Natal de Garanhuns

Natal de Garanhuns
A Magia do Natal

Governo do Estado

Governo do Estado
Governo do Estado

terça-feira, 31 de agosto de 2010

GARANHUNS HOMENAGEIA ÍCONES DA MPB

Raul Seixas será o primeiro artista homenageado

A Prefeitura de Garanhuns está com um novo projeto musical. Trata-se do “Garanhuns Toca”. A proposta é que a cada dois meses seja realizada uma apresentação musical em homenagem a um ícone da Música Brasileira, de diferentes segmentos. Os shows acontecerão em diversos atrativos turísticos da Cidade.

O projeto nasceu da iniciativa de alguns artistas da cidade que de acordo com a secretária de Cultura, Gabriela Valença, levaram o projeto à Secretaria de Cultura, que adotou a idéia. “A cena artística de Garanhuns passa o ano inteiro a espera do Festival de Inverno para ter espaço. Esse Projeto tem a intenção de movimentar o Município com apresentações musicais e resgatar movimentos culturais que existiam em Garanhuns até a consolidação do FIG, além de promover cultura e arte o ano inteiro”, registra.

O primeiro encontro está marcado para o dia 2 de outubro. O Garanhuns Toca Raul Seixas, acontecerá no Parque Euclides Dourado, a partir das 16 horas. A abertura dos shows será feita pela Banda Raul Cover Garanhuns, logo após, o espaço será aberto para os voluntários que desejem fazer suas homenagens ao artista. Para o encerramento está programada a apresentação do cover oficial de Raul, o cantor Alexandre Seixas e a Banda Caroço de Manga.

O segundo Garanhuns Toca está sendo programado para homenagear o pernambucano Luiz Gonzaga. (Texto enviado pela Secretaria de Comunicação da Prefeitura).

O PALANQUE DE SIVALDO

Nas suas caminhadas pelos bairros de Garanhuns, o vereador Sivaldo Albino (PPS), candidato a deputado estadual, conversa com os populares e em algumas ocasiões discursa. Ao lado de Ivo Amaral e Silvino Andrade, que estão quase sempre com ele, fala aos eleitores: "Estou bem acompanhado. Ao meu lado estão os dois maiores e melhores prefeitos da história política de Garanhuns". A mensagem tem tido boa receptividade. Sivaldo pede votos para Sérgio Guerra e Raul Jungman e não força muito quanto as opções de governador e presidente da República. Deixa o povo à vontade para votar em Dilma e Eduardo. Sua preocupação é com a questão local, os destinos de Garanhuns.

ZÉ DA LUZ

Como prevemos em artigo publicado neste blog, com ampla repercussão em toda região (em Caetés imprimiram, tiraram xerox e distribuíram nas ruas), Zé da Luz irá lutar até a última instância para manter a sua candidatura. Perdeu no TRE, mas já recorreu ao TSE. Vai ao Supremo Tribunal Federal, se preciso. O objetivo é segurar os votos de Ana Arraes e atrapalhar a vida de Izaías, pois as chances de vitória junto à Justiça Eleitoral são muito remotas.

AGORA É PARA PRESIDENTE


A eleição se aproxima e continuamos a fazer enquetes políticas. Já consultamos o internauta sobre as disputas para a Assembleia Legislativa, Câmara Federal, Governo do Estado e Senador da República. Agora chegou a vez da eleição mais importante: daquele ou daquela que conduzirá os destinos do Brasil de 2011 a 2014. José Serra, Marina Silva, Dilma Roussef, Plinío Arruda... Qual o seu candidato (a) preferido? Escolha aquele (a) que você considera melhor, pensando no futuro deste país.

O CRACK NA RECORD

O Domingo Espetacular, uma das poucas opções da TV Aberta brasileira, principalmente nos finais de semana, está fazendo um amplo trabalho de reportagem no país sobre a "Epidemia do Crack", que toma conta da cidades grandes, médias e pequenas do país. A record está usando 200 jornalistas nesta cobertura, que inclui municípios como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Goiana, Porto Alegre e muitos outros do Sudeste, Nordeste, Centro Oeste e demais regiões. A estimativa feita pelos repórteres é que o Brasil já tem mais de dois milhões de pessoas viciadas na droga e este número aumenta a cada dia. Já foram mostradas cenas de jovens dominados pelo crack, o sofrimento de pais e mães, a atuação de traficantes e a degradante "Cracolândia", numa área central da capital paulista, onde dezenas de jovens, inclusive mulheres grávidas caminham para o fim de forma degradante. No próximo domingo o programa mostra a segunda parte da reportagem. É importante frisar que o crack já faz muitos estragos também em Garanhuns, principalmente entre os jovens, deixando pais e autoridades preocupadas. Pelo que foi mostrado na TV, essa droga, um derivado da cocaína, atua como uma onda, uma explosão na cabeça, que dura poucos minutos ou segundos. Com apenas três tragadas uma pessoa pode ficar viciada.

HUMBERTO E ARMANDO VENCEM EM GARANHUNS

A enquete para a escolha dos dois senadores de Pernambuco, concluída ontem pela manhã, teve mais votos do que a de governador. A razão talvez seja porque a disputa entre Eduardo e Jarbas já está decidida e não empolga. Como no senado o pleito ainda não está definido, os internautas se interessaram mais. Votaram 298 pessoas, ficando o primeiro lugar com Humberto Costa (PT), que teve índice de 52%. Armando Monteiro ficou no segundo lugar, conquistando 42% da votação, enquanto Marco Maciel (DEM), em terceiro, somou 32%. Raul Jungman (PPS) teve 27% e dos partidos menores o melhor colocado foi Renê Patriota, com 10%.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

TRE MANTÉM IMPUGNAÇÃO DE ZÉ DA LUZ

Como o leitor atento já deve ter percebido, sempre que faço postagem sobre Zé da Luz (foto) tenho o cuidado de esclarecer que seu problema com a Justiça Eleitoral ainda não foi resolvido. Nada de pessoal, apenas me atenho à realidade dos fatos. No texto abaixo mesmo, escrito mais cedo, eu faço essa ressalva, porque a situação dele, até o momento, é diferente da dos outros candidatos. Hoje à tarde os juízes do TRE resolveram rejeitar os embargos do candidato do PHS para manter a sua candidatura. O ex-prefeito de Caetés pode continuar lutando, mas agora possivelmente terá de recorrer ao TSE em Brasília. É uma luta muito difícil essa dele, que no final das contas poderá não ter êxito, sofrendo desgaste, gastando com advogados e deixando seus eleitores, que são muitos, inteiramente frustrados. (Foto do Diario de Pernambuco).

AS OPÇÕES DO ELEITORADO DE GARANHUNS

O eleitorado de Garanhuns tem muitas opções na eleição de deputado estadual, este ano. Logo de saída tem quatro candidatos ligados à cidade ou por ter nascido no município, ou por ter uma história de vida entre as sete colinas.

Primeiro temos o deputado Izaías Régis, já no segundo mandato, que veio de Terezinha criança e fez sua vida por aqui. Como parlamentar apresentou projetos voltados para o consumidor, promoveu eventos e implantou centros de saúde e escolas técnicas, com o apoio de Armando Monteiro. É apoiado pelo prefeito Luiz Carlos de Oliveira e faz dobradinha com Jorge Corte Real.

Depois temos o vereador Sivaldo Albino, morador da Vila do Quartel e que conhece cada rua e grande parte dos moradores de Garanhuns. Tem tido uma atuação destacada na Câmara e este ano tenta dar um voo mais alto, tentando conquistar uma cadeira no Legislativo Estadual. Dobra com Sérgio Guerra.

O terceiro nome é Zé da Luz, prefeito de Caetés em três oportunidades. Tem um potencial de ser bem votado em Garanhuns, no entanto muitos eleitores temem votar nele por conta dos seus problemas junto à Justiça Eleitoral. Alguns acham que ele pode repetir o caso do filho, que ganhou a eleição de prefeito e foi impedido de assumir. Apóia Ana Arraes para federal.

O quarto candidato com raízes no município é o vereador e militar conhecido como Capitão Lucena. Tem atuado com independência na Câmara e com apoio da população e dos seus colegas militares tentará ter uma boa votação na cidade e toda região, se credenciando para voos mais altos.

Fora esses quatro, com ligações mais fortes com a cidade, temos candidatos que por uma razão ou outra estão investindo também nos eleitores do município. Leonardo Dias é filho de Romário, que nasceu em Correntes e sempre recebeu apoios em toda região. Leo, como é chamado pelos amigos, tem apoios importantes em Garanhuns e no Agreste: o vice-prefeito Almir Penaforte, os vereadores Marcelo Marçal e Dimas Carvalho, além do prefeito de Brejão, Sandoval Cadengue.

