÃO DO CONGRESSO NACIONAL

De autoria do senador Jorge Viana (PT-AC), uma PEC que propõe a redução do número de parlamentares na Câmara e no Senado já tem o apoio de 1,4 milhão de brasileiros, segundo consulta feita no site do Congresso.
A PEC sugere a diminuição de 81 para 54 do número de senadores (dois por estado e não três como é hoje) e de 513 para 385 o número de deputados federais.
Essa proposta está parada na Comissão de Constituição e Justiça desde 2015, aguardando parecer do relator, senador Romero Jucá (PMDB-RR). Ela altera os artigos 45 e 46 da Constituição Federal e estabelece que cada estado e o Distrito Federal passariam a ter apenas dois senadores.
Na Câmara, a PEC mantém o princípio de representação proporcional ao número de habitantes, mas propõe a redução do número de deputados por estado. Nenhum deles poderia ter menos de seis (hoje são oito) nem mais de 53 (hoje são 70).

*Fonte: Jornalista Inaldo Sampaio
*A foto do Congresso Nacional é do site Brasília Fácil.

MPB-4 FAZ BOM SHOW PARA PRAÇA VAZIA


Um grupo com mais de 50 anos de história na música nacional, com repertório que inclui canções dos maiores compositores do país, o MPB 4 fez um bom show, ontem à noite, no palco principal do FIG para uma praça praticamente vazia.
Alguns, como vêm fazendo todos os dias, aproveitaram para bater duro na Fundarpe e no Governo do Estado, culpando os dois pela “falta de planejamento” e pela contratação de “atrações impopulares”.
Outros, no entanto, que apreciam "música de qualidade", se pronunciaram de outra maneira.
“Garanhuns, sinceramente, não sei se estou triste ou envergonhado”, desabafou Sandro José, ao postar a foto acima numa rede social.
“Sinceramente! Fosse umas bandas de forró estilizado que ao abrir a boca só sai palavrões a praça estaria lotada. Estamos indo de mal a pior até nesse quesito”, comentou Soares França, ao avaliar o fiasco do show do MPB 4 em termos de público.
“Meu Deus, que vexame!”, lamentou a garanhuense Socorro Fula.
Luciana Vasconcelos, que trabalha como programadora musical da FM Sete Colinas, opinou: “MPB 4 é papa fina. A nata da música boa, mas o povão só quer ouvir a música dos "50 reais", fazer o quê?”.
“Tô aqui! Uma maravilha! Quem não veio, perdeu uma boa oportunidade de curtir a boa música”, completou Maria Eugênia, funcionária de uma instituição de ensino superior, aqui em Garanhuns.
Muito bom foi o depoimento da radialista Aninha Marques, publicado em seu perfil do Facebook.
Vale a pena ler o texto da profissional de comunicação, que atua na Marano FM:
É verdade sim o que estão falando sobre o público abaixo do esperado nesse FIG "especificamente na Praça Mestre Dominguinhos".
Eu quero falar algo pra vocês do fundo do coração. Falando sobre esta segunda feira, realmente o público da Praça Dominguinhos estava bem pequeno. Porém, sou bem sincera em dizer que todos os shows foram impecáveis e que MPB4 fez um dos melhores shows que já vi em tantos FIG's.
Eu chorei! Emocionada ao extremo!
Tanta gente chorou!
Foi coisa pra se lembrar a vida inteira, o que também me dá todo direito em dizer que a boa música precisa ser descoberta, entendida e apreciada por todos. Em grandes festivais como o FIG sempre se espera grande público sim, mas também se sabe que quantidade não exemplifica qualidade. Dai a César o que é de César.
Dizer que o público desta noite foi vergonha, fracasso ou algo assim é desrespeitar aquelas pessoas que estavam ali em frente ao palco na chuva e no frio intenso. Esse seleto público não se fez intenso em quantidade, mas foi perfeito e intenso a cada canção, a cada momento que sentiu as emoções do que a boa música faz. Um público que aplaudiu, cantou e se emocionou com tudo que viu e ouviu.
Eu sei que esse FIG está causando muitas discussões, mas não deixemos congelar nosso bom senso. Meu desejo é que "O QUE FALTOU NÃO SEJA DESCULPA PRA NÃO PRESTIGIAR O QUE NOS CHEGOU".
Só peço que não desmereçam os artistas, não os ponham pra baixo por causa de divergências políticas, eles não merecem mesmo passar por isso.
Viva o FIG!

Ele está acima de todas as nossas opiniões.

