Governo Municipal

Governo Municipal
Juntos por uma Grande Cidade

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

sexta-feira, 30 de junho de 2017

FUNDARPE CONFIRMA MAIS TRÊS ARTISTAS PARA O FIG

Isadora Melo

A Fundarpe anunciou hoje o nome da cantora pernambucana Isadora Melo como uma das atrações da 27ª edição do Festival de Inverno.

Segundo a Assessoria da Fundação de Cultura do Estado, Isadora tem uma trajetória firme como artista, “uma voz rara e maturidade musical”, tendo sido forjada nas rodas de choro e samba e se consolidado como um dos expoentes da música nacional.

A jovem cantora pernambucana irá se apresentar no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, na abertura, no dia 20, com o álbum “Vestuário”, com um show que no teatro a colocará mais perto do público.

“Estou muito feliz e honrada de abrir o festival. Acompanho e vivo o FIG desde os meus 9 anos de idade. Garanhuns foi palco de shows e peças marcantes na vida e sei da importância de fazer parte desse evento. O show vai caminhar pelo disco Vestuário, além de algumas releituras, seguindo a mesma linha poética do disco”, comentou Isadora, a respeito de sua presença no FIG.
No palco, Isadora será acompanhada pelo seu “irmão postiço”, o músico Juliano Holanda; seu parceiro desde o início da carreira, o bandolinista Rafael Marques; o baixista Rogê Victor; e o acordeonista garanhuense Julio Cesar.

Alguns dos instrumentistas mais reverenciados da música brasileira também farão participações: o violoncelista e arranjador carioca Jaques Morelenbaum e o cantor e percussionista mineiro Maurício Tizumba.

Mona Gadelha

A cantora cearense Mona Gadelha também participa do espetáculo, em um momento especialmente elaborado para destacar a obra do grande homenageado do FIG 2017, o cantor e compositor Belchior.



Além de Isadora, Mona Gadelha e dos músicos citados,  a sambista Mart’nália (filha de Martinho da Vila), que está em turnê do seu mais recente trabalho, o disco + Misturado, é outra presença confirmada no Festival de Inverno deste ano.
Mart´nália

CÂMARA ANTECIPA PAGAMENTO DO 13º SALÁRIO

Buscando a continuidade do processo de valorização humana como força motriz do desenvolvimento de ações que promovam o bem estar social e o bom andamento das atividades que compõem o Legislativo Municipal, a presidente da Casa Raimundo de Moraes, vereadora Carla de Zé de Vilaço, resolveu, após consultar os departamentos Jurídico e de Contabilidade, antecipar quarenta por cento do décimo terceiro salário dos servidores efetivos, comissionados e contratados para o próximo dia 5 de julho.

Com isso, a vereadora Carla de Zé de Vilaço pretende promover uma maior comodidade financeira aos agentes beneficiados com a iniciativa e auxiliar no processo de desenvolvimento econômico da Cidade, uma vez que serão injetados, somando-se as folhas de junho, antecipação dos quarenta por cento do décimo e a folha de julho, mais de um milhão de reais na economia local favorecendo, portanto, um incremento nas vendas do comércio.


“Os nossos servidores são o bem maior que podemos ter, eles nos auxiliam no decorrer das atividades parlamentares e são o nosso contato entre a população e os vereadores. Sendo assim, nada melhor do que valorizá-los em nossas ações”, ressaltou a Presidente.

MAIS QUATRO CIDADES COM ÁGUA À VONTADE

Mais três mananciais que abastecem cidades da região Agreste foram beneficiados com as chuvas dos meses de maio e junho e conseguiram atingir o nível máximo de acumulação. Com os reservatórios cheios, as cidades de Calçado e Jupi, que juntas somam 11 mil habitantes, ficarão livres do racionamento, enquanto que Lajedo e São Bento do Una terão melhorias significativas na oferta de água.

Com condições de armazenar 400 mil metros cúbicos de água, a Barragem de São Jacques, localizada em Lajedo, agora está vertendo, após ficar o período de um ano em colapso. Já a Barragem de Pau Ferro, no município de Quipapá, na Zona da Mata Sul, saltou de 60% para 100% da sua capacidade e acumula 15 milhões de metros cúbicos.

A Barragem de Santa Rita, situada no município de Calçado, e que estava seca há três anos, conseguiu acumular 700 mil litros cúbicos de água com as chuvas e também está vertendo. Com a água de Santa Rita, a companhia poderá abastecer as populações de Calçado e Jupi todos os dias. Agora, a Compesa está trabalhando para realizar a manutenção, testes nas adutoras e ajustes nas estações de tratamento de água e de bombeamento, para que este sistema também volte a operar até o dia 15 de julho. As populações de Lajedo e São Bento do Una, que possuem 46 mil e 28 mil moradores, respectivamente, começarão a sentir melhorias na oferta de água também até o dia 15 de julho, quando a companhia concluirá intervenções para melhoria operacional do Sistema Integrado Pau Ferro/ São Jacques.