Claudiano Martins, citado numa postagem abaixo, é outro nome que investe na Suíça Pernambucana. Tem apoios na região como de Edimilson Bahia (Correntes), Ezaú (Terezinha), Lindolfo (Caetés) e Quebrasanto (Lagoa do Ouro). Em Garanhuns fecham com sua candidatura alguns empresários e o líder sindicalista Luciano Florêncio. Faz dobradinha com Eduardo da Fonte.

Natural de Lajedo, onde tem sua principal base eleitoral, Marcantônio Dourado sempre teve dificuldades para conseguir apoios em Garanhuns. Essa história começou a mudar na última eleição, quando ultrapassou os mil votos no município. Nesta eleição, está sendo apoiado por Adolfo Lopes, que teve mais de seis mil votos para prefeito em 2008. Dobra com Silvio Costa.

Alberto Feitosa ficou na suplência, na última eleição, mas assumiu quase todo o mandato. É militar e tem muito apoio da corporação. Conta com aliados importantes na região, como Gedécio Barros (ex-vereador de Garanhuns), Dudu (prefeito de Capoeiras), Dr. Eudes (prefeito de Venturosa) e Washington Cadete (vereador de São Bento do Una). Faz dobradinha com Inocêncio Oliveira.

Temos ainda o nome da vereadora do Recife Priscila Krause, filha do ex-governador de Pernambuco. É casada com o advogado garanhuense Jorge Branco, filho do ex-deputado José Tinoco. Um dos maiores defensores de sua candidatura é Altamir Pinheiro, que assina o blog Chumbo Grosso.

Para federal, sem fazer dobradinha com os estaduais citados, temos com raízes no município Paulo Camelo, que já foi candidato a prefeito em três oportunidades; João Guido, ex-secretário municipal; e Fernando Ferro, que estudou no Colégio XV e morou em Garanhuns na sua juventude.

Avalie cada nome desses, procure saber a história política de cada um, veja quem está apoiando sua candidatura e escolha aquele que no seu entender melhor poderá defender os interesses de Garanhuns e do Agreste.


CLAUDIANO TAMBÉM INVESTE EM GARANHUNS

O candidato a deputado estadual Claudiano Martins Filho também inaugurou um comitê eleitoral em Garanhuns, nas proximidades da Praça Souto Filho. O ato político aconteceu no último final de semana, com as presenças do deputado federal Eduardo da Fonte (com quem ele faz dobradinha), dos empresários Antônio Alves de Lima, Expedito Nogueira e Djalma da Churrascaria. Da região, vieram prestigiar o filho do ex-prefeito de Itaíba as seguintes personalidades: Lindolfo Almeida (ex-prefeito de Caetés), Ezaú (ex-prefeito de Terezinha), Antônio de Lula (Iati), o advogado Nilton Ayres, os vereadores Severino Gordo e Edinaldo (Caetés), Luciano Florêncio (Sindicato dos Funcionários Públicos de Garanhuns), além do prefeito de Buíque. Claudiano Martins pai estava super satisfeito, pois essa é a primeira vez que ele inaugurou um comitê em Garanhuns, desta vez para o filho. (Na foto os irmãos Adriano e Claudiano Filho, este candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa).

NOVO BLOG EM GARANHUNS


Garanhuns ganha a partir desta semana um novo blog. O espaço é assinado pela radialista Simão Silva, com passagens pelas principais emissoras de rádio de Garanhuns e que foi um dos criadores do jornal Correio Sete Colinas, juntamente com este que vos escreve e Luciano Andrade. Simão, que tem sempre um olho crítico para o que está errado, aborda assuntos das áreas política e de esportes, além dos fatos do dia a dia de nossa cidade. Bem vindo companheiro ao mundo dos blogger. O endereço eletrônico do novo espaço na net: http://blogdosimaosilva.blogspot.com/

A AVENIDA RUI BARBOSA


A Avenida Rui Barbosa é uma das vias públicas mais bonitas do interior pernambucano. Além de abrigar o Seminário São José, que aparece na foto, ela faz a ligação com a bela Praça Souto Filho, da Fonte Luminosa, e nela estão situados o Hotel Tavares Correia, O Palace, a AGA, restaurantes como o Alforria e Chalé. A Avenida que dá nome ao ilustre brasileiro, tangencia o pólo Heliópolis do Cine Eldorado e passa, majestosa, pelo Relógio das Flores, até o encontro com o Monte Sinai. Tem belos canteiros, flores, árvores... Tudo isso hoje está escondido, em segundo plano, por conta da propaganda política que invadiu tudo. Um consolo é saber que a poluição visual é provisória.

Como o leitor deve perceber a foto acima é antiga. Tive vontade de mostrar uma imagem recente, com a cara dos políticos. Mas pra quê? O garanhuense normalmente passa pela Rui Barbosa todo dia e já deve estar cansado com a degradação do seu espaço. Pelo menos aqui ele aparece limpo, como devia ser sempre.

EMPRESÁRIO DOA 20 MILHÕES AO GOVERNO

O empresário Eike Batista (foto) resolveu doar R$ 20 milhões para o governo do Rio de Janeiro e assumiu o compromisso de entregar o mesmo valor todos os anos, até 2014, exclusivamente para aplicação na compra de equipamentos e na construção de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Lançado no fim do segundo ano do governo Sérgio Cabral (PMDB), o projeto das UPPs virou bandeira política do candidato à reeleição e foi incorporado ao discurso de campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT).

Duas coisas nos chamam a atenção na notícia acima: 1- É raro um empresário praticar um gesto desses. Um sujeito doar 20 milhões de reais a um governo para ajudar a sociedade a ficar um pouco melhor? Estamos mais acostumados a ver gente querendo sugar dos governos, enricar à custa do contribuinte; 2 - Um empresário que pode tirar 20 milhões do próprio bolso para fazer a doação é rico pra caramba. Vai ter dinheiro assim lá na China. E pensar que muitos não tem nem alguns centavos para o pão.

A VOLTA DO AMÉRICA

O América do Recife, conhecido carinhosamente como "Mequinha", voltou à série A do Campeonato Pernambucano. O alviverde de Casa Amarela já esteve entre os grandes do Estadual e tem meia dúzia de títulos da competição, inclusive o de "Campeão do Centenário". Já deu muito trabalho a Sport, Náutico e Santa Cruz, mas nos últimos anos definhou até quase desaparecer. Este ano, fez uma aguerrida campanha na segundona, terminou no final empatado em número de pontos com o Timbaúba, porém ganhou a vaga no saldo de gols marcados. Outro que subiu para à elite foi o Petrolina, da cidade do mesmo nome. Quem sabe o América volta a ser pelo menos uma força intermediária do nosso futebol.

domingo, 29 de agosto de 2010

PERNAMBUCO CRUEL

Agamenon Magalhães, que foi governador de Pernambuco, uma vez disse que Recife era uma "cidade cruel". Tudo por conta de um revés eleitoral. No caso de José Serra, não é só a capital que merece o adjetivo, mas todo o Estado. Verdade que o tucano está perdendo em todas as regiões do país, inclusive São Paulo, que ele governou até bem pouco tempo. Mas em Pernambuco os números chegam a ser extravagantes, segundo o IBOPE em sua última pesquisa: Dilma tem 71% (mais do que Eduardo) e Serra 17%.

A ex-ministra, se for eleita, terá de tratar o Leão do Norte com um carinho todo especial.

FILMES INESQUECÍVEIS XX

CENTRAL DO BRASIL

Este é o segundo longa nacional a ser incluído na série "Filmes Inesquecíveis". O primeiro, "Cidade de Deus", é mais violento, expõe de maneira mais dura e mais crua a realidade brasileira das grandes cidades, particularmente do Rio de Janeiro. O segundo é mais poético, doce, sensível, numa abordagem realista dos problemas do país, porém abrindo também uma janela para a esperança na redenção do ser humano.

Central do Brasil, dirigido por Walter Salles, foi lançado em 1998 e em pouco tempo conquistou o mundo. No Festival de Cinema de Berlim, na Alemanha, no final da década de 90, recebeu o Prêmio Especial do Júri, o Urso de Prata na categoria de Melhor Atriz (Fernanda Montenegro) e o Urso de Ouro de Melhor Filme. Na França e nos Estados Unidos, em festivais, foi escolhido como Melhor Filme Estrangeiro. Recebeu ainda prêmios na Polônia, em Cuba e no Reino Unido. Concorreu aos Oscar de Melhor Atriz e Melhor Filme Estrangeiro, nos EUA, em 1999, só que mais uma vez ficamos sem a famosa estatueta.

