quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

MANGUEIRA CELEBRA BETÂNIA E É CAMPEÃ NO RIO

Desde 2002 sem festejar um título, a Mangueira foi a grande campeã do carnaval carioca deste ano ficando à frente da Unidos da Tijuca apenas um décimo na contagem final dos votos dos jurados.

Salgueiro, que liderou a maior parte da apuração ficou na quarta colocação, atrás da Portela e seguida de Beija Flor, Imperatriz Leopoldinense, Grande Rio e Unidos de Vila Isabel, a escola de samba que homenageou Miguel Arraes.

O desfile da Mangueira, considerado o melhor pelo júri, foi feito com um enredo homenageando a cantora baiana Maria Betânia, irmã de Caetano Veloso, uma das grandes intérpretes da música popular brasileira.

Festa no Rio de Janeiro e também em Salvador, por conta do reconhecimento a Betânia.

*Foto: O Globo

DIRETOR DO DOM MOURA EXPLICA FALTA DE MÉDICOS

Recebemos através do diretor do Jornal O Columinho, Augusto César, a seguinte justificativa do diretor do Hospital Dom Moura, Luiz Melo, a respeito da falta de pediatras na unidade de saúde do Estado:

“Tivemos acesso a um relato por e-mail de um pai que procurou a emergência do Hospital Dom Moura em busca de pediatra para atendimento de seu filho, que apresentava febre e dores pelo corpo. Em duas oportunidades, não encontrou o médico especialista.

Mesmo entendendo a situação, infelizmente não pudemos fazer o atendimento, contudo, não por culpa de algum profissional, do hospital, da Secretaria de Saúde ou mesmo do Governo do Estado, como atesta em sua missiva.

Atualmente dispomos de pediatras nas quartas e quintas-feiras, e realmente não tínhamos pediatras na emergência do hospital durante o carnaval. A Secretaria de Saúde por diversas vezes abriu seleção simplificada e oferece contrato a qualquer pediatra que desejar prestar seus serviços em nossa unidade de saúde, mas a falta deste profissional é nacional, com maior ênfase no interior do país e em nossa região.

Contudo, afirmamos que nenhuma criança com risco iminente de morte deixou de ser atendida, e na necessidade, foi regulada, encaminhada para atendimentos em outras unidades de saúde do estado. Foram apenas três casos e nenhum registro de óbito. Com atendimento ágil da nossa equipe.

Os atendimentos de ambulatório e de baixa complexidade tiveram que retornar para serem atendidas nos Postos de Saúde mais próximos de casa, que têm esta responsabilidade junto à comunidade, deixando as situações mais complexas para nosso Hospital e a Rede de Saúde Estadual. Como o caso que motiva esta nota.

Renovamos o convite para pediatras que possam fazer parte de nossa equipe, mas pedimos também à população que busque com mais frequência a Rede Municipal de Saúde, nos casos ambulatoriais. Ressaltamos que o Hospital atendeu centenas de pessoas diariamente durante o carnaval, com escala especial, e estaremos divulgando em breve.

Estamos à disposição para outros esclarecimentos, pois acompanhamos diretamente os serviços neste carnaval, com a equipe da direção estando dentro do hospital.


Luiz Ribamar Melo - Gestor – HRDM”.

GLOBO BOICOTA ESCOLA QUE HOMENAGEOU ARRAES


Não é à toa que a TV Globo anda sendo bombardeada nas redes sociais e até no New York Times.

Nas ruas também: durante o carnaval um cidadão no Rio de Janeiro foi chamado para uma entrevista ao vivo pela GloboNews e disse no ar, para constrangimento da repórter: “Não dou entrevista a Globo porque o diretor da emissora é nazista”.

Ainda no Rio, uma senhora fez ainda pior quando convidada para falar sobre o carnaval: “Ô Globo vai tomar no c...”, disparou.

Mas a emissora da maior audiência no Brasil parece que não tá nem aí para fatos como esses e as críticas que recebe dos “blogs sujos” e através das redes sociais.

Na segunda-feira de carnaval, a TV Globo boicotou sem o menor pudor o desfile da Vila Isabel, escola de samba que homenageou o ex-governador pernambucano Miguel Arraes.