POLÍCIA INVESTIGA SUPOSTA FRAUDE EM CONCURSO


Está repercutindo na imprensa de todo Estado a notícia de que pode não ter sido lícito o preenchimento de vagas nos cartórios de Pernambuco. Blogs como o sertanejo Itamar, ou da região metropolitana como do Edmar Lyra, além do blog de Magno Martins, noticiaram a possível maracutaia. Desse último repostamos o texto abaixo:

A Polícia Civil de Pernambuco está investigando uma possível fraude no concurso para tabelião de cartório realizado pelo Tribunal de Justiça do estado (TJPE) em 2012. Um grupo de candidatos denunciou concorrentes que não teriam a formação necessária à função. Para ser aprovado, o candidato precisa se submeter a alguns exames como nos demais concursos públicos. Em paralelo, necessita ser bacharel em Direito, com títulos de especialização e de pós-graduação.

A polícia investiga a suposta utilização de títulos de pós-graduações falsos por alguns candidatos que teriam burlado o sistema para conseguir se beneficiar. De acordo com a denúncia, existem candidatos com 19 títulos de pós-graduação, outros com 17, 15, 14 e 11, obtidos em apenas um ano letivo, algo impossível.

A delegada Patrícia Domingos, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos, é responsável pelo caso. Segundo ela, o inquérito policial é sigiloso. “É um caso muito sensível, não posso dar informação nenhuma”, afirmou ao blog, hoje.


O concurso para tabelião é bastante concorrido, porque alguns cartórios conseguem arrecadar quase R$ 700 mil reais por mês, de acordo com o Conselho Nacional de Justiça. Além disso, o cargo é ocupado de forma vitalícia. Pernambuco não é o único estado onde existe a investigação de fraude. No Espírito Santo, a Polícia Civil também apura irregularidades em concurso para o mesmo cargo. Há inclusive um laudo oficial de um perito constatando títulos falsos.

segunda-feira, 24 de julho de 2017

DCM: BRANCO E RICO VERSUS NEGRO E POBRE


O site Diário do Centro do Mundo - DCM - publicou uma matéria de um dos seus autores, Joaquim de Carvalho, bem interessante, de como pode [deixar de] funcionar a Justiça brasileira em alguns casos, com seu rigor ao extremo com uns e a complacência com outros. A matéria leva o leitor a refletir sobre certas decisões tomadas nas várias esferas do judiciário em todo país, e se perguntar se a tese de “bandido bom é bandido morto” valeria para todos, se por acaso, utopicamente falando, essa medida tivesse força de lei. Abaixo o texto e fotos do DCM:

Desde que foi divulgada a notícia do Habeas Corpus concedido em favor do filho da presidente do TRE do Mato Grosso do Sul, a desembargadora Tânia Freitas Borges, a caixa de comentários do DCM ficou lotada de mensagens que comparam o caso de Breno (foto 1)a outros que envolvem pessoas pobres, em geral negros.

Nenhuma comparação é tão simbólica quanto a de Rafael Braga, conhecido como “o cara do Pinho Sol”.


Em 2013, Rafael (foto 2), que é negro e era catador de recicláveis (latinha principalmente), foi preso sob acusação de produzir coquetel molotov para uso nos protestos.


Rafael tinha nas mãos duas garrafas, uma de desinfetante, outra de cloro, encontradas, segundo ele, na garimpagem que fazia na rua.

Rafael foi condenado, mesmo sem provas, por fabricar os artefatos explosivos. Quando foi colocado em regime aberto, com tornozeleira, voltou a ser detido, na comunidade do Cruzeiro.

A polícia diz que ele portava 0,6 gramas de maconha e tinha um morteiro. Foi acusado de associação para o tráfico.

Como na prisão em 2013, não havia provas, mas o juiz Ricardo Coronha o condenou assim mesmo, com o argumento de que não poderia duvidar da palavra dos policiais.

“Nos depoimentos policiais acima mencionados, nada há que elida a veracidade das declarações feitas pelos agentes públicos que lograram prender o acusado em flagrante delito. Não há nos autos qualquer motivo para se olvidar da palavra dos policiais, eis que agentes devidamente investidos pelo Estado, cuja credibilidade de seus depoimentos é reconhecida pela doutrina e jurisprudência. Os testemunhos dos policiais acima referidos foram apresentados de forma coerente, neles inexistindo qualquer contradição de valor, já estando superada a alegação de que uma sentença condenatória não pode se basear neste tipo de prova”, escreveu o magistrado.

Rafael está preso no Complexo de Bangu e não deverá sair de lá tão cedo. Tem uma condenação de 5 anos por causa do desinfetante e outra de 11 anos pela condenação por tráfico.