Independente de ganhar ou não o Oscar, Central do Brasil é um filme extraordinário que fez jus ao sucesso de público e de crítica no Brasil e no exterior. É uma das primeiras produções de êxito depois dos terríveis anos Collor, à frente um diretor competente, um bom roteiro e um elenco de primeira:Marília Pera, Othon Bastos, Otávio Augusto, Caio Junqueira, Matheus Nachtergaele, Vinícius Oliveira e a já citada Fernanda Montenegro. O som, a fotografia, a trilha sonora, tudo funciona muito bem, sem repetir velhos defeitos de outras produções nacionais.

Fernanda, que hoje tem mais de 80 anos e atualmente brilha num desses novelões da Globo, no filme interpreta uma professora aposentada, Dora, que vive a escrever cartas para analfabetos na maior estação de trens do Rio de Janeiro, chamada de Central do Brasil. Josué (Vinícius), é um garoto pobre, de apenas oito anos, que sonha em conhecer o pai, no Nordeste brasileiro. Pouco tempo depois que o menino trava contato com a mulher, a mãe deste morre, atropelada na cidade grande.

Dora, que tem o conhecimento, mas não um grande caráter (tanto que engana a sua clientela, deixando de enviar as cartas pelas quais recebe pagamento), a princípio rejeita a ideia de cuidar do garoto, de fazer alguma coisa por ele. O menino, no entanto, possui o que falta à mulher: dignidade, noções de ética. E os dois vão terminar se entendendo, um aprendendo com o outro.

A professora e o pupilo terminam por deixar a metrópole, os seus problemas, barulhos, favelização e pobreza, partindo numa viagem rumo à Bahia e Pernambuco, ao interior do Brasil. Percorrendo caminhos desconhecidos, vivendo situações inesperadas, acabam por se aproximar, criar laços, proporcionando cenas muito tocantes para quem acompanha o desenrolar da trama.

Elogiar Fernanda Montenegro já é lugar comum. Nem precisa. Ela é mesmo a grande dama do teatro, do cinema e da televisão brasileira há muito tempo. Obviamente, num filme de qualidade artística, como Central do Brasil, ela cresce ainda mais como atriz. A surpresa fica por conta do ator Vinícius Oliveira, que deu um show no papel de Josué, contracenando sem que se aperceba nenhum amadorismo dele diante da consagrada artista da teledramaturgia nacional.

Através dos dois personagens citados e de outros menos importantes na história, Central do Brasil mostra a vida nos subúrbios da cidade grande no final do século passado. As precárias condições de vida num país subdesenvolvido, a situação dos migrantes nordestinos no Sudeste Maravilha, o preconceito contra nossa gente, a falta de perspectiva e a saída de alguns ingressando no crime organizado, participando de assaltos ou do tráfico de drogas. A concentração de riquezas, o salário realmente mínimo, a falta de saneamento e o atendimento precário na saúde, tudo isso é mostrado no filme, mesmo que superficialmente. Sobressai, no entanto, a força humana dos personagens, capazes de conquistar os cinéfilos e tornar essa obra de Walter Salles uma das mais inesquecíveis das que já foram produzidas no Brasil.

Perdemos o Oscar, em 99, para A Vida é Bela, um bom filme italiano. Hoje, passada mais de uma década, relembrando os dois, termino por eleger o trabalho brasileiro como de mais qualidade. Acredito que o trabalho do país europeu é mais óbvio, embora aparente tratar da segunda guerra mundial de um ângulo completamente novo. Provavelmente, contudo, a obra de Roberto Benigni teve mais impacto por abordar um tema tão forte, capaz de interessar a Academia de Hollywood muito mais do que os problemas dos subúrbios do Rio ou do Nordeste brasileiro.

Discussões filosóficas ou de fundo histórico à parte, não resta dúvida que Central do Brasil é um dos nossos filmes inesquecíveis.

*A principal fonte de consultas foi o site História Net.

A BELA DO DOMINGO


Como sempre, depois de três ou quatro postagens políticas eu fico meio intoxicado. Aí preciso dar uma volta, ouvir música, ler um conto, ver uma revista, um filme na TV. Quando volto ao Blog sinto a necessidade de escrever sobre cinema, MPB ou teatro. Mudar o tom, para este espaço não ficar muito carregado. Navegando pra lá e pra cá terminei descobrindo a Maite Perroni, da qual - confesso minha ignorância - nunca tinha ouvido falar. É atriz, dançarina, cantora, modelo... É tanta coisa que não cabe aqui. E sua beleza já seria o bastante para tornar mais ameno este domingo. Descobri a garota numa relação das "15 mais bonitas do mundo". Ela é a 5ª colocada.

Sim, ia esquecendo, ela é mexicana, a mesma terra de Jimena Navarrete, a Miss Universo deste ano. Eu pretendia postar uma foto da menina vestida, para não parecer apelação. Terminei escolhendo esta aí acima, contudo, pois em nenhuma das outras imagens ela estava tão bela. Espero não chocar nenhum carola por ela estar de maiô.

A BLOGOSFERA E A GRANDE MÍDIA


O crescimento de Dilma Rousseff nas pesquisas tende a esfriar a cobertura política da grande mídia. Parece já haver uma certa falta de interesse. A confirmação da vitória de Dilma configurará a maior derrota política dos grupos de mídia do Brasil nos últimos 100 anos.

Uma mídia acostumada a eleger candidatos, antes e depois da redemocratização. Fernando Collor de Melo foi seu grande troféu, ao fazer um candidato vitorioso do nada.

Nenhuma das perseguições impetradas durante esta campanha foi suficiente para barrar o crescimento da candidata do presidente Lula. Chamaram-na de terrorista, despreparada, narcotraficante, de tudo, e nada causou o efeito na esfera política.

Esperamos que a última tentativa de jornalismo marrom e partidário tenha sido a da revista Época, que questionava o passado de Dilma, a guerrilheira.

A sensação dentro desses meios de comunicação deve ser a mesma de um cientista que durante anos aplicou o mesmo veneno com eficácia, mas agora aumentou a dose e não surtiu efeito.

É verdade que existe agora uma blogosfera, que se reuniu, mostrando força, no último final de semana em São Paulo. É outra face da comunicação contemporânea que funciona como antídoto ao veneno da mídia.

Mas a grande derrota da velha mídia foi para a política. Um governo com o mínimo de seriedade e distribuição de renda é capaz de impedir o desgaste provocado por matérias que buscam destruir a governabilidade.
Basta governar. (Glauco Cortez, no Blog Educação Política).

PRESIDENTE DO IBOPE: DILMA JÁ É PRESIDENTA

Mais ou menos um ano atrás o presidente do IBOPE, Carlos Augusto Montenegro (foto), foi taxativo numa entrevista à Revista Veja, quando disse que Lula não faria seu sucessor à presidência da República. Na ocasião, o dono do instituto de pesquisas mais conhecido do país estava convencido de que os tucanos ganhariam a eleição. Neste final de semana, nas páginas da IstoÉ, Montenegro voltou a falar sobre a sucessão e mais uma vez foi incisivo: segundo ele Dilma Roussef já pode ser considerada presidenta do Brasil. Numa atitude decente, o dirigente do IBOPE, reconheceu que se precipitou e fez uma avaliação errada, em 2009, baseado num pensamento politico. "Às vezes a gente se engana. Peço desculpas ao povo brasileiro", complementou Carlos Augusto, humildemente.

Possivelmente ao dar essa nova entrevista, o presidente do instituto já sabia os novos números da corrida presidencial, divulgados ontem à noite, pela TV Globo, mostrando Dilma Roussef 24 pontos à frente de José Serra. (Fonte: Blog da Transparência).

sábado, 28 de agosto de 2010

SERRA ACHA O PSDB RUIM DE MARKETING

Fazendo campanha em São Paulo, neste final de semana, o ex-governador José Serra disse o seguinte: "O nosso partido faz, mas não é muito bom de marketing. Para o Covas eu dei nota 2,5 em marketing. O Geraldo Alckmin foi 4 e, no meu governo, 5." (Na foto Aécio Neves e Serra).

Já a candidata do PT, Dilma Rousseff, disse que se for eleita tentará atrair oposicionistas hoje ligados à candidatura de José Serra (PSDB) ao Palácio do Planalto. “Desarmaria o palanque e estenderia a mão para quem quisesse participar do governo, independentemente da legenda”, afirmou Dilma em entrevista coletiva em seu escritório de campanha.

MACIEL E ARMANDO

Pesquisa do Datafolha divulgada pela Rede Globo, confirma a ascensão de Armando Monteiro (PTB), na luta pelo senado. O petebista subiu para 29% na preferência do eleitor e pela margem de erro já está tecnicamente empatado com Marco Maciel (DEM), este com 33%.