"Com as três barragens vertendo, vamos poder fazer uma equação para melhorar a oferta de água para as quatro cidades. Após realizar essas mudanças operacionais, é que vamos estudar o novo calendário de abastecimento para Lajedo e São Bento do Una, já que Calçado e Jupi ficarão livre do racionamento", explica o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Gilvandro Barbosa. Hoje, Lajedo, São Bento do Una e Calçado são abastecidas no regime de cinco dias com água e 25 dias sem. A cidade de Jupi está há três anos em colapso e sendo atendida exclusivamente por meio de carro-pipa. Em setembro do ano passado, a Compesa concluiu uma obra que permitiu aumentar a vazão da adutora de Pau Ferro de 60 l/s para 114 l/s. O empreendimento foi executado com o investimento de R$ 2 milhões feito pelo governo do Estado, em parceria com o governo federal.

*Na foto a Barragem de São Jacques, em Lajedo. Com informações da Assessoria de Imprensa da Compesa.

GARANHUENSES FAZEM CAMPANHA CONTRA FORASTEIROS

Nos grupos de Facebook e WhatsApp de Garanhuns começa uma campanha para que os moradores do município não votem em candidatos de fora, na próxima eleição.

O objetivo é conscientizar o eleitorado garanhuense a apoiar os candidatos com vínculos com a cidade, para fortalecê-la politicamente com a eleição de um estadual e um federal.

Garanhuns, quando era menor, chegou a ter dois representantes na Assembleia Legislativa do Estado e pelo menos um em Brasília.

Eram os tempos de Ivo Amaral e José Cardoso (foram estaduais na mesma legislatura) e José Tinoco e Cristina Tavares, que nos representaram em Brasília.

Hoje não é nem que os garanhuense estejam negando votos aos da terra – João Guido, Sivaldo, Claudomira e Zaqueu são exemplos de candidatos que foram bem votados no município, em eleições recentes – o problema é que os políticos de cá não estão conseguindo inserção nos municípios vizinhos.

Para se garantir, os políticos locais que pretendem chegar à Assembleia Legislativa ou a Câmara Federal têm que fazer sua parte aqui, mas também precisam conquistar pelo menos 10 ou 15 mil votos em outros municípios.

O eleitor está fazendo sua parte em defender o que é nosso, mas nossos representantes também precisam articular melhor seus projetos e fazer política pensando em termos do Agreste Meridional como um todo.

Nesse sentido, os deputados Álvaro Porto (natural de Canhotinho) e Romário Dias (Correntes) têm sabido fazer política, pois garantiram seus mandatos com votação de cidades até do Sertão do Estado.


Mas o recado está sendo dado via internet: “Se não é de Garanhuns, tô fora!”.

CAETÉS ENCERRA FESTAS DE JUNHO COM PÚBLICO DE FIG

Por Junior Almeida

A foto da postagem, em que o prefeito Armando Duarte e o cantor Mano Walter fazem uma selfie, traduz bem como foi o encerramento das festas de junho em Caetés. Desde cedo a cidade começou a receber pessoas de todos os lugares atraídas pelas atrações da noite, principalmente pelo artista de grande sucesso no momento, o forrozeiro alagoano Mano Walter.

A praça principal de Caetés, local do evento ficou super lotada, e as ruas próximas cheias de carros. Era tanto que até as calçadas de casas e praças foram usadas como estacionamento. Nas várias entradas de Caetés, parecia que era dia de comício, pois verdadeiras carreatas se formaram para entrar na cidade. A festa começou por volta das 22 horas de ontem e só  acabou depois das 3 da manhã de hoje.

Desde que assumiu a prefeitura em 2013, Armando Duarte tinha o compromisso de campanha de resgatar as festas juninas no centro da cidade, numa espécie de palhoção. Deus certo.  A cada ano a festa é maior. Mesmo assumindo a prefeitura em situação complicada, o gestor organizou a “casa”, botou as contas em dia, e em todos os anos de sua administração, com fornecedores e funcionalismo em dia,  vem realizando festas juninas  que são uma referência no Agreste.

Esse ano em que os forrozeiros do Nordeste se queixaram da concorrência dos cantores sertanejos, que segundo cantores como Alcymar Monteiro, Flávio José, Santana, dentre outros, invadem o espaço do forró, ameaçando acabar a tradição do São João, Caetés priorizou os cantores do autêntico gênero nordestino, e mostrou que está no caminho certo.


Algumas cidades da região “cavarnalizaram” o São João, e outras, alegando a grande crise que atravessa o país, deixaram de festejar os santos de junho, mas Caetés se manteve fiel a tradição do Nordeste, mesmo com apresentações de alguns cantores de forró estilizado, como impõe a mídia. 

Responsáveis pelas grandes festas de Caetés agora se preparam para a Caetés Fest, carnaval fora de época realizada no mês de setembro, com trio elétrico, blocos com abadás, e público de assombrar quem vê e participa dos festejos, mas também já pensam no São  João do ano que vem, pois sabem que têm o compromisso de fazer uma festa ainda maior. 

*Foto do Facebook de Armando Duarte. **a sigla FIG do título da postagem significa Festival de Inverno de Garanhuns. 

SOLIDARIEDADE NO COLÉGIO SANTA JOANA D´ARC

Os alunos do Santa Joana D'Arc,  juntamente com a comunidade,  realizaram boas ações e deram exemplo de muita solidariedade e amor ao próximo.

No Colégio Santa Joana, ensinamos a praticar boas ações desde cedo, pois o mundo necessita de um olhar solidário e um coração puro.


Agradecemos a toda a comunidade, alunos, familiares e imprensa falada e escrita pelo apoio e gesto digno de solidariedade.