Já o filho da desembargadora do Mato Grosso do Sul, Breno Solon Borges, tinha sido preso por porte ilegal de arma, foi apanhado em flagrante com 130 quilos de maconha, uma pistola 9 milímetros e farta munição para armas de uso restrito.

Estava sendo investigado por planejar o resgate de um chefe do tráfico no Estado, recolhido numa penitenciária, e por negociar droga com o PCC. É dono de várias empresas e ostentava, no facebook, uma vida nababesca.

Breno ficou três meses na cadeia e conseguiu o habeas corpus para se tratar numa clínica, pois teria síndrome de boderline e seria dependente químico.

A libertação dele foi concedida por dois desembargadores, depois que um juiz de primeira instância, dada a gravidade da acusação, não concordou em transferir Breno para uma clínica.

O compromisso da defesa é que a desembargadora Tânia será tutora do filho.

139 quilos x 0,6 gramas

Os dois casos escancaram a seletividade da Justiça brasileira.. Um caso é no Rio, outro no Mato Grosso do Sul, mas nas duas decisões há um fundamento subjetivo: a justiça de classe.

O que vale para uns, não vale para outros.

Este mesmo princípio de dois pesos e duas medidas se aplica a ação judiciária em casos de administração pública.

A jornalista Maria Cristina Fernandes mostrou como o governo do Estado de São Paulo está sendo blindado pelo Judiciário. Alckmin ganhou todas as vezes em que precisou recorrer à presidência do Tribunal de Justiça, em ações de seu interesse.

O levantamento foi feito por uma pesquisadora da Fundação Getúlio Vargas, Luciana Zaffalon, que analisou 566 processos que passaram pela presidência do TJ entre 2012 e 2015.

O estudo, base da tese de doutorado da pesquisadora, será divulgado em livro, com o título “Uma Espiral Elitista de Afirmação Corporativa: Blindagens e Criminalizações a partir do Imbricamento das Disputas do Sistema de Justiça Paulista com as Disputas da Política Convencional”.

Fernando Haddad, quando foi prefeito de São Paulo, chegou a comparar as ações do Ministério Público propostas contra sua gestão com a da gestão anterior, de José Serra/Gilberto Kassab.

A desproporção era 5 para 1.

Um exemplo dessa seletividade: a Justiça proibiu Haddad de usar o dinheiro arrecado com as multas para pagar salários na CET. Já na gestão de João Doria, a mesma justiça liberou as multas para pagar os agentes de trânsito.

O modelo de uma balança com dois pesos e duas medidas vem da cúpula do Judiciário.

Como entender que o mensalão do PSDB, de Minas Gerais, gênese do mensalão do PT, em Brasília, não teve decisão efetiva ainda?

O caso é anterior, mas o Supremo não quis julgá-lo e mandou para a primeira instância, quando o ex-presidente nacional do partido, Eduardo Azeredo, renunciou ao mandato para perder o foro privilegiado.

Esse mesmo princípio não valeu para o caso de José Genoíno.

Lula foi proibido pelo Supremo Tribunal Federal de assumir a Casa Civil, no governo Dilma, numa decisão fundamentada pela interpretação de que era desvio de finalidade: ele estaria sendo nomeado para garantir foro privilegiado.

No governo Temer, Moreira Franco foi promovido a ministro, através de medida provisória, depois que foi alvo da denúncia de corrupção e, com isso, garantiu o foro privilegiado.

O mesmo Supremo que proibiu Lula de assumir o Ministério, numa época em que a presença de Lula, como articulador político de Dilma daria outro rumo ao governo, liberou o foro privilegiado para Moreira Franco.

Justiça pune os pobres e pune também quem faz políticas para pobres e poupa os ricos e poupa também quem faz política para ricos.

Há muitos outros exemplos.

No gabinete dos juízes brasileiros, reina a máxima expressa pelo ministro Marco Aurélio Mello, na decisão que devolveu o mandato para o senador Aécio Neves — flagrado pedindo 2 milhões de reais a um empresário corrupto a quem oferecia vantagens.

O ministro disse que se tratava de um homem com “carreira notável”, “chefe de família”.

A decisão que libertou Breno, filho de desembargadora e liberado pela ação de dois desembargadores, segue o mesmo padrão cultural:

Ele também pertence a um mundo de pessoas com carreiras notáveis e de chefes da família.

Já para Rafael, o cara do Pinho Sol, a realidade é a que foi expressa num muro da comunidade onde ele tirou foto, no curso período em que cumpriu pena em regime aberto (com tornozeleira):

— O Estado te esmaga de cima para baixo.

Por conta desta foto, exposta em rede social, passou dez dias em solitária.

A Justiça é implacável. Com os pobres.