GRANDES NOMES DA MPB XXXVII

O INJUSTIÇADO JESSÉ


No início da década de 80, a TV Globo fez uma tentativa de resgatar os grandes festivais de música popular brasileira dos anos 60. Promoveu o MPB Shell, título que carregava em si uma ironia, ao unir a sigla da Música Popular Brasileira ao nome de uma grande empresa multinacional. Os festivais globais foram poucos, não revelaram nenhum Caetano Veloso, Chico Buarque, Milton Nascimento ou Renato Teixeira, como os de 20 anos atrás. Ficou muito pouco, na verdade, porque a emissora do plim plim tem a característica de pasteurizar tudo, investir colocando em primeiro plano os interesses comerciais, não a qualidade.

Mesmo assim, pelo menos dois nomes brilharam naquela época e de uma forma ou de outra podem ser considerados grandes da MPB. Um deles foi Osvaldo Montenegro, autor de Bandolins e Agonia, para ficar só em duas músicas desse artista que encantaram o público no seu tempo. O outro foi o cantor Jessé, uma voz rara, brilhante, excelente intérprete, que poderia hoje ser reconhecido como excepcional artista, mas morreu cedo, vítima de um acidente na estrada, sem conseguir apagar a imagem de brega firmada desde suas primeiras aparições na TV.

Jessé Florentino Santos, o nosso personagem, nasceu em Niterói (RJ), mas foi criado em Brasília e quando resolveu se dedicar profissionalmente à música mudou para São Paulo. Seus pais eram evangélicos e o cantor começou sua carreira na Igreja, entoando os hinos religiosos conhecidos desde criança.

Sua voz, porém, era grandiosa demais para ficar limitada à interpretação de canções gospel. Jessé queria cantar para o mundo, foi afastado da igreja e se tornou um artista popular.

Na década de 70 o artista já tentava sobreviver profissionalmente, formou alguns conjuntos musicais e era o homem dos sete ou mais instrumentos. Um pouco empresário, cantor, compositor, intérprete, tocava violão... O último dos grupos em que ele atuou foi o Placa Luminosa, quando resolveu seguir seu caminho sozinho.

No primeiro MPB Shell, da TV Globo, foi quando Jessé se tornou conhecido do público brasileiro, cantando a música “Porto Solidão”, uma composição de Zeca Bahia.

“Se um veleiro repousasse
na palma da minha mão
sopraria com sentimento
e deixaria seguir sempre
rumo ao meu coração”.

Ele foi eleito o melhor intérprete do Festival com essa música, que se tornou um grande sucesso nacional no rádio e na televisão. Talvez as roupas, o jeito de cantar, com um tom de dramaticidade; possivelmente a super exposição na mídia e a exploração de sua imagem de uma maneira errada, transformaram Jessé num “brega” a mais na música brasileira. Como se fosse mais um Oldair José, um Amado Batista ou Reginaldo Rossi com a voz um tanto mais refinada.

Mas basta você pegar o algum Estrela de Papel, de 1984, feito em parceria com a artista plástico Elifas Andreato, para você perceber que o rapaz nascido em Niterói era não apenas um grande cantor, como também sabia escolher o seu repertório e as composições por ele gravadas não tinham nada de vulgar.

No disco citado, um dos melhores de sua carreira, ele canta a música título, com a qual venceu um festival internacional disputado em Washington, faz um dueto inesquecível com Nélson Gonçalves em Maria Betânia, do pernambucano Capiba, passeia com desenvoltura até pelo tango argentino, e termina com a bela Oração da Noite, relembrando suas origens religiosas.

Outro disco primoroso do artista é “Sorriso ao Pé da Escada”, também em parceria com Elifas Andreato, no qual ele interpreta grandes clássicos da música popular brasileira, como Bandeira Branca, A Deusa da Minha Rua, Romaria, Dois pra lá Dois pra cá, A Noite de Meu Bem e Let it be. Vai de Dolores Duran a Milton Nascimento, de Maysa e João Bosco, de Renato Teixeira a John Lennon, ainda brincando com sua voz incrível em “Concerto para uma só voz”, de J. Sebastian Bach.

Agora me diga o caro leitor que tem um mínimo de informação sobre música: Um cara que interpreta essas músicas citadas acima pode ser considerado brega?

Infelizmente, quando alguém recebe um rótulo é muito difícil tirar. Temos na MPB o caso de Wilson Simonal, que morreu com fama de dedo duro da ditadura militar e hoje existem versões que tudo foi um mal entendido. Essa é outra história, porém...

Jessé cantou músicas suas, de Zeca Bahia (é também autor de sucessos na voz de Fagner e Belchior), de João Bosco, de Milton, de Chico Buarque e de outros grandes compositores brasileiros. Foram 12 discos até a morte tirar-lhe a vida numa viagem entre São Paulo e o Paraná, quando ia fazer um show. Tem até um disco cantado em inglês, quando ele usou o pseudônimo de Tony Stevens. Dentre os seus trabalhos, outra pérola é Ao Meu Pai, com músicas religiosas, relembrando os tempos da igreja e do convívio com sua família. Especialmente forte é a interpretação de Rude Cruz, uma composição inspirada do próprio Jessé.

Rude cruz se eregiu,
Dela o dia fugiu
Como emblema de vergonha e dor

Mas eu amo essa cruz
Porque nela Jesus
Deu a vida por mim
Pecador.

Eu aqui com Jesus,
A vergonha da cruz,
Quero sempre levar e sofrer;

Cristo vem me buscar,
E, com ele, no lar,
Uma parte da glória alcançar.

Sim, eu amo a mensagem da cruz
"te morrer eu a vou proclamar;
Levarei eu também minha cruz
Te por uma coroa trocar.

Esses versos, cantados pelo Jessé parecem ter algo de divino. E há também, parece, como uma “premonição”. Como se o artista de alguma maneira antevisse que Cristo ou Deus o viria buscar muito cedo. Quanto partiu, tinha apenas 40 anos.

Para uns Jessé Florentino dos Santos, com esse nome povão, foi apenas um brega. Outros são fãs apaixonados e criaram a lenda do “Inesquecível Jessé”. Alguns defendem que ele foi incompreendido. Preferimos considera-lo, no entanto, um grande artista da Música Popular Brasileiro que foi injustiçado em vida e ainda hoje o é.

(Fontes de consulta: Revistas Graça - O Show da Fé e Veja, site Cliquemusic, enciclopédia google, discos do artista)

IZAÍAS CORRE ATRÁS DOS VOTOS

Campanha eleitoral é fogo. Nos últimos dias o deputado estadual Izaías Régis (PTB), que está tentando o terceiro mandato seguido na Assembleia Legislativa, percorreu diferentes bairros de Garanhuns, e esteve em cidades da região como Saloá, Jupi e São João. O parlamentar participa de uma coligação que exige 40 mil ou mais votos para se eleger e tem de suar a camisa. Na vale tudo pelo voto, até o abraço em Bacalhau (foto), torcedor símbolo do Santa Cruz no Estado, pode reforçar o potencial eleitoral. Logicamente outros candidatos têm de correr igualmente atrás do eleitor.

O BEM AMADO ESTÁ EM CARTAZ


A crítica especializada massacrou o filme, mas de todo modo O Bem Amado, que está em cartaz, no Cine Eldorado, merece ser visto pelas antigas gerações, que podem rever a história de Odorico Paraguaçu, e os mais novos podem conhecer Sucupira, a cidade que sintetiza um pouco do Brasil arcaico de 30 ou 40 anos atrás. E que é o mesmo país nos grotões, apenas com algumas modificações permitidas pela avanço da tecnologia e quem sabe pelos programas sociais dos governos. Marco Nanini vive o personagem tornado inesquecível por Paulo Gracindo e temos nos elenco ainda bons nomes da teledramaturgia nacional como José Wilker, Drica Moraes e Andréia Beltrão. A direção de de Guel Arraes, o global filho do ex-governador de Pernambuco.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