A Vila levou o público do sambódromo ao delírio, principalmente por conta do samba enredo composto por Martinho da Vila para celebrar o centenário de Arraes.

Tanto a escola de samba quanto o cantor popular foram solenemente ignorados.

As outras escolas de samba foram mostradas na telinha, mas imagens da Vila Isabel não foram mostradas ao vivo, porque no horário foi exibido o educativo programa Big Brother Brasil.

O boicote ao líder político socialista foi registrado por blogueiros e jornalista nacionais conhecidos, como Francisco Castro e Paulo Henrique Amorim.

Mas essa atitude da "vênus platinada" não conseguiu ofuscar o belo desfile da Vila Isabel. 

Miguel Arraes foi homenageado pela escola, festejado pelos foliões e pela mídia comprometida com a história recente do país.

E para completar o professor Paulo Freire, que trabalhou com o ex-governador, foi indicado como patrono da educação no Brasil, graças a um projeto da deputada federal Luíza Erundina (PSB).

Aprovada na Câmara, a proposta já foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff (PT).

Quando se trata de personagens de esquerda - caso de Arraes e Freire - a grande imprensa só tem interesse em distorcer a história ou procura criminalizar.

Líderes como Arraes, Brizola, Freire, Lula e Dilma, porém, estão no coração do povo e a história lhes fará justiça.

O mesmo não se pode dizer dos Carlos Lacerda, dos generais de 64 ou da direita envergonhada de hoje, tão bem representada pelo playboy Aécio Neves.


DESCASO DO DOM MOURA AINDA RENDE CRÍTICAS

O texto do garanhuense Antônio Neto, postado no Facebook,  enviado ae publicado na maioria dos blogs da cidade, continua repercutindo pela crítica contundente que ele fez ao Hospital Dom Moura.

Antônio foi com um filho doente duas vezes à unidade de saúde do Estado e não tinha nenhum pediatra para fazer atendimento. Ao escrever o seu desabafo, o garanhuense se dirigiu ao governador Paulo Câmara a quem fez um apelo dramático dizendo que as pessoas estão condenadas a morrer por falta de assistência medida aqui na cidade.

Nas redes sociais,  Antônio Neto conseguiu apoio até de figuras públicas como o vereador Zaqueu Lins, que na última eleição teve 20 mil votos em Garanhuns como candidato a deputado estadual. “Lamentamos muito a situação do Dom Moura.  Fico triste com o sentimento de descaso, falta de humanidade e também dos médicos que muitas vezes querem receber um salário altíssimo para vir dar um plantão, enquanto os concursados inventam situações para faltar aos plantões.  É difícil..."comentou o vereador.

Já Luiz Andrade, repórter do programa Combate, de Pereira Filho, criticou os representantes políticos do município. “Atenção: crianças estão proibidas de adoecerem em Garanhuns. Motivo: falta de pediatra. Isso é um fato vergonhoso para nossa cidade, até quando vamos ter que aceitar essa ladainha? Por onde andam os nossos representantes políticos?" questionou assinando como Lasca Luiz

Ligado ao Partido dos Trabalhadores, ex-presidente do diretório municipal do PT de Garanhuns, Mewitton Araújo foi curto e grosso na sua cobrança em relação ao descaso: “Com a palavras os coxinhas!”, escreveu como comentário ao texto de Antônio Neto.

Por volta das 9h30 o protesto do garanhuense contra o hospital regional já tinha sido compartilhado por mais de 200 pessoas e recebido perto de 50 comentários. Não apareceu ninguém para defender o Dom Moura.

Se houvesse por parte do Estado algum respeito ao cidadão - e aos outros pais que igualmente foram vítimas do descaso - o governador, o secretário de saúde de Pernambuco ou pelo menos o diretor do Hospital Regional Dom Moura devia se pronunciar, dar uma justificativa ou pedir desculpas à população da cidade e do Agreste Meridional.

GARANHUENSES DESFILAM NA ESCOLA VILA ISABEL

Duas pernambucanas do Agreste Meridional, a professora Maria José e a servidora pública Lenice Barros, desfilaram na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, pela Vila Isabel, escola de samba que homenageou no enredo o ex-governador Miguel Arraes.