HAROLDO SABE EXERCER O PAPEL DE VICE-PREFEITO

Funcionário do município durante anos, Haroldo Vicente entrou na política pelas mãos do ex-prefeito Silvino Andrade, mas desde a primeira campanha de Izaías Régis (PTB) apoiou o atual gestor do município.

Na Câmara Municipal Haroldo teve uma boa atuação parlamentar, se aproximou do prefeito, ganhou sua confiança e acabou recebendo a preferência para ser o companheiro de chapa do petebista na campanha da reeleição.

Como vice-prefeito, Haroldo Vicente tem sido discreto, mas ao mesmo tempo colabora com a administração, fazendo articulações e negociando quando lhe são delegadas algumas missões.

Depois que Izaías iniciou o segundo mandato, o vice já assumiu o poder pelo menos uma vez.

Neste Festival de Inverno, Haroldo tem acompanhado o evento de perto e está sempre presente no camarote do prefeito.

Enfim, Haroldo até agora tem sido um bom vice, sem dar “dores de cabeça” ao gestor, como fazem outros que se elegem e logo brigam com o titular do cargo.


Na foto, neste FIG, o vice-prefeito de Garanhuns posa com a cantora Kiara Ribeiro.

IZAÍAS ESTÁ DESILUDIDO COM A VIDA PÚBLICA


Em entrevista ao Portal Leia Já, o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), disse que não pretende mais disputar cargo público.

O gestor parece desiludido com a política e após 18 anos na vida pública constatou que a atividade “não está dando resultado”. Segundo o petebista não adianta prometer o que não se pode cumprir e o Governo Federal não distribui recursos suficientes para os municípios.

“Quando terminar este mandato eu paro, não quero mais saber", frisou Izaías, admitindo, porém, que não irá deixar a política de tudo e poderá atuar como orientador ou apoiando determinados candidatos, daqui pra frente.

Para o prefeito de Garanhuns, o momento atual da política brasileira é péssimo e as coisas só poderão melhorar com participação popular. "O povo é quem tem que resolver, precisa aprender a não vender o voto. O Brasil precisa também de uma reforma política, não podemos ter 35 partidos no país”, comentou na entrevista ao Leia Já.

POLÍTICA NACIONAL - Izaías não está convencido da condenação do ex-presidente Lula numa instância superior, uma vez que segundo ele não foram mostradas provas de que o apartamento tríplex pertence ao petista. "Tem que haver uma investigação correta, não uma perseguição", defendeu o prefeito de Garanhuns.

FRANK SINATRA - A VOZ

Por Altamir Pinheiro

Caso estivesse vivo, FRANCIS ALBERT "FRANK" SINATRA estaria com 101 nos de idade. Sinatra, um dos mais importantes artistas do século passado  destacou-se na música e como ator fez uma bela carreira chegando mesmo a receber um Oscar de Melhor Ator Coadjuvante por seu excelente desempenho em “A UM PASSO DA ETERNIDADE”. Conforme nos conta o cinéfilo Darci Fonseca,  a filmografia de Frank Sinatra contém muitos dramas, comédias, policiais, filmes de guerra e como não poderia deixar de ser musicais. E SINATRA FEZ WESTERNS TAMBÉM, quatro apenas numa filmografia de mais de 50 títulos, mas não será por esses westerns que ele será lembrado, pois o melhor desses QUATRO FILMES é apenas regular. Pois é, imaginem!!! Sinatra usou chapéu de cawboy, calçou botas, lenço no pescoço e, meio desajeitado, colocou um Colt na cintura.

O primeiro western de Sinatra, um desengonçado cawboy, por ele produzido e que acabou sendo o melhor deles, mesmo longe de ser um grande filme, chamava-se:  REDENÇÃO DE UM COVARDE(1956); logo depois veio OS TRÊS SARGENTOS (1962), com participação do excelente Dean Martin – Este é um daqueles filmes em que os atores parecem se divertir mais que a plateia, não demonstrando a menor preocupação com o público pagante; em seguida, OS QUATRO HERÓIS DO TEXAS (1963) – Os quatro do Texas do título são Sinatra, mais um a vez Dean Martin e Ursula Andrews e Anita Ekberg, duas mulheres irresistíveis naqueles tempos; finalmente, seu último faroeste intitulava-seO MAIS BANDIDO DOS BANDIDOS(1970) – Outra comédia-western, outra tentativa frustrada de Sinatra se mostrar engraçado no Velho Oeste,  mas Ninguém gostou, nem o público e menos ainda a unânime crítica. Com ele Sinatra encerrou suas aventuras no Velho Oeste quando o gênero já não era mais o mesmo.