BATE PAPO POLÍTICO

Hoje à tarde dei um giro pelas ruas de Garanhuns. É bom encontrar com as pessoas e conversar com elas. Nesta época, naturalmente, se fala mais de política. Um senhor do Colunata, que nunca foi muito simpático a Sivaldo Albino, acha que o vereador passa dos cinco mil votos para deputado. Acredita que Izaías Régis tem mais que o candidato do PPS, mas dificilmente ultrapassa os números da eleição de quatro anos atrás. Depois, na República do Café, o papo foi com um jovem político que entende bastante de pesquisa, conhece a política de Garanhuns. Este é eleitor de Izaías e está convencido de que o deputado passa dos 15 mil votos na cidade. Admite que Sivaldo pode chegar aos 7 mil. Zé da Luz e Leonardo Dias também são bem cotados. Os dois com quem conversei acreditam que o ex-prefeito de Caetés e o filho de Romário passam dos seis mil votos.
Nas minhas andanças, apurei que Priscila Krause, Alberto Feitosa, Marcantônio Dourado e Claudiano Martins devem ultrapassar os mil votos cada um. Pelo menos essa é a opinião dos que conhecem, pelo menos um pouco, a geografia do voto na Suíça Pernambucana. Podemos ter acertos, algumas previsões podem falhar e certamente surgirão também algumas surpresas. A gente só vai saber mesmo quando o povo votar e abrirem as urnas.
A previsão é que sejam apurados em torno de 62 mil votos para deputado estadual em Garanhuns. Se a população se conscientizar de votar nos candidatos que representam a terra das sete colinas, temos potencial para eleger até dois representantes. O ideal, no meu entender, é não desperdiçar voto em quem não tem não tem nada a ver com a cidade. Se eu votasse aqui escolheria entre Izaías e Sivaldo. Como meu domicílio é de Capoeiras, minha terra natal, tenho a obrigação moral de votar no candidato do prefeito Dudu. Se alguém quiser me criticar ou me achar incoerente, tudo bem. Mas quando estava no Recife, entre a vida e a morte, foi ele e sua esposa Celina que seguraram a barra de minha família. Quando voltei, fragilizado, foi ele que me deu a mão. Ainda me confiou o trabalho do Guia Eleitoral de sua campanha e me convocou para trabalhar no Governo quando assumiu. Se eu não ficasse ao lado dele me sentiria um verme. Mas vocês leitores que não têm nada a ver com a minha história, sintam-se livres e invistam nos nomes mais ligados ao dia a dia de Garanhuns.

ALGUMAS PERGUNTAS AO DISTINTO PÚBLICO

Perguntas que estão na cabeça de muita gente:

Por que escândalos como esse, da Receita Federal, só explodem em época de campanha eleitoral?

Por que Dilma Roussef nunca cuidou tanto da aparência e agora mudou da cabeça à unha do pé?

Por que Serra faz oposição ao PT e a Dilma, mas não a Lula, se é tudo uma coisa só?

Por que Jarbas aceitou se candidatar a governador de Pernambuco sabendo que seria derrotado de forma humilhante?

Por que Eymael, Fidelix, Zé Maria e Plinío Arruda são candidatos a presidente?

Por que as ruas de Garanhuns só tomam "banho de loja" perto das eleições?

Por que a reportagem da TV Jornal, mesmo com gravações comprometedoras de secretários, não deu em absolutamente nada?

Por que nas campanhas todo mundo tem a solução para todos os problemas e quando os eleitos assumem as escolas continuam ruins, a saúde precária, as estradas e ruas esburacadas, a violência nas pequenas e grandes cidades e uma injustiça social gritante?

A ARMAÇÃO

Os jornais da grande imprensa fizeram o maior barulho, nesta quinta-feira, por conta da violação do sigilo fiscal de três ou quatro figurões (completamente desconhecidos do grande público) ligados aos PSDB. À noite, em horário nobre, a TV Globo deu amplo espaço ao assunto. No Jornal Nacional, os candidatos Serra, Dilma e Marina tiveram de falar sobre o episódio. O objetivo, nítido, é atingir o Governo e consequentemente a candidatura petista. Agora vamos raciocinar: como é que o Governo e Dilma Roussef, 20% à frente do adversário, segundo a última pesquisa do DATAFOLHA, iam se meter numa enrascada dessas para prejudicar o tucano? Dar um tiro no pé quando caminha para vencer a eleição? Ora, convenhamos, esses governistas não são débeis mentais. A armação, portanto, só pode partir da oposição, com a conivência da mídia demo-tucana, em seu derradeiro esforço para tentar evitar que Lula faça seu sucessor (no caso sucessora) no Palácio do Planalto. Quem está lembrado da operação feita para detonar Roseana Sarney, no passado? Segundo as más línguas tudo foi obra do ex-governador José Serra. De qualquer maneira é o mesmo filme já visto nas campanhas de 1989, 2002 e 2006 – por que não chamam a Regina Duarte de novo? -, uma coisa tipicamente da direita. Resta saber se o povo é tolo e vai engolir essa orquestração global. Desculpem o ato falho: esssa orquestração geral.

O ASFALTO COBRE MAIS RUAS DE GARANHUNS

A Tomé Cavalcanti troca o calçamento irregular pelo asfalto


A Prefeitura de Garanhuns iniciou os trabalhos de recapeamento asfáltico nas ruas Tomé Cavalcante e Guimarães Rosa, localizadas na Boa Vista e Santo Antônio. São duas importantes vias de acesso que ligam esses bairros a Heliópolis, desafogando o fluxo de automóveis do Centro comercial da cidade.


Outras as ruas como Senador Paulo Guerra e João Calado Borba, ambas localizadas no bairro Santo Antônio; Coronel Antônio Souto e Capitão Pedro Rodrigues, no bairro São José; Bom Conselho, Caetés, Vital Brasil, Carlos Ribeiro Chagas e o contorno da Praça da Vila Lacerdópolis, bem como as ruas Inácio Correia de Melo, na Boa Vista e Ismael Tinô e Silva, em Aloísio Pinto, também serão beneficiadas com ações de recapeamento asfáltico.


"Também contemplaremos com o asfalto, trechos da avenida Getúlio Vargas, em Heliópolis, e da rua Pedro Medeiros, em Aloísio Pinto", acrescenta a secretária de Planejamento, Mariana Braga.


Ao todo, a Prefeitura vêm beneficiando com ações de recapeamento asfáltico cerca de 30 ruas. A previsão é de que, até o final deste ano, todas as obras estejam concluídas

A NOVELA CHEGA À ACADEMIA DE LETRAS

Três personagens da televisão brilharam e saíram aplaudidos da Academia Brasileira de Letras: O ator José Wilker, o novelista Gilberto Braga (foto) e Walcyr Carrasco, também autor de folhetins. O trio participou de um seminário na ABL e Braga defendeu a tese de que o texto das telenovelas também tem valor literário. Lembrou, inclusive das adaptações que fez de romances para a televisão, citando "Helena", de Machado de Assis; "Senhora", de José de Alencar", e "A Escrava Isaura", de Bernardo Guimarães. Segundo ele, este último livro é mal escrito e mal estruturado, mas rendeu um bom enredo para a TV. José Wilker e Walcyr Carrasco bateram na mesma tecla. Os acadêmicos, boa parte deles escritores consagrados e respeitados, aplaudiram com entusiasmo a tróica televisiva. Daqui a pouco, acredito, a maioria dos noveleiros serão imortalizados.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

INTERNET RÁPIDA CHEGA AO INTERIOR


O presidente da Telebrás, Rogério Santanna, anunciou nesta quinta a lista das 100 primeiras cidades que serão conectadas à internet rápida pelo Plano Nacional de Banda Larga.

Os Estados com mais cidades contempladas na primeira fase do PNBL serão Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro, cada um com oito municípios. Nesta primeira fase, estão contemplados municípios como Arapiraca e Palmeira dos Índios (AL), Campina Grande (PB), Carpina, Nazaré da Mata e Limoeiro (PE).

Num segundo momento, outras cidades do Brasil e de Pernambuco serão contempladas por essa internet rápida e de qualidade.

A LUTA CONTRA O CRACK É DE TODOS NÓS

Outro dia fiz um alerta no blog sobre o problema do crack em Garanhuns, que está se tornando cada vez mais sério. Depois fiz uma postagem sobre o programa "Prefeitura Presente", que no meu entender contribui para afastar os jovens da periferia do caminho das drogas. Hoje recebo um e-mail da Secretaria de Comunicação informando o trabalho que vai ser feito no próximo dia 29 com diversas atividades direcionadas no combate ao crack, à maconha e outras substâncias capazes de fazer mal ao ser humano. Teremos corrida de pedestre, passeio ciclístico, torneio de dama, apresentação de bandas marciais, recital de poesia. "A Secretaria de Defesa Social, através de um núcleo próprio no combate às drogas, tem feito um trabalho importante nas escolas para deter o avanço do crack. Através dessas atividades que incluem os esportes e a cultura bons resultados virão minimizando esse mal que dizima famílias inteiras na nossa cidade", disse o Secretário de Comunicação do Governo, Carlos Eugênio, ao comentar a iniciativa do Núcleo de Prevenção Social à Violência, NUPREV, de intenficar essas ações em Garanhuns.

Acredito que essa luta é de todos. Vamos nos engajar nessas atividades, fazer campanhas de conscientização e tentar mudar esse quadro do avanço do crack e outras drogas na cidade.

A TV ESTÁ ESTRAÇALHANDO SERRA

Só não vê um cego. Os programas eleitorais de televisão estão estraçalhando a candidatura de José Serra (foto). A produção do Guia da petista na TV parece coisa do Steven Spielber, enquanto o horário destinado ao tucano fica parecendo no máximo um filme de Guel Arraes mal realizado. A prova é que desde o início da propaganda Dilma não pára de crescer e seu adversário rola de ladeira abaixo. João Santana, o marketeiro da Sra. Roussef, dá um verdadeiro banho no Luís Gonzalez, comunicador do Serra. Na vida real é bem diferente, é claro, e ninguém sabe se o futuro governo vai ser essa maravilha que estão pregando. Uma coisa, no entanto, eu sei: Serra não soube escolher seu vice e nem sua equipe de marketing. Assim, não é tão preparado quanto a gente pensava.