SÃO BENTO SE PREPARA PARA CORRIDA DA GALINHA

Além de muita diversão e descontração, a 20ª Corrida da Galinha, que será realizada de 1 a 7 de agosto, em São Bento de Una, também oferecerá o melhor da gastronomia regional combinada com excelentes serviços prestados aos turistas e visitantes do evento. Isso porque a unidade do Agreste Meridional do Sebrae em Pernambuco irá oferecer capacitação para os empreendedores da região, visando um aprimoramento do atendimento ao cliente e uma maior valorização da galinha como ingrediente culinário regional.

No dia 12 de julho será realizada a primeira palestra, das 15h às 17h. O chef Rivandro França, do restaurante Cozinhando Escondidinho, irá falar sobre o tema “Valorização da Galinha como papel de destaque”. O curso de “Boas práticas de manipulação de alimentos” será ministrado entre os dias 17 e 21 de julho, das 18h às 22h. Com o tema “Qualidade no atendimento ao turista”, a palestra será realizada no dia 24 de julho, das 19h às 21h. Já com foco no atendimento ao cliente, “Atualização para garçom” será no dia 25 de julho, das 19h às 22h.

“O objetivo é fazer com que o empreendedor se sinta mais preparado para receber o cliente e saiba valorizar o ingrediente regional não só para a Corrida da Galinha, mas para fidelizar seu público e deixá-lo mais satisfeito”, destaca Alessandra Mendes, analista do Sebrae/PE. Para participar do curso e das duas palestras o investimento é de R$ 20,00. “O acesso apenas às palestras é gratuito, mas é interessante que o empreendedor participe de todas as capacitações para que possa ampliar a excelência dos serviços prestados”, ressalta Alessandra Mendes.

Serviço:
Valorização da Galinha como papel de destaque  - 12 de julho, das 15h às 17h
Boas práticas de manipulação de alimentos – 17 e 21 de julho, das 18h às 22h
Atualização para garçom - dia 25 de julho, das 19h às 22h.

Local: Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Bento do Uma – Praça da Matriz, 15 – São Bento do Una

Qualidade no atendimento ao turista - dia 24 de julho, das 19h às 21h
Local: Escola Cônego João Rodrigues – Rua Ciro Mota s/n – Centro – São Bento do Una


Investimento para participar de todas as capacitações: R$ 20,00.

*Texto: Pedro Maximino. *Foto: G1.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

MALDITO LULA!

Por Roberto Almeida

A indignação e o ódio contra Dilma e Lula foram fabricados, incentivados e multiplicados por setores empresariais e da mídia com interesses específicos. Para chegar ao poder e manter a tal de governabilidade, os petistas fizeram concessões várias, formalizaram acordos com setores conservadores e políticos oportunistas.  Mesmo assim nunca foram assimilados e terminaram pagando um preço alto pelas alianças com raposas venais e inescrupulosas.

Qualquer idiota “intelectualizado” pelas redes sociais hoje se acha um sabe tudo e abre a boca ou vomita no teclado que o Lula é ladrão. Os promotores e juízes tentam há três anos provar que o ex-presidente roubou, que ele é corrupto, que ele comprou e ocultou a merda de um apartamento e um sítio, mas não se sabe porque raios esses doutores espertalhões não conseguiram até agora apresentar fatos concretos e ficam se baseando em ilações, convicções e delações suspeitas, quando se tem em conta os direitos e garantias individuais, além da máxima que diz “todo mundo é inocente até que se prove o contrário”.

É, nem o Moro nem o promotor com nome de remédio conseguiram provar nada. O idiota de Facebook, no entanto, arrota a sua indignação e afirma cheio de certezas que o Lula, a Dilma e praticamente todo petista é ladrão. Aliás, de tanto baterem e criarem, fabricarem, condenarem, o PT virou facção, organização criminosa.

Foi preciso tirar a presidente, derrubar o Partido dos Trabalhadores, esmagá-los nas urnas em 2016, conhecer quem é de fato o Temer, o Eduardo Cunha, o Serra, o Aécio, o Geraldo, para se chegar à conclusão que não foi o PT que inventou a roda, o roubo, a propina, o desvio de dinheiro público. E apesar de estar tudo claro agora, escancarado, eu diria, eu nunca vi indignação contra o Cunha, o Aécio, o Temer e seu amigo Rocha Loures, como vi contra a Dilma, o Lula e seus companheiros de jornada.

Isso evidencia que a lavagem cerebral levou ao ódio de classe e Lula e Dilma são mais rejeitados pelo que fizeram de positivo do que pelos eventuais pecados. Eles cometeram o crime de investir no Nordeste, de dar ao salário mínimo ganhos reais, de tentar garantir ao brasileiro três refeições decentes por dia, de reconhecer os direitos das empregadas domésticas, de possibilitar que qualquer pessoa possa comprar um carinho, de abrir universidades e escolas técnicas em cidades como Caruaru e Garanhuns, de, enfim,  dar ao povo as oportunidades que sempre lhes foi negada.

Esse foi o grande crime de Lula e Dilma. Por isso foram e são perseguidos, acusados, ameaçados. Cunha, Aécio, Temer e seus aliados nunca tentaram subverter a ordem das coisas, nunca contrariaram os interesses dos mais ricos, nunca tentaram transformar pobre em gente.