Maria José e Lenice terminaram sendo destaque numa reportagem do G1, o Portal das Organizações Globo, um dos mais acessados no país.

Segundo o site da internet, Lenice aproveitou as férias para ir ao Rio e cair no samba, atendendo um convite da amiga. "Minha primeira experiência na Sapucaí foi emocionante", confessou a funcionária pública.

Maria José é professora da Rede Estadual e ensina no Colégio Simoa Gomes, na Cohab II. Natural de Brejão, ela convive com Garanhuns desde a adolescência e estudou o ensino médio no Colégio Diocesano.

Embora não seja rica, a professora passa o ano juntando um dinheirinho para viajar e já esteve em vários países da Europa, nos Estados Unidos e até em Israel. Nós já publicamos neste blog uma reportagem sobre a sua garra para “ganhar o mundo”. 

Circula muito também pelo Brasil e há 11 anos consecutivos participa do carnaval do Rio de Janeiro, sempre desfilando numa grande escola da chamada cidade maravilhosa.
Lenice e Maria José: de Garanhuns para a Sapucaí

O CARNAVAL DE GARANHUNS

Praça da Boa Vista na terça-feira

Sem querer concorrer com cidades de maior tradição de carnaval, como Olinda, Recife, ou mesmo a pequena São João, aqui perto, Garanhuns terminou realizando uma festa que atraiu um bom público aos focos de folia. Tudo começou com o desfile das virgens, pela Avenida Rui Barbosa, que foi puxado por um trio elétrico contratado pelo Governo do Estado, por solicitação do deputado Álvaro Porto. A estimativa é que 20 mil pessoas estiveram presentes.

Depois, com investimento da Prefeitura, a folia se fez presentes nos bairros do Magano e Boa Vista, com atrações diversas e a presença dos foliões.

O carnaval de Garanhuns foi encerrado na terça-feira (9) e o espaço reservado para o público na Praça Dom Pedro II ficou lotado. Os foliões puderam dançar, se refrescar com chuveirões e assistir aos shows.

No último dia da festa os foliões dançaram ao som do cantor Marcelo Francisco que apresentou o tributo "Netinho em Qualquer Estação". O artista desfilou um repertório eclético misturando funk e axé e fez todo mundo se movimentar. Logo após, o Boi Maracatu e a Cobra da Bixiga Lixa também desfilaram pelas ruas do bairro.

O Bloco do Cras também agitou a Boa Vista.  Com direito a orquestra, o grupo dançou ao som dos grandes hinos do carnaval. Quem se destacou foi a ala da terceira idade, composta por idosos do município de Iati, mostrando que não há idade para curtir a brincadeira.

E encerrando a programação do Carnaval 2016 a cantora garanhuense Kiara Ribeiro fez a festa do público. Com um repertório repleto de clássicos do axé music e sucessos da atualidade, a artista encerrou o evento que garantiu a folia dos moradores do Magano e da Boa Vista.


Texto e fotos: Aquilles Soares, da Secretaria de Comunicação do Município, com um pequeno acréscimo nas informações de responsabilidade da edição.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

EX-JOGADOR LEONARDO PIORA E ESTÁ EM COMA


Por Junior Almeida

O ex-atacante Leonardo de  41 anos, ídolo do Sport na década de 90 está internado no Hospital da Restauração desde quarta feira (3) após sofrer uma convulsão. O ex-jogador que dentre as várias equipes do país defendeu o nosso Sete de Setembro, teve uma piora em seu quadro clínico na madrugada de domingo (7) e foi entubado. 


De acordo com a assessoria de imprensa do HR, Leonardo foi diagnosticado com uma “lesão cerebral expansiva”. Os médicos que estão cuidando de Leonardo suspeitam que ele está com uma doença de nome neurocisticercose, que é provocada pela carne de porco contaminada com germes. .Seu estado de saúde é considerado grave.