DILMA PASSA SERRA EM SÃO PAULO E ABRE 20 PONTOS DE VANTAGEM

A candidata do PT a presidente, Dilma Rousseff, manteve sua tendência de alta e foi a 49% das intenções de voto. Abriu 20 pontos de vantagem sobre seu principal adversário, José Serra, do PSDB, que está com 29%, segundo pesquisa Datafolha. Os contratantes do levantamento são a Folha e a Rede Globo.

Realizada nos dias 23 e 24 com 10.948 entrevistas em todo o país, o levantamento também indica que Dilma lidera agora em segmentos antes redutos de Serra. A petista passou o tucano em São Paulo, no Rio Grande do Sul e no Paraná e entre os eleitores com maior faixa de renda.

Em São Paulo, Estado governado por Serra até abril e por tucanos há 16 anos, Dilma saiu de 34% na semana passada e está com 41% agora. O ex-governador caiu de 41% para 36%.

Na capital paulista, governada por Gilberto Kassab (DEM), aliado de Serra, ela tem 41% e ele, 35%.

No Rio Grande do Sul, a petista saiu de 35% e foi a 43%. Já Serra caiu de 43% para 39% entre os gaúchos.

A margem de erro máxima da pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Todas as oscilações nacionais se deram dentro do limite.

Dilma tinha 47% na sondagem do dia 20 e foi a 49%. Serra estava com 30% e agora tem 29% Marina Silva (PV) manteve-se em 9%. Há 4% que dizem votar em branco, nulo ou em nenhum. E 8% estão indecisos. Os demais candidatos não pontuaram.

Se a eleição fosse hoje, Dilma teria 55% dos votos válidos (os que são dados apenas aos candidatos) e venceria no primeiro turno. (Fonte:Portal UOL).

SEXTA COM MÚSICA NO CENTRO CULTURAL

O DUOS, um festival de música instrumental brasileira que combina o talento de artistas do cenário nacional e pernambucano, numa formação inédita, fará sua última apresentação em Garanhuns nesta sexta-feira, dia 27 de agosto.

Nesta oportunidade, o público poderá prestigiar no Teatro Luiz Souto Dourado, os músicos Cacai Nunes e César Michiles. As apresentações têm início às 20 horas e a entrada é gratuita.

O Festival DUOS contempla quatro apresentações distintas, realizadas todas as sextas-feiras do mês de agosto. O projeto é realizado pela Prefeitura de Garanhuns e produzido pela PÁGINA 21, com o apoio do Funcultura, do Governo de Pernambuco.

PROGRAMAÇÃO

* Sexta-Feira - 27 de Agosto de 2010

Cacai Nunes

É parte de uma geração de músicos que vem desenvolvendo uma linguagem musical contemporânea. Pernambucano criado em Brasília, a cidade em que se criou serve de inspiração: moderna, arrojada, diferente e com influências culturais de todo o país. Começou seus estudos de viola caipira em 2001 na Escola de Música de Brasília com Marcos Mesquita. Em 2003 passou a estudar e trabalhar com o instrumentista Roberto Corrêa revisando sua obra em partitura, publicada no livro Composições. Em 2009 mostrou seu talento no Festival de Inverno de Garanhuns.

César Michiles

É músico desde os 6 anos de idade, e estudou no Conservatório Pernambucano de Música, onde concluiu sua formação musical. Morou em New York e cursou a Manhattan School of Music. Tocou entre outros, com Toninho Horta, Geraldo Azevedo e atualmente faz parte da banda de Naná Vasconcelos. Além de instrumentista, é produtor, arranjador e diretor musical de vários projetos, entre eles o CD João do Pife e Banda Dois Irmãos.

MAIS UM POEMA DE MARÍLIA


Faltando praticamente um mês para as eleições, a política toma conta do dos jornais, dos notiários da TV e da alma da gente. Tenho medo de proporcionar uma overdose do assunto nos leitores ou eu mesmo ter um "troço", envenenado pelos rumos da campanha. Para evitar que isso aconteça, não esqueço o cinema, os livros, a música e a poesia.

PERDER, PARTIR, ADEUS

Primeiro, eu perdia meus lápis, meus desenhos...
Não gostava disso, mas não tinha medo – e nem era infeliz.

E então eu passei a perder horas de sono.
Sonhos de infância
Lembranças
Palavras
E tudo isso voava imperceptível no tempo.

Quando vi, tinha perdido meu avô,
Meu melhor amigo,
Meu cachorro...
Imersa em dores
Perdi a mim mesma.

E de medo de perder,
Tinha medo de ganhar.
Protegi-me com grandes arestas.

Perdi o rumo
Procurei-me inebriada
Mas não me acho
E bem pouco agora resta a perder

Mas não tarda
E irão racionar a lua e o pôr do sol
Colocarão uma senha no mar
Cobrarão pela sensação da brisa
E aí não haverá mais nada.

Quanto à poesia...
Poesia é sempre a alma de alguém chorando.

( Poema da garanhuense Marília Jackelyne publicado no seu Blog Ainda Podia Ser Pior, que está na relação dos meus favoritos, aí do lado direito).

O ÚLTIMO MESTRE DO AR


O Cine Eldorado anuncia a estreia, neste final de semana, de “O Último Mestre do Ar”, do diretor M. Night Shyamalan, o mesmo de A Vila, Sinais e o Sexto Sentido. O longa já está em cartaz nos principais cinemas do país e é o atual líder de bilheteria.

Baseado em um desenho de sucesso do canal de TV Nickelodeon (no Brasil, sua audiência só perdia para "Bob Esponja"), o filme é uma mescla de culturas orientais e ocidentais que conta a história de povos em busca de sua liberdade.

Para quem não conhece a animação, o enredo pode parecer um tanto confuso. Em um mundo fictício, os povos são divididos em diferentes nações e seus poderes sobrenaturais: Fogo, Água, Ar e Terra. Cada um desses povos consegue manipular os elementos correspondentes ao nome que levam.

O equilíbrio entre os reinos é mantido pela atuação de um Avatar (nome original da série, mudado para não confundir com o filme homônimo de James Cameron). Único a dominar todos os elementos, ele mantém uma ligação com o mundo espiritual que garante a ordem natural no planeta.

No entanto, por algum motivo misterioso, o Avatar desapareceu e começam as guerras. A Nação do Fogo passa a invadir as outras e quebrar a harmonia.

No elenco estão nomes como Noah Ringer, Nicole Peltz e Cliff Curtis.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

DILMA FAZ COMÍCIO EM CASA AMARELA

Dilma, o ex-prefeito João Paulo e o presidente Lula

O coordenador da campanha de Dilma Rousseff em Pernambuco, o ex-prefeito João Paulo, confirmou nesta quarta-feira que a candidata petista e o presidente Luiz Inacio Lula da Silva estarão no Recife, na próxima sexta-feira, para um grande comício no largo de Casa Amarela, às 19h. O ato terá a presença dos componentes da chapa majoritária - Eduardo Campos, Humberto Costa e Armando Monteiro -, além de candidatos a deputado federal e estadual. Também está marcado um depoimento de Dilma e Lula para a chapa da Frente Popular, em local ainda a ser escolhido.

O largo de Casa Amarela tem forte presença na história política de Pernambuco, pois foi palco de grandes comícios da Frente Popular. (Jornalista Kaline Medeiros, do Recife para o Blog de Roberto Almeida).

GARANHUNS SE DESTACA NO ATLETISMO

Confirmando a força do atletismo local, o atleta Jair José, que conta com o patrocínio da Prefeitura de Garanhuns, conquistou o título do Circuito Nordeste de Corrida de Rua. O título veio após a vitória da etapa Maceió-AL, realizada no último domingo, quando o Garanhuense desbancou os cerca de 1.200 atletas que participaram da Prova. Jair já havia vencido a etapa de Natal-RN e chegado em segundo na prova realizada em João Pessoa-PB.

Os também garanhuenses José Márcio e Marcos Antônio se destacaram na prova realizada na Capital Alagoana, chegando na segunda e terceira colocações, respectivamente.

“Para mim é uma satisfação muito grande ver que todo o esforço dos treinos está se transformando em resultados positivos nas corridas que estamos participando em todo o Nordeste. Posso afirmar que a equipe de Garanhuns está pronta para participar de qualquer evento a nível nacional”, comemora o treinador da equipe de atletismo de Garanhuns, Adegilson Mendes, o popular Bingo.