Não são perigosos, não há necessidade de se indignar contra eles. Se roubarem alguns milhões isso faz parte natural das coisas. Os ricos sempre foram grandes ladrões, mas por isso mesmo é que são ricos e comem do bom e do melhor. A indignação também tem de ser seletiva:
Maldito Lula! Nordestino, um dedo a menos, sem diploma de doutor e querendo saber mais do que juiz e promotor!

Maldita Dilma! Mulher, sem encantos femininos, atrapalhada no modo de falar e querendo seguir os passos do outro, ousando derrotar nas urnas o sábio playboy das Gerais! Daí a revolta, a indignação, o ódio de classe que não se contém nem na hora mais dolorosa.

Malditos!

CAETÉS ESPERA BATER RECORDE DE PÚBLICO HOJE À NOITE


A expectativa do prefeito Armando Duarte (PTB), do Secretário de Cultura, Wando Pontes e de todos que organizam as festas juninas em Caetés, é que a cidade poderá bater o recorde de público deste e dos últimos anos com a realização da grande Festa de São Pedro, hoje à noite.


Mano Walter e Forró Vumbora animam o forró no centro de Caetés, a partir das 21h. Tem gente que já está com saudade e esperando pelo próximo ano.

Lembrando  que a festa em Caetés será transmitida para o mundo inteiro por duas TVs Web da região, uma delas com apresentação do blogueiro e radialista capoeirense Gilmar Alves.

GARANHUNS PROMOVE COPINHA DE FUTEBOL

Com o objetivo de movimentar o desporto infantil, o Governo Municipal de Garanhuns, por meio da Secretaria de Juventude, Esportes e Lazer, promoverá no próximo dia 8 de julho, a 1ª Copinha de Inverno de Garanhuns – Sub 13.

A competição acontece no Campo do Nove Horas e reunirá oito equipes, exclusivamente de Garanhuns: A.C.A, do bairro da Liberdade; Missão, do Jardim Petrópolis; P.F.U., da Massaranduba; Atlético, do Bairro Severiano Moraes Filho (Cohab I); EFFA, do Magano; Web Rádio Garoa, de Heliópolis; A.M.F., de Heliópolis e o Trevo, do Bairro Francisco Figueira (Cohab II). As equipes estarão divididas em dois grupos e se enfrentam dentro dos respectivos agrupamentos, classificando-se para a fase semifinal as duas melhores de cada grupo (1º A x 2º B e 1º B x 2º A) e para a final os vencedores desses confrontos.


“Vamos premiar o campeão e o vice, assim como o artilheiro; o melhor goleiro e o craque da Copinha. A intenção é movimentar o desporto local e conhecer de perto a realidade vivida pelos desportistas que trabalham com essas crianças. Apesar da grave crise financeira que o Município atravessa, também temos a expectativa de promover competições nas categorias Sub 15 e Sub 17”, registra Carlos Eugênio, secretário de Juventude, Esportes e Lazer de Garanhuns.

SOBROU PARA O PEQUENO: HOSPITAL DE ARCOVERDE DEMITE FUNCIONÁRIO QUE FILMOU FÁBIO ASSUNÇÃO

Por Junior Almeida

Depois da confusão em que se envolveu o ator global Fábio Assunção, em Arcoverde, Sertão do Estado, a direção do Hospital Memorial Arcoverde (foto) demitiu na última terça-feira (27) o funcionário que filmou e divulgou imagens do ator durante uma discussão na unidade de saúde. Fábio Assunção foi detido por uma guarnição da Polícia Militar de Pernambuco e encaminhado à unidade de saúde com ferimentos leves após quebrar o vidro traseiro de uma viatura da PM, isso tudo já depois de ser preso por se envolver em uma briga de bar na madrugada do sábado 24.


A informação da demissão foi divulgada (e pelo visto comemorada) no Instagram pela namorada de Fábio Assunção, Pally Siqueira, e confirmada pela direção do hospital. O Memorial Arcoverde afirmou, em nota, que a filmagem foi feita sem o consentimento da direção e repudiou a atitude do funcionário, que classificou como "infeliz iniciativa", pois segundo o hospital, a gravação "feriu o código de ética, a imagem da instituição e do ator global".


A questão, porém é deveras delicada, pois se o rapaz, que não teve o seu nome divulgado, errou em expor Fábio Assunção, visivelmente “fora de si”, nas redes sociais, fica a pergunta: quem acreditaria se não visse que um galã da maior emissora de televisão do país protagonizaria uma cena tão deprimente no interior de Pernambuco, cena essa digna dos “riscas facas” de ponta de rua?


É preciso lembrar que Fábio Assunção é loiro de olhos azuis, uma celebridade nacional, que tem muita gente se apiedando dele e que boa parte da mídia está ao seu lado, diferente de muitos viciados anônimos das periferias das grandes cidades, em grande número, negros, que ao “errar”, não falta quem queira condenação máxima e até diga, que “bandido bom é bandido morto”, e coisas do gênero.

Só como exemplo do que estamos falando, a deputada carioca, Jandira Feghali, usou as redes sociais, para se solidarizar com o ator, dizendo que o astro foi vítima da polícia pernambucana, contrariando tudo que vazou e foi visto na internet, pois em nenhum vídeo divulgado aparece qualquer militar dando pelo menos um pequeno empurrão no galã.