Leonardo é lembrado até hoje por façanhas memoráveis, como a de fazer 5 gols na vitória do Sport contra o Atlético Mineiro em pleno Mineirão pelo brasileirão de 2000 ou de ter deixado o argentino Mancuso no chão depois de uma desmoralizante caneta na final do pernambucano do ano anterior.  Com 133 gols pelo Rubro Negro, Leonardo terceiro maior artilheiro do Sport. e figura sempre presente nas seleções de todos os tempos do clube. Ele tem em seu currículo pelo Sport duas Copas do Nordeste e quatro Campeonatos Pernambucanos.

*Os gols de Leonardo contra o Galo em 2000 você pode ver AQUI.

GARANHUENSE PROTESTA CONTRA O DOM MOURA E MANDA RECADO PARA GOVERNADOR PAULO CÂMARA

Em pleno carnaval um pai precisou de atendimento para o filho no Hospital Regional Dom Moura e não tinha pediatra na unidade de saúde do Estado. Revoltado, o garanhuense escreveu um desabafo para os blogs da cidade e denunciou o descaso com os cidadãos que precisam do Poder Público.
“Governador, nossos filhos estão condenados a morte em Garanhuns”, protestou.
Leia o texto na íntegra:
DESCASO, DESUMANIDADE E DESRESPEITO. É assim que os nossos filhos estão sendo tratados pelo Governador Paulo Câmara, e por seus auxiliares aqui em Garanhuns. As crianças não podem adoecer, já que durante todo este Carnaval, a Pediatria do Hospital Regional Dom Moura não teve Médico para atender as crianças doentes de Garanhuns e das cidades que compõem o Agreste Meridional.
É como se fossemos a uma Padaria que não tem Pão. A diferença é que estamos falando de vidas e vidas de criaturas pequeninas, que estão apenas começando a viver.
Estivemos, eu e minha mulher, no Dom Moura no sábado passado, e voltei hoje, terça-feira, com o meu filho de 5 anos apresentando um quadro de 39 graus de febre e dores por todo o corpo. O diagnóstico sugere Dengue ou Chikungunya, mas não encontramos Médico para atender, nem o meu filho, nem outras crianças que lá estavam com os seus pais aflitos também. Sequer uma Enfermeira foi olhar os nossos filhos, já que uma recomendação do Conselho Regional de Enfermagem as desobriga dessa atividade caso o Hospital não tenha Médico. Já os Médicos da Emergência Adulta também se negam a atender as crianças. OS NOSSOS FILHOS ESTÃO CONDENADOS A MORTE EM GARANHUNS! 
O que encontramos nos dois dias foram Recepcionistas nervosas por tanto falar que NÃO TEM MÉDICO e Vigilantes visivelmente transtornados, por serem agredidos verbalmente pelo ataque de fúria e de desespero dos Pais que lá estavam. Coitados! Eles são tão vítimas quanto nós, pois as moças que fazem as Fichas e levam gritos dos pais não recebem salários há dois meses. QUEM DEVERIA ESTAR LÁ PARA OUVIR OS PAIS ERA O GOVERNADOR PAULO CÂMARA OU O DIRETOR DO DOM MOURA, O SENHOR LUIZ MELO.  
Em meio ao aperreio e a angustia, fiquei sabendo que o último dia em que um Médico atendeu na Pediatria do Dom Moura foi na quinta-feira, dia 4 de fevereiro, portanto, o período do Carnaval não foi um caso isolado, isso é regra no Dom Moura, pois só tem Médico na Pediatria nas segundas e quintas-feiras. OS NOSSOS FILHOS NÃO PODEM ADOECER AS TERÇAS, QUARTAS, SEXTAS, SÁBADOS E DOMINGOS. UM DESCASO TOTAL! UMA FALTA DE HUMANIDADE SEM IGUAL.
GOVERNADOR PAULO CÂMARA, PREFEITO IZAÍAS RÉGIS, DIRETOR DO DOM MOURA, DEPUTADOS, VEREADORES... estamos sofrendo! Os nossos filhos estão sofrendo! Se não tem Médico na Pediatria do Dom Moura fechem aquela sala, não fiquem fazendo de conta que estão atendendo ou contabilizando os atendimentos da ortopedia ou da maternidade para ludibriar o Governo Federal e seguir recebendo as verbas como se estivessem atendendo as nossas crianças.
SÓ SABE O QUE EU E MUITOS OUTROS PAIS DE FAMÍLIA PASSAMOS E ESTAMOS PASSANDO É QUEM SE DEPAROU COM O FILHO DOENTE EM CASA, E SEM DINHEIRO, TEVE QUE LEVA-LO PARA O DOM MOURA E CHEGANDO LÁ OUVIR A INFORMAÇÃO QUE NÃO TEM MÉDICO.   
GOVERNADOR PAULO CÂMARA OS NOSSOS FILHOS ESTÃO CONDENADOS A MORTE EM GARANHUNS! 