FÓRUM PRÓ-GARANHUNS TEM NOVA REUNIÃO

O Fórum Pró-Garanhuns, movimento criado para discutir os problemas do município e suas soluções, volta a se reunir nesta quinta-feira, às 19h30, no auditório do Seminário São José, na Avenida Rui Barbosa. Eentre os assuntos em pauta deste novo encontro, a apresentação do projeto Parque Tecnológico e Cultural da Bacia Leiteira de Pernambuco, pelo professor Ascendino Silva, da UFPE. Também será apresentada uma proposta de criação do Parque Ecológico do Município, quando falará o Dr. Renato Mattos, também da Universidade Federal de Pernambuco. O Fórum programa ainda a realização de um Seminário para debater sobre os entraves e alternativas para o desenvolvimento de Garanhuns.

CENAS DE CAMPANHA I

Depois da divulgação da última pesquisa eleitoral, do Instituto Sensus, em que a petista aparece na frente com 18 pontos de vantagens, os dois principais candidatos foram entrevistados por um repórter da Folha de São Paulo. Como cada um respondeu? O jornalista Josias de Souza registrou:

Instada a comentar mais uma pesquisa que lhe sorri, Dilma recorreu ao comedimento:

"Pesquisa não ganha eleição. Se ganhasse, seria outro mundo, não democrático".

Provocado, Serra disse, primeiro, que não lera o resultado. Um repórter cuidou de informar-lhe o placar.

E Serra: “Não tenho o menor interesse. Nenhum”.

CENAS DE CAMPANHA II

O presidente Lula participou de um comício ontem à noite em Campo Grande, no Mato Grosso. O petista, dentro do seu estilo, acusou a elite de tê-lo discriminado nas campanhas que participou, inclusive a de 2002, que foi citada com ênfase. Segundo Luís inácio num almoço com empresários do jornal Folha de São Paulo, na capital paulista, um diretor do veículo de comunicação perguntou-lhe se ele falava inglês. "E eu falei pra ele: alguém já perguntou se Bill Clinton fala português"?, alfinetou, no seu discurso. O assunto é abordado hoje pelo jornalista Josias de Souza, em sua coluna e blog na Folha. O profissional sustenta que a versão do presidente não é verdadeira. Em outras palavras, chama o petista de mentiroso. (Na foto o presidente Lula faz comício em Petrolina).

terça-feira, 24 de agosto de 2010

BRASIL PERDE MAIS UMA



O Brasil perdeu a Copa do Mundo quando foi derrotado pela Holanda. Nesta segunda à noite, o país perdeu outro título: o de Miss Universo, que não conquista há 42 anos. A Débora, nossa candidata, é muito bonita, bem melhor do que todo o time de Dunga junto. Mas foi atropelada por uma Mexicana, a Jimena Navarrete. Ela pode até não ser mais bela do que a brasileira, mas certamente supera os 11 jogadores da Espanha que foram campeões do mundo. Não tem enquete, mas olhando as fotos acima, da Jimena e da Débora fique à vontade para comentar e opinar: qual das duas é mais bonita?

A CANDIDATURA DE TIRIRICA

Francisco Everaldo Oliveira Silva, mais conhecido como Tiririca (foto), é candidato a deputado federal pelo PR de São Paulo. O seu slogan é hilário e triste ao mesmo tempo: "Vote Tiririca, pior que tá, não fica". Na propaganda eleitoral, o humorista confessa não saber o que faz um deputado federal. Ao mesmo tempo, promete aprender e fazer um trabalho para ajudar o povo, principalmente os nordestinos. Sincero, revela não entender nada de política e o único a quem cita como exemplo para se espelhar é o presidente Lula. Segundo ele, o petista pegou o país arrasado e "melhorou pra caramba". Tiririca vai votar em Dilma, disse à Folha de São Paulo que sua campanha é custeada pelo partido, mas não tem ideia de quanto se está gastando. Ainda ao jornal paulista, o personagem adiantou: caso seja eleito não irá à Câmara Federal vestido de palhaço e sim de paletó e gravata. "Para trabalhar pelo povo, principalmente os nordestinos". Ele acha que poderá pelo menos ajudar a acabar com o preconceito contra nós dessa parte do Brasil. É pra rir ou para levar a sério?

IZAÍAS INTENSIFICA CAMPANHA EM GARANHUNS

Izaías em campanha pelas ruas de Garanhuns

O deputado Izaías Régis ainda comemora a carreata que fez em Garanhuns no último final de semana. Juntou em torno de 500 carros e passou por várias ruas da cidade, já no final atravessando a Boa Vista e chegando à Cohab II. O parlamentar confessou estar satisfeito e feliz com a recpetividade do povo. A coordenação da campanha promete realizar outros atos, nos próximos dias, com muito mais gente participando. Izaías trabalha em outros municípios, mas investe prioritariamente na Suíça Pernambucana. Em 2002 ele teve mais de 20 mil votos no município. Quatro anos depois a votação caiu e o deputado espera agora recuperar uma grande parte do que perdeu. Se os garanhuenses votarem maciçamente nele o terceiro mandato poderá estar garantido.

SIVALDO RECEBE NOVAS ADESÕES

O vereador Sivaldo Albino trabalha pensando em se eleger. Acredita que tem chances, porque a legenda de sua coligação é baixa. Com pouco mais de 20 mil votos já estaria garantido. Com o respaldo de Sérgio Guerra e Raul Jungman, seus aliados, está conseguindo um bocado de apoios lá fora. Nas suas contas já passa dos 10 mil votos. Se o povo de Garanhuns resolvesse lhe dar uma boa votação, acima de 11 mil votos, realizaria seu sonho. Não será fácil. Mas além do apoio de Ivo, de Silvino, de Cid Ferreira, de formadores de opinião como Ielma Lucena e Professor Vilela, ele espera até o dia três de outubro convencer mais e mais gente da viabilidade de sua candidatura. Recentemente, conseguiu dois apoios de relativa força eleitoral: Marquinhos e Sandro. Esses dois juntos tiveram quase dois mil votos para vereador e agora estão ao lado de Sivaldo. Tem também Tabica, que teve 400 votos. É juntando tudo isso que o vereador sonha. Sem contar que o PPS lhe concedeu valioso tempo na televisão, e quase todo dia está aparecendo na TV Asa Branca para dar o seu recado. Se vai ter voto mesmo, a gente só vai saber quando abrirem as urnas. Até lá é muito pé no chão e crença na vontade do povo. O que desfavorece o candidato é a estrutura de campanha, bem inferior a de Izaías e Leonardo Dias. Esses dois ocupam muito mais espaço e por isso se prevê que terão grandes votações. Vamos aguardar. (Na foto o vereador Sivaldo e o senador Sérgio Guerra, com quem faz dobradinha para deputado federal).

O QUE ESTÁ POR TRÁS DA CANDIDATURA DE ZÉ DA LUZ

O jornalista sempre é curioso, está com perguntas na cabeça e atrás das respostas. Busca saber o que está por trás das aparências. O que existe de fato em torno da candidatura de Zé da Luz a deputado estadual? Como está a sua situação, do ponto de vista jurídico? Ele conseguirá mesmo ir até o fim? Vencerá essa batalha? Por que tanta persistência?

Primeiro é preciso conversar com advogados, gente que entenda da questão, que tenha informações de dentro sobre o que está acontecendo. Consulta o primeiro, o segundo, um terceiro. Faz algumas indagações também aos políticos, eles trocam figurinhas entre si, entendem do ramo. Colegas jornalistas e radialistas. De Garanhuns, da capital, um detalhe a mais pode ser importante.

O resultado das conversas pode não ser a verdade absoluta, quem sabe falta mais alguma coisa. Mas tudo que me passaram faz muito sentido, deve estar muito perto da realidade dos fatos.

O advogado que está com a causa do ex-prefeito de Caetés, Márcio Alves, é considerado um dos melhores de Pernambuco. Foi o mesmo que recebeu o deputado Claudiano Martins e aconselhou este a não disputar um novo mandato. Gastaria muito dinheiro e provavelmente perderia a questão. O ex-prefeito de Itaíba preferiu não arriscar e jogou o filho na disputa.

A situação de Zé da Luz é idêntica, as chances de ser barrado em definitivo pela Justiça são enormes. O advogado certamente não o engana, o candidato está consciente das dificuldades. Por que, nesta situação, está disposto a ir até o final? Recorrer até o STF, se possível?

Ora, o ex-prefeito já foi longe demais. Já acertou dobradinhas, armou palanques, firmou compromissos. Um deles é com a mãe do governador Eduardo Campos, Ana Arraes. O socialista pretende vê-la como a mais votada do Estado. Mais do que o ex-prefeito João Paulo, mais do que Inocêncio Oliveira. Não basta derrotar Jarbas Vasconcelos de forma humilhante, é preciso mostrar também a força do sobrenome Arraes.