O fato é que o agora ex-funcionário do memorial Arcoverde engrossa o número dos desempregados no Brasil, já na casa dos 14 milhões de pessoas. E Fábio Assunção? Deve estar bem, obrigado. Curtindo sua fama, seu poder, até que possa ficar “fora de si” novamente e apronte outra.

Para quem não é tão novo e é de Garanhuns e região pode até imaginar o rádio ligado com o som de uma sirene ao fundo, e o grande Aluizio Alves narrando esse caso em seu programa Roda Policial:


-Um galego carioca de nome Fábio, encheu o tolé de água que passarinho não bebe, e começou a quebrar tudo dentro de um bar em Arcoverde. A polícia foi chamada e o brabão foi dormir no xilindró... 

*Com a curiosidade jornalística de saber o nome do desditoso funcionário e até de quantas pessoas dependiam dele, o blog entrou em contato com a direção do Memorial Arcoverde, mas fomos informados que ninguém está autorizado a falar do caso, que o que tinha pra ser dito foi divulgado na nota à imprensa. 

O FUNDO DO POÇO

Nos momentos de crise, desencanto com os partidos e os políticos, aparecem as soluções esdrúxulas na forma de líderes medíocres que as elites ou o próprio povo transformam em heróis, justiceiros ou salvadores da pátria.

Hitler e Mussolini chegaram ao poder na Alemanha e na Itália - duas nações civilizadas da Europa -  e por pouco não criaram o inferno na terra com suas políticas seletivas e o uso desenfreado da violência.

Muitos que acreditaram nas aventuras do fascismo e do nazismo depois se arrependeram amargamente dos monstros que criaram.

Se diz que na Alemanha ainda hoje a população sente vergonha pela ascensão de Adolf Hitler ao poder.

Mas a história se repete em outras épocas, em outros países. 

Que é Jair Bolsonaro se não um filhote das ideias fascistas e nazistas, transportadas para o Brasil do Século XXI?

Não tem carisma, liderança nem propostas concretas para melhorar o país.

Seu discurso se limita a defender os torturadores do passado, levar de volta à mulher aos tempos em que eram “escravas do lar”, defender a família tradicional e condenar os gays e lésbicas.

Poderia ser tão ignorado quanto o Levy Fidelix, no entanto hoje aparece em segundo lugar nas pesquisas eleitorais, à frente de Marina, Geraldo, Ciro e Dória.


Depois de um presidente medíocre e corrupto como Michel Temer, só nos resta mesmo um extremista no poder,  para enfim chegarmos ao fundo do poço.

Tem gente que pensa ser impossível piorar. Mas não é não.

PARA ONDE VAMOS: SOCIALISMO OU BARBÁRIE?

Por Anita Leocadia Prestes
Transcorrido um ano de governo de Michel Temer, não há mais dúvida de que sua posse resultou de um golpe parlamentar-jurídico, cujo objetivo central foi liquidar as conquistas dos trabalhadores brasileiros consagradas na legislação do país. Nesse sentido, são emblemáticas as propostas encaminhadas ao Congresso Nacional das reformas trabalhista e da previdência, assim como os esforços voltados para invalidar os direitos democráticos consagrados na Constituição de 1988, não obstante suas limitações, apontadas por Luiz Carlos Prestes, no que diz respeito ao artigo 142 dessa Carta, ou seja, à manutenção da tutela militar acima dos três poderes da República[1]. Artigo este usado pela primeira vez pelo atual governo para reprimir manifestação popular realizada recentemente em Brasília.