Antônio Pedro Neto – Cidadão de Garanhuns. 

PREFEITURA MOSTRA TRABALHO EM BOM CONSELHO


A Prefeitura de Bom Conselho não apenas realizou o melhor Carnaval do Agreste Meridional, patrocinando blocos e contratando músicos para animar a festa, como desde 2013 vem cuidando de nossa gente com todo zelo possível. São reformas de praças e de escolas, construção de calçamentos, recuperação de estradas, investimento na saúde e muito mais.

É com trabalho e carinho que o Governo Municipal está sempre cuidando de nossa gente!.

JORNAL AMERICANO NEW YORK TIMES INSINUA QUE PROGRAMAÇÃO DA TV GLOBO É PARA MENTES IDIOTAS


O jornal americano New York Times, publicou um artigo, assinado pela jornalista Vanessa Bárbara - reproduzido no Portal UOL -, em que constatou que a TV Globo é um veículo de comunicação que “ilude os brasileiros”.

A matéria jornalística é implacável com a emissora carioca, criticando desde as novelas, consideradas vazias, até o jornalismo, que segundo a jornalista prioriza a previsão do tempo e deixa em segundo plano assuntos de maior interesse.

O New York Times reconhece que a audiência da Globo caiu muito nos últimos anos, mas mesmo assim ainda é muito expressiva. A emissora da família Marinho, na visão da repórter, influi no processo de educação dos brasileiros e na política.

Na prática o tradicional jornal dos EUA conclui que a programação da TV Globo é voltada para pessoas idiotas, tanto que cita uma frase do apresentador William Bonner que teria comparado os telespectadores da emissora ao Hommer Simpson, um personagem de desenho animado conhecido pela grossura, estupidez e imbecilidade.

A reportagem de Vanessa Barbara é transcrita na íntegra, para conhecimento dos leitores do blog:

No ano passado, a revista “The Economist” publicou um artigo sobre a Rede Globo, a maior emissora do Brasil. Ela relatou que “91 milhões de pessoas, pouco menos da metade da população, a assistem todo dia: o tipo de audiência que, nos Estados Unidos, só se tem uma vez por ano, e apenas para a emissora detentora dos direitos naquele ano de transmitir a partida do Super Bowl, a final do futebol americano”.

Esse número pode parecer exagerado, mas basta andar por uma quadra para que pareça conservador. Em todo lugar aonde vou há um televisor ligado, geralmente na Globo, e todo mundo a está assistindo hipnoticamente.

Sem causar surpresa, um estudo de 2011 apoiado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontou que o percentual de lares com um aparelho de televisão em 2011 (96,9) era maior do que o percentual de lares com um refrigerador (95,8) e que 64% tinham mais de um televisor. Outros pesquisadores relataram que os brasileiros assistem em média quatro horas e 31 minutos de TV por dia útil, e quatro horas e 14 minutos nos fins de semana; 73% assistem TV todo dia e apenas 4% nunca assistem televisão regularmente (eu sou uma destes últimos).

Entre eles, a Globo é ubíqua. Apesar de sua audiência estar em declínio há décadas, sua fatia ainda é de cerca de 34%. Sua concorrente mais próxima, a Record, tem 15%.

Assim, o que essa presença onipenetrante significa? Em um país onde a educação deixa a desejar (a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico classificou o Brasil recentemente em 60º lugar entre 76 países em desempenho médio nos testes internacionais de avaliação de estudantes), implica que um conjunto de valores e pontos de vista sociais é amplamente compartilhado. Além disso, por ser a maior empresa de mídia da América Latina, a Globo pode exercer influência considerável sobre nossa política.