Zé da Luz foi candidato a prefeito de Garanhuns em 2008 e teve perto de 20 mil votos. Tem um potencial significativo de aumentar substancialmente a votação da mãe do governador na terra das sete colinas. Em Caetés, no pleito passado, o Zé deu mais de cinco mil votos a Izaías Régis. Tem condições de transferir até mais que isso este ano para Ana Arraes. 10/15 mil votos só em Garanhuns e Caetés podem fazer muita diferença na soma final dos proporcionais. E ainda tem as amizades, influências e simpatias do ex-prefeito em Capoeiras, Paranatama, a maioria dos municípios do Agreste. Não resta dúvida de que o Zé é importante para a consagração definitiva de Ana Arraes nas urnas.

O governador tem interesse na manutenção da candidatura do engenheiro José Luiz Sampaio até o fim. Ele apóia a luta do ex-prefeito, é um aliado no campo da batalha por votos e nos tribunais. Um dirigente político da estatura do neto de Arraes tem influência junto a muita gente graúda, junto a outras instâncias. Assim, o leitor não estranhe se hoje, quando os juízes do Tribunal Regional Eleitoral estiverem reunidos para julgar o embargo declaratório do candidato Zé da Luz, um deles pedir vistas, como já foi feito. Mais uma vez, essa atitude irá protelando a decisão final, que já devia estar no Tribunal Superior Eleitoral. Mas o negócio é ganhar tempo. Empurrar com a barriga até o dia da eleição.

Quando chegar em outubro, sem uma decisão definitiva dos tribunais, Zé da Luz poderá ser votado. E Ana Arraes também. Os votos dados ao candidato do Partido Humanista poderão não levar a lugar nenhum. Ele até poderá ganhar e não levar, como aconteceu com seu filho, Sampainho. Mesmo assim, terá cumprido seu papel, ajudado na votação de Ana Arraes porque os votos dela não serão prejudicados, mesmo os casados ou em dobradinha com o ex-prefeito de Caetés.

Caso não se eleja deputado, mesmo tendo votos para isso, Zé da Luz poderá ser bem recompensado pelo governador Eduardo Campos com um bom cargo na máquina estadual, afinal de contas o socialista ainda terá mais quatro anos de gestão pela frente.

E tem outra coisa aí nessa história que poucos sabem. Que não será admitida de público pelo governador nem por nenhum aliado. Eduardo Campos alimenta a luta do seu amigo e aliado porque tem interesse em pulverizar os votos em Garanhuns. A reeleição de Izaías Régis não interessa ao socialista.

Não é uma questão de simpatia ou de ideologia. Nada contra Garanhuns. É que há quatro, cinco anos atrás, quando se preparava para disputar o segundo mandato e apoiava como candidato a governador Humberto Costa e até admitia votar em Mendoncinha, o petebista andou fazendo umas declarações que atingiram fundo o governador. Tocou-se na questão dos precatórios e até na vida pessoal do clã dos Arraes. Alguém gravou tudo e levou de presente para o socialista. Ele mesmo, que começou com quatro pontos nas pesquisas, cresceu, passou Humberto e chegou ao segundo turno. Aí, com o apoio do PT, deu um banho em Mendonça Filho.

Eduardo Campos se elegeu governador e Izaías Régis mais uma vez conquistou a vaga de deputado. O neto de Arraes ficou quieto, calado, sem esquecer as palavras duras direcionadas contra si e família. “A vingança é um prato que se come frio”, diz uma máxima dos políticos.

O governador, neste pleito, por trás dos panos, como se diz, alimenta a candidatura tortuosa de Zé da Luz e a eleição praticamente certa de Leonardo Dias. O leitor imagina que Luiz Carlos está sozinho neste projeto de apoio ao filho de Romário Dias? Embarcaram neste projeto o vice-prefeito, dois vereadores de muito voto, ex-vereadores fortes, os melhores suplentes... Sandoval Cadengue, homem forte de Brejão e que também tem sua força em Garanhuns também está com Leonardo. Atendendo um pedido de quem? Do governador, é claro, que fortalece de todas as maneiras dois nomes que podem ser bem votados na cidade das flores.

Zé da Luz e Leo Dias, juntos, podem ter 15 ou quem sabe 20 mil votos em Garanhuns. O candidato da oposição, Sivaldo Albino, com uma campanha bem feita, respaldada por Sérgio Guerra e Raul Jungman, também pode conquistar uma fatia significativa dos votos da cidade.

Nesta situação, fica difícil Izaías Régis ter 15 ou talvez 20 mil votos em Garanhuns. E ele precisa desesperadamente dessa votação no município, porque no restante do Estado terá no máximo 25 mil votos (os adversários ou neutros falam em 18 mil). Zé da Luz, Leonardo Dias e dezenas de candidatos que pulverizam os votos na Suíça Pernambucana representam um perigo para projeto de reeleição de Izaías. Mas a briga é essa. O jogo é duro. É um guerra que começou quatro anos atrás.

Zé da Luz não é mais só Zé da Luz. Sãos mais votos para Ana Arraes, é o anti-Izaías, é o instrumento de uma vingança traçada em gabinetes bem distantes da nossa Garanhuns. Essa história só termina em outubro, ou poderá não terminar. Caso Izaías vença vão ter de engolir o leão mais quatro anos. E se o Zé não sentar na cadeira de deputado terá servido só para dar mais uns votinhos a Ana Arraes. Deputada, filha do ex e mãe do atual governador. Convenhamos que é muita coisa.

*Na foto estão Sampainho, Ana Arraes e Zé da Luz.

RÁDIO MARANO COMEMORA 25 ANOS


A Rádio Marano de Garanhuns está comemorando neste final de mês 25 anos de fundação. A emissora, com transmissores e estúdio no bairro do Magano, é uma das mais tradicionais e potentes do interior pernambucano e nordestino, sendo sintonizada com qualidade em todos os municípios do Agreste Meridional e parte da Zona da Mata e Sertão. Também é muito ouvida em alguns municípios de Alagoas, Paraíba e Sergipe.
Da programação de aniversário, constam missa de ação de graças, na Igreja de Santa Terezinha, um momento de homenagens que será feito hoje, às 19h30, no Restaurante Varanda, e uma programação especial, no sábado, dia 28. Teremos o Arraiá do Gláucio Costa das 6 às 9h, com atrações musicais ao vivo, Jornal Marano Especial, das 9 às 10h, Manhã Total, das 10 às 13h (também com atrações musicais ao vivo) e Radiola de Ficha das 13 às 15, além de um Especial 102,3, das 15 às 18h. Toda essa programação especial será transmitida do Largo do Colunata na Avenida Santo Antônio.
Ao Tony Duran, a Marcos Cardoso, Guiomar, Dalton, Luciano, Edinaldo, Armando, aos Tinoco e todos que fazem a Rádio Marano os parabéns deste Blog.

QUARTETO DE BRASÍLIA NO SESC GARANHUNS

O Quarteto de Brasília (foto), que circula pelo interior do estado com apresentações gratuitas de música erudita, faz apresentações nesta terça (24) e quarta-feira (25) nas cidades de Caruaru e Garanhuns, respectivamente. As apresentações fazem parte da segunda etapa de apresentações do projeto Sonora Brasil 2010, de formação de ouvintes musicais, realizado pelo Departamento Nacional do Sesc em parceria com os Departamentos Regionais, que chega a sua 13ª edição homenageando a música brasileira do século XX, especialmente a obra de Cláudio Santoro e Guerra-Peixe, compositores que cumpriram importante papel na estruturação das bases da música erudita contemporânea no Brasil.

Grupo | Criado em 1986, o Quarteto de Brasília é considerado um dos mais importantes do Brasil nesta formação e tem como característica a ênfase no repertório de compositores brasileiros. Em sua trajetória de quase 25 anos já se apresentou em vários estados do País e em países das Américas, Europa e Ásia. Seus quatro integrantes participam ativamente do movimento musical de Brasília, tanto como músicos quanto como professores dos principais centros de formação musical, e todos, em maior ou menor grau, conviveram profissionalmente com Santoro e Guerra-Peixe, o que os tornam parte desta história.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

HUMBERTO E ARMANDO LIDERAM EM GARANHUNS

Os candidatos ao senado da Frente Popular, Humberto Costa e Armando Monteiro, lideram a enquete deste blog como candidatos ao senado. Até o momento em que está sendo escrita esta nota, o petista tem 56% da preferência dos internautas e o petebista 44%. No terceiro lugar estão empatados Marco Maciel (DEM) e Raul Jungman (PPS), ambos com 29%. Os outros candidatos tem índices de no máximo 1%. A consulta aos internautas começou hoje e só termina no final de semana.

**Amanhã tem uma revelação explosiva sobre a política de Garanhuns e do Agreste.