Da mesma maneira, assistimos ao desmonte da Petrobras, que está sendo entregue despudoramente ao capital internacional, e à privatização de grande parte da economia nacional. O Brasil é, assim, oferecido à rapina dos grupos monopolistas internacionais e se agrava acentuadamente sua dependência do imperialismo estadunidense e de outras potências imperialistas.
As políticas neoliberais de Fernando Henrique Cardoso não só não foram interrompidas, mas puderam prosseguir durante os governos do PT. E as próprias reformas trabalhista e da previdência tiveram curso nesses governos, assim como a desnacionalização da Petrobras e da economia nacional, embora encontrassem resistências significativas de parte de setores democráticos e populares. Quebrar tais resistências – eis a razão por que se tornou necessário para o imperialismo e os setores burgueses a ele associados perpetrar o golpe parlamentar-jurídico de 2016.
Em 2002, os compromissos assumidos pelo PT com a “Carta aos brasileiros” deram garantias ao grande capital internacionalizado de que seus interesses não seriam prejudicados, o que permitiu a eleição de Lula após três derrotas consecutivas nas tentativas anteriores para eleger-se presidente da República. Entretanto, as concessões postas em prática, mesmo as mais graves perpetradas no início do governo Dilma, ao renegar as promessas feitas durante a campanha eleitoral, não foram suficientes para, num cenário de agravamento da crise econômica mundial, atender aos propósitos dos setores burgueses identificados com os interesses do grande capital internacionalizado.
O retrocesso produzido pelos golpistas na vida nacional não deve obscurecer a responsabilidade dos governos do PT pela situação hoje presente no Brasil. Contrariando o que haviam imaginado e proposto pensadores marxistas como Florestan Fernandes, nos primeiros anos de existência do PT, o “partido dos trabalhadores” transformou-se numa versão brasileira da social-democracia europeia, com a diferença de que os conflitos sociais no Brasil, resultado de desigualdades extremas, não têm solução, mesmo que temporária, nos marcos do capitalismo, como aconteceu com o “estado do bem-estar social”, criação dos partidos social-democratas na Europa. Experiência esta hoje falida, como é do conhecimento geral.
Uma vez no governo, os dirigentes do PT incluíram em sua base aliada partidos e agrupamentos políticos comprometidos com a continuidade das políticas neoliberais que haviam constituído a essência dos compromissos assumidos com a “Carta aos brasileiros”. Estava fora de cogitação qualquer possibilidade de os novos governantes desenvolverem esforços voltados para a organização e a mobilização populares, tendo em vista a implantação de políticas favoráveis aos interesses dos trabalhadores e das grandes massas vitimadas pela exclusão social.
Pelo contrário, tanto o PT e seus aliados mais próximos, como é o caso do PCdoB, quanto os governos Lula e Dilma contribuíram para transformar a CUT e os sindicatos operários, assim como a UNE e grande parte das entidades populares, em meros instrumentos a serviço dos propósitos governistas, em meras correntes transmissoras dos desígnios petistas e governistas. Através da manipulação da opinião pública não se contribuiu para o avanço da organização dos diferentes setores populares, que foram mantidos como massa de manobra à disposição de lideranças “salvadoras” do PT, submetidos à influência carismática dessas lideranças, interessadas em impedir o protagonismo dos trabalhadores e das massas populares, empenhadas em mantê-las desorganizadas e desmobilizadas para melhor exercer seu controle.
De acordo com a cartilha neoliberal, formulada pelas agências ligadas aos grupos monopolistas internacionais, aos setores populares seria destinada uma parte dos recursos provenientes dos lucros fabulosos desses grupos, através de políticas assistencialistas – as chamadas “políticas compensatórias”-, promovidas pelo Estado brasileiro, cujo objetivo principal jamais deixou de ser a garantia da paz social. Dessa forma, tentou-se evitar as convulsões sociais e garantir o apoio popular aos governos do PT e de seus aliados, assegurando a sucessão tranquila desses governantes a cada eleição. Foram distribuídas migalhas ao povo, enquanto as multinacionais obtinham lucros fabulosos e os dirigentes do PT e seus aliados garantiam a reeleição para os principais cargos dos governos da República.
Diante da atual situação política do Brasil, a direção do PT continua recusando-se a analisar autocriticamente o comportamento dos governos Lula e Dilma. Contando com o apoio de Lula, a recém-eleita presidente do partido, afirma que “não fará autocrítica porque não quer fortalecer o discurso de seus adversários políticos”.[2] Lembremos que V.I. Lenin, o grande artífice da Revolução Russa de outubro de 1917, afirmava que os dirigentes políticos comprometidos com os interesses populares não deveriam jamais ocultar das massas seus próprios erros, recusando-se a assumir posições críticas em relação aos mesmos, pois isso abriria espaço para sua repetição. Postura que sempre foi seguida por Luiz Carlos Prestes durante sua longa trajetória política.[3]
A desmobilização popular e, principalmente, a ausência de organizações e partidos representativos dos legítimos interesses dos trabalhadores – para os quais a política do PT e dos seus aliados contribuiu de maneira decisiva -, têm como consequência a carência de lideranças populares autênticas e a tendência generalizada a buscar um “salvador” que pudesse enfrentar os desafios resultantes da situação criada no país com o golpe parlamentar-jurídico de 2016. A proposta que está sendo amplamente divulgada pelas “esquerdas” de eleições diretas com a candidatura de Lula à presidência representa a concretização de tal tendência. Lula seria novamente o “salvador” da pátria.
Semelhante solução pode ser considerada compatível com os interesses dos trabalhadores e das massas populares? A atual correlação de forças políticas, extremamente desfavorável para os setores populares, parece indicar que, mais uma vez, na história Brasil as classes dominantes ensaiam uma solução de conciliação, cuja característica principal seja a preservação dos interesses espúrios do grande capital em detrimento dos anseios dos trabalhadores e das grandes massas do nosso povo. Devido à desorganização dos setores populares, seus representantes carecem de força política para influir decisivamente nos acontecimentos.
Dessa forma, semeia-se a ilusão de que Lula possa ser a solução. Na realidade, as “elites” representativas das classes dominantes poderão admitir eleições diretas e até mesmo a eleição do ex-presidente Lula desde que uma nova “carta aos brasileiros”, recheada de concessões maiores das que foram feitas pelo PT em 2002, seja assumida como compromisso eleitoral. É ilustrativa a proposta do “tucano” Fernando Henrique Cardoso, disposto a buscar entendimento com Lula para “salvar o Brasil”.[4]
Na verdade, no curto prazo não existe uma solução que realmente contemple os anseios populares e dê resultados positivos. As “esquerdas” precisam reconhecer isso e contribuir para o esclarecimento das massas, mostrando-lhes que a disputa eleitoral e a “democracia representativa” não constituem a solução. No máximo, podem ser coadjuvantes na atividade fundamental de organização dos trabalhadores, de organização popular, e na luta cotidiana que deve ser desenvolvida em cada lugar de trabalho, de estudo e de moradia em torno das reivindicações mais sentidas dos setores populares.
Luiz Carlos Prestes enfatizava que a emancipação econômica, social e política dos trabalhadores brasileiros deveria ser obra deles próprios. Para que isso se tornasse possível, considerava necessário contribuir para a mobilização, organização e conscientização dos diferentes setores populares, assim como para o surgimento de novas lideranças e novas organizações partidárias efetivamente comprometidas com a solução radical dos graves problemas nacionais.[5]
É necessário trabalho e empenho para construir as forças sociais e políticas capazes de garantir o avanço rumo ao socialismo – o único regime social capaz de assegurar justiça social e democracia para todos. Trata-se de um projeto a ser realizado a médio e longo prazo – o único capaz de garantir soluções verdadeiras para os anseios da grande maioria do povo brasileiro.
Reformar o capitalismo deixou de ser a solução. Karl Marx escrevia que, se não se avança para o socialismo, chega-se à barbárie, algo que já estamos vivenciando nos dias atuais e que urge ser revertido através do único caminho viável – a organização popular.


