Lembrando o Natal Luz

Lembrando o Natal Luz
Sucesso!!!

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

OS 100 ANOS DA HECATOMBE REPERCUTEM EM CARUARU

Os 100 anos da hecatombe de Garanhuns, ocorrida em janeiro de 2017, quando dezenas de pessoas foram mortas no município, em consequência do assassinato do coronel Júlio Brasileiro, já estão sendo noticiados em outras cidades de Pernambuco.

O jornalista Mário Flávio, que tem um dos melhores blogs de Pernambuco, regista no seu espaço na net os eventos programados pelo Instituto Histórico, Geográfico e Cultural de Garanhuns, para marcar o centenário de tragédia que abalou a cidade.

É importante ressaltar que não está se “comemorando” a hecatombe e sim avivando a memória dos moradores de Garanhuns e de Pernambuco, para informar, conscientizar, e quem sabe impedir que fatos pelo menos parecidos se repitam.

Este blog publicou uma reportagem, depois de consultas a livros de historiadores e sites, sintetizando o que de fato aconteceu na cidade em meados de janeiro, um século atrás.

Quem não leu ainda pode conferir acessando o link abaixo:



O jornalista Mário Flávio ou outra pessoa da capital do Agreste poderia esclarecer se o escritor José Condé se inspirou nos fatos de Garanhuns ao criar o personagem José Bispo, do romance "Terra de Caruaru.  É que a história dele (na ficção) é muito parecida com a do Capitão Sales Vila Nova, pivô da hecatombe de 1917.

Um comentário:

  1. De fato,Roberto e Júnior Almeida,uma hecatombe desse tipo não se tem o que comemorar,mas precisa ser registrada para mostrar aos descendentes como ocorreu uma tragédia dessa magnitude.

    Piores do que essas e de grande proporções podemos citar algumas delas como a primeira e a segunda guerra mundial,a invasão do Iraque,de centenas que ocorreram no Brasil inteiro em vários Estados e nas várias cidades pequenas fruto da brutalidade do homem que quer o poder pelo poder e da ignorância de muitos que usando da chibata e das armas para tiraram a vida de pessoas inocentes como foi o caso do Cabo Cobrinha e tantos outros.

    Os filhos e netos,bisnetos e a população em geral precisam tomar conhecimento dos fatos para que realmente fenômenos desta natureza não se repitam jamais.

    Que os vitoriosos respeitem os perdedores e os derrotados saibam acatá-las democraticamente,mesmo sabendo que, o olho por olho e o dente por dente ainda existem na mente de muitos coronéis e saruês em pleno século vinte e um.

    ResponderExcluir