Em 2013, O Jornal do Comércio da cidade do Recife-PE, publicou uma extensa matéria no estilo  biografia a respeito do cantor-ator que vale a pena Lê-la.

POIS BEM!!! No ano em que Paul McCartney nasceu, a idolatria a Frank Sinatra antecipando a BEATLEMANIA em vinte anos, levava garotas a madrugar em filas de teatros para ter a oportunidade de assistir aos show do cantor na frente do palco. Baixo (para os padrões americanos), muito magro (numa época em que magreza era motivo de gozação), com um defeito no lobo da orelha esquerda, e uma cicatriz no mesmo lado do pescoço (ambos motivados pelo parto feito a fórceps), que o levou a vida inteira, a se deixar fotografar quase sempre do lado direito. Defeitos piorados por crises de acne na adolescência. Como se não bastasse, era de origem italiana, espécie de “NORDESTINO” para o nova-iorquino, abaixo dos irlandeses na escala social da cidade. Mas o que fazia de Francis Albert Sinatra uma pessoa especial?!?!?É o que o escritor e jornalista James Kaplan tenta esclarecer na biografia FRANK: A VOZ (Companhia das Letras, 752 páginas).

De acordo com a citada biografia, o crescimento de Sinatra se dá entre gângsteres mafiosos e políticos habilidosos, como Kaplan repassa e comprova. Sobre a afirmação de que teria sido um traficante de cocaína ligado a PABLO ESCOBAR, conforme a afirmação do filho do colombiano em entrevista ao JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO, o biógrafo não tem respostas definitivas. “Eu vi essa matéria, mas não sei nada sobre essa ligação com drogas. Eu não poderia dizer se essa afirmação é verdadeira ou falsa, mas diria que os problemas de Sinatra foram com álcool, não com coca” .

Conforme a atualizada wikipédia, Blue Eyes (Olhos Azuis), The Voice (A Voz), esses são alguns dos apelidos de Frank Sinatra, considerado por muitas pessoas o grande cantor do século XX. Não foi apenas grande na música. Sinatra foi um dos primeiros cantores a ganhar o status de ‘’CELEBRIDADE’', ao arrastar fãs por onde passava, antes mesmo de Elvis Presley e os Beatles.

Na calçada da fama, THE VOICE deixou duas estrelas marcadas: uma por sua carreira na música e a outro pelo trabalho na Tv e filmes  americanos. Casado quatro vezes (Nancy Barbato, Ava Gardner, Mia Farrow e Barbara Marx), Sinatra teve três filhos: Nancy Sinatra, Frank Sinatra Jr. e Tina Sinatra. O que impressionou muitos críticos e fãs era o fato de Sinatra desenvolver técnicas vocais sofisticadas sem qualquer treinamento. Não é à toa que sua voz marcante gravou alguma das músicas mais cantadas do século XX no mundo inteiro, como My Way, Fly Me To The Moon, The Way You Look Tonight, I've Got You Under My Skin, New York, New York e The Girl From Ipanema. Sua filmografia também é extensa, reunindo mais de cinquenta aparições, como em 
A UM PASSO DA ETERNIDADE (FROM HERE TO ETERNETY), com a qual recebeu o Oscar.

A história de Sinatra é um terreno mais do que pisoteado, mas talvez tenha sido escavado como nunca, deixando a missão de se conseguir novidades bem mais complicada para os próximos pesquisadores,  até porque um dos encontros mais bizarros se deu no dueto que fez com Elvis Presley em um programa de TV, em 1960. Elvis, até então, era a imagem do inimigo. “Sinatra odiava o rock. Quando os Beatles surgiram, em 1964, destruíram toda a música popular que havia até então.” Ali, conforme reconstitui o biógrafo Kaplan, os dois, Elvis e Sinatra, se tornaram iguais.

Frank Sinatra morreu em 14 de maio de 1998, aos 82 anos, em consequência de um ataque cardíaco. Apelidado de “A VOZ”, foi uma das figuras mais importantes da música popular do século 20 e deixou, por meio de discos e concertos, um legado próximo à perfeição no que respeita a interpretação vocal masculina. Sua popularidade foi enorme e praticamente constante ao longo de toda a vida, se bem que foram especialmente exitosos os anos 1950 e 1960, sendo esta última década, com a produção discográfica, considerada a etapa de maior qualidade artística como cantor. Eis um dueto que Frank Sinatra faz com Antonio Carlos Jobim no ano de 1967, incluindo aí,  a música GAROTA DE  IPANEMA(The girl from Ipanema)Infelizmente, hoje em dia não temos mais a Garota de Ipanema.  Temos as Funkeiras de Ipanema...