APOIO: PCB (Partido Comunista Brasileiro) de Garanhuns/PE

quarta-feira, 28 de junho de 2017

FESTA DE CAETÉS VAI SER VISTA NO MUNDO INTEIRO

Por Junior Almeida

A abertura dos festejos juninos de Caetés aconteceu no último dia 10 de junho, quando Luan Douglas, Vilões do Forró e Fábio Bala se apresentaram na Vila Araçá, dando início a festa que já se consolidou como uma das mais importantes e mais animadas do Agreste Meridional.

Foram três finais de semana festa com Caetés recebendo milhares de pessoas, não só do município, mas de toda região, ajudando e muito a aquecer a economia local. O blog ouviu alguns comerciantes em Caetés, e muitos não escondem a alegria de estarem faturando com os festejos juninos.

        O povo se diverte, e a gente ganha, se divertindo também. Nos informou um comerciante.

A quarta e última data de festa, é amanhã (29), dia de São Pedro, quando é esperado o maior público de todos os dias, onde se apresentam o cantor Alejandro Swingado, e depois dele, o sucesso do momento: o alagoano de Quebrangulo, o engenheiro/vaqueiro Mano Walter, segundo forrozeiro mais ouvido em todo país, ficando apenas atrás de Wesley Safadão.

NOVIDADE
Para encerrar a festa com chave de ouro, quem é de Caetés e vive longe da Terra da Energia Eólica de Pernambuco, vai poder matar saudades da terrinha, e virtualmente participar da festa. É que a Tv Web Garanhuns, fechou uma parceria com a Prefeitura de Caetés, e vai transmitir ao vivo o evento através do seu site e também do seu Facebook para o mundo inteiro.

No dia 16 de junho a Tv Web já tinha realizado transmissões de toda festa de Caetés, mas de maneira gravada, porém, amanhã vai ser diferente, pois o internauta poderá saber tudo que acontece no encerramento junino em Caetés em tempo real.


A transmissão começa a partir das 19:30 horas, quando o informativo da emissora, o Jornal do Agreste, vai entrar no ar, direto de Caetés. Depois disso, as várias câmeras pela cidade, inclusive no palco, e os repórteres da TV, irão fazer uma programação toda dedicada à festa, que podem ser conferida no site Info Web Tv e também no Facebook da TV. 

CENTRO CULTURAL PASSA POR REFORMAS PARA O FIG

As Secretarias de Infraestrutura, Obras e Turismo e Cultura estão trabalhando em conjunto para realizar reparos na estrutura física do Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti. O prédio, que já estava precisando de reforma, teve a estrutura comprometida após a ocorrência das últimas chuvas.

A obra em andamento, que tem prazo médio de 20 dias para ficar pronta, abrange o retelhamento, manutenção nas instalações elétricas, reforço do piso do palco, pintura e outros serviços de reparação. 

Posteriormente, será realizada outra avaliação para tomar as medidas possíveis para a manutenção de um dos mais importantes prédios históricos de Garanhuns e um dos espaço importantes do Festival de Inverno.

O Centro Cultural funciona no prédio de uma antiga estação ferroviária, construído no século 19, que foi restaurado em 1979.

A antiga estação ferroviária abriga também o Teatro Luiz Souto Dourado.

Durante todo o ano, o espaço era utilizado para peças teatrais e comercialização de produtos na Casa do Artesão. Durante o mês de julho é um dos polos do Festival de Inverno de Garanhuns, com apresentações teatrais.


De acordo com o secretário de Infraestrutura, José Gundes, equipes técnicas estão trabalhando em conjunto. “Unimos profissionais de diversas áreas para que o prédio realmente tenha condições de receber público de forma segura”, explica. (Edméia Ubirajara, Secom).

CALÇADO REALIZA FESTA DE SÃO PEDRO

Nesta quarta-feira, dia 28, tem Festa de São Pedro em Calçado, numa realização do Governo Municipal.

O forró vai tomar conta da praça de eventos “Ennes Ebimael”, no centro, com as seguintes atrações: a partir das 22h Banda Flor de Araçá; a partir da zero hora Forrozão Rei do Gado.


O prefeito Nogueira e equipe convidam os calçadenses e moradores das cidades vizinhas para participarem de uma festa com muita organização e segurança.

PREFEITA DE BREJÃO ACUSA OPOSIÇÃO DE POLITICAGEM

A Prefeitura Municipal de Brejão vem a publico diante da postagem datada de 26 de junho de 2017 denominada “POVO É TRANSPORTADO FEITO LIXO EM BREJÃO” (http://robertoalmeidacsc.blogspot.com.br/2017/06/povo-e-transportado-feito-lixo-em-brejao.html) insurgir-se e indignar-se com a forma que fora tratada a querida e respeitosa população de Brejão.

Não admitimos que o Sr. Paulo Moraes (segundo o Blog) ou qualquer outro venha destratar e desrespeitar qualquer munícipe de Brejão ou denegrir a imagem de nossa sociedade.

Ao contrário do outras gestões, a atual gestão se identifica com o povo e não demonstra diferença na relação entre os detentores do poder (agentes públicos) e as pessoas para o qual esse poder deve trabalhar (o povo).

Não admitiremos o uso de politicagem com um evento que congraça o querido povo de Brejão com cidades circunvizinhas.

Em nenhum momento houve transporte de pessoas por caminhão de lixo, como ardilosamente tenta induzir a matéria. O caminhão caçamba que serviu como carro de apoio ao evento foi usado inclusive pelo Vice Prefeito Joseraldo Bezerra e pelo Secretário de Administração e Ex-Prefeito Sandoval Cadengue, conforme se vê pelos registros fotográficos feitos por populares, sendo usado também por populares que tiveram dificuldade de transposição em certos trechos do percurso.

É claro perceber que o conteúdo da matéria é parcial e tem uma conotação política de fundo, não retratando a verdade, motivo pelo qual já foi encaminhada ao Departamento Jurídico para providências cabíveis.

O desconhecimento da legislação ou a escusa intenção da matéria também nos leva a demonstrar aos desconhecedores, que propaganda política antecipada (extemporânea) apenas se dá em ano eleitoral e com destaque explícito ao pedido de voto nos termos da Lei 9.504/97, não sendo o caso em tela.
A atual gestão de Brejão vem dando sinais de excelência administrativa em benefício do povo, saldando débitos deixados pelo governo anterior, recuperando patrimônio público, modernizando instalações, ampliando serviços e dando dignidade a vida dos diversos munícipes de nossa querida Brejão.

Finalizo dizendo que “o povo de Brejão não é lixo, como disse ardilosamente a matéria, mas lixo é o que aqueles que não querem o bem de Brejão tentam fazer contra o seu povo. Não admitimos, nem nunca admitiremos que o povo de Brejão seja destratado ou desrespeitado e iremos até onde a legalidade couber para defendê-lo, pois isso é uma das muitas coisas a que me propus quando fui legitimamente eleita por 4.562 votos”.

Atenciosamente,
Beta Cadengue

Prefeita do Município de Brejão/PE

AGRICULTOR SOFRE EMBOSCADA EM CAPOEIRAS

Gerôncio Alves da Silva, agricultor, residente no sítio Riacho do Sal, de Capoeiras, é uma das testemunhas da compra de votos que teria ocorrido na campanha eleitoral de 2016, naquele município.

O agricultor confessou à polícia e perante a juíza, na frente da própria prefeita de Capoeiras,  que no ano da eleição recebeu 700 reais da também agricultora Leonor Caetano para votar no grupo governista.

Talvez pela sua ousadia em fazer essas denúncias, no último dia 21 Gerôncio foi alvo de uma emboscada e perseguido durante mais de dois quilômetros por três homens usando duas motos diferentes.

Mas o agricultor conseguiu escapar e foi até à delegacia de Capoeiras, acompanhado de advogados e do presidente do DEM,  onde fez um registro da ocorrência à autoridade policial.

Amigos e o próprio delegado de Capoeiras, Dr. Flávio Pessoa, aconselharam o agricultor a não voltar a própria residência até a conclusão das investigações.


Política partidária em Capoeiras muitas vezes parece uma guerra que nunca tem fim.

*Na foto do Google a delegacia de Capoeiras.

IZAÍAS ESPERA UM GRANDE FESTIVAL DE INVERNO

Após ter se reunido com a direção da Fundarpe e o Secretário de Cultura do Estado, Marcelino Granja, o prefeito Izaías Régis (PTB) ficou otimista com a programação a ser anunciada para a 27ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns.

Sem querer adiantar nomes, para não atropelar o anúncio da grade pela Fundação de Cultura, no próximo dia 12, o prefeito no entanto garante que bons artistas virão se apresentar na cidade e o FIG repetirá o êxito dos anos anteriores.

A princípio a prefeitura será responsável pela contratação apenas dos artistas locais, mas Izaías não descarta entrar em entendimento com a Fundarpe para contratação de uma grande atração pelo município, se isso se fizer necessário.

“O importante é que os governos Municipal e do Estado estão unidos para realizarmos mais um grande Festival de Inverno”, defende o petebista.

Izaías chama a atenção para o fato de que este ano o evento acontecerá sob um inverno dos mais rigorosos dos últimos tempos, o que dá um charme especial à cidade e encanta os turistas. “Está muito frio e isso é bom. Temos este ano a velha Garanhuns de volta”, comemora o prefeito, convencido de que nos palcos “o tempo irá esquentar”.


Na avaliação do líder político local, também podem ser consideradas justas e significativas as homenagens que este ano estarão sendo feitas, durante o FIG, os escritores Ariano Suassuna e Hermilo Borba Filho, além do cantor Belchior, que faleceu em abril passado.