Um exemplo: há dois anos, em um leve pedido de desculpas, o grupo Globo confessou ter apoiado a ditadura militar do Brasil entre 1964 e 1985. “À luz da História, contudo”, o grupo disse, “não há por que não reconhecer, hoje, explicitamente, que o apoio foi um erro, assim como equivocadas foram outras decisões editoriais do período que decorreram desse desacerto original”.

Com esses riscos em mente, e em nome do bom jornalismo, eu assisti a um dia inteiro de programação da Globo em uma terça-feira recente, para ver o que podia aprender sobre os valores e ideias que ela promove.

A primeira coisa que a maioria das pessoas assiste toda manhã é o noticiário local, depois o noticiário nacional. A partir desses, é possível inferir que não há nada mais importante na vida do que o clima e o trânsito. O fato de nossa presidente, Dilma Rousseff, enfrentar um sério risco de impeachment e que seu principal oponente político, Eduardo Cunha, o presidente da Câmara, está sendo investigado por receber propina, recebe menos tempo no ar do que os detalhes dos congestionamentos. Esses boletins são atualizados pelo menos seis vezes por dia, com os âncoras conversando amigavelmente, como tias velhas na hora do chá, sobre o calor ou a chuva.

A partir dos talk shows matinais e outros programas, eu aprendi que o segredo da vida é ser famoso, rico, vagamente religioso e “do bem”. Todo mundo no ar ama todo mundo e sorri o tempo todo. Histórias maravilhosas foram contadas de pessoas com deficiência que tiveram a força de vontade para serem bem-sucedidas em seus empregos. Especialistas e celebridades discutiam isso e outros assuntos com notável superficialidade.

Eu decidi pular os programas da tarde -a maioria reprises de novelas e filmes de Hollywood- e ir direto ao noticiário do horário nobre.

Há dez anos, um âncora da Globo, William Bonner, comparou o telespectador médio do noticiário “Jornal Nacional” a Homer Simpson - incapaz de entender notícias complexas. Pelo que vi, esse padrão ainda se aplica. Um segmento sobre a escassez de água em São Paulo, por exemplo, foi destacado por um repórter, presente no jardim zoológico local, que disse ironicamente “É possível ver a expressão preocupada do leão com a crise da água”.

Assistir à Globo significa se acostumar a chavões e fórmulas cansadas: muitos textos de notícias incluem pequenos trocadilhos no final ou uma futilidade dita por um transeunte. “Dunga disse que gosta de sorrir”, disse um repórter sobre o técnico da seleção brasileira. Com frequência, alguns poucos segundos são dedicados a notícias perturbadoras, como a revelação de que São Paulo manteria dados operacionais sobre a gestão de águas do Estado em segredo por 25 anos, enquanto minutos inteiros são gastos em assuntos como “o resgate de um homem que se afogava causa espanto e surpresa em uma pequena cidade”.

O restante da noite foi preenchido com novelas, a partir das quais se pode aprender que as mulheres sempre usam maquiagem pesada, brincos enormes, unhas esmaltadas, saias justas, salto alto e cabelo liso. (Com base nisso, acho que não sou uma mulher.) As personagens femininas são boas ou ruins, mas unanimemente magras. Elas lutam umas com as outras pelos homens. Seu propósito supremo na vida é vestir um vestido de noiva, dar à luz a um bebê loiro ou aparecer na televisão, ou todas as opções anteriores. Pessoas normais têm mordomos em suas casas, que são visitadas por encanadores atraentes que seduzem donas de casa entediadas.

Duas das três atuais novelas falam sobre favelas, mas há pouca semelhança com a realidade. Politicamente, elas têm uma inclinação conservadora. “A Regra do Jogo”, por exemplo, tem um personagem que, em um episódio, alega ser um advogado de direitos humanos que trabalha para a Anistia Internacional visando contrabandear para dentro dos presídios materiais para fabricação de bombas para os presos. A organização de defesa se queixou publicamente disso, acusando a Globo de tentar difamar os trabalhadores de direitos humanos por todo o Brasil.

Apesar do nível técnico elevado da produção, as novelas foram dolorosas de assistir, com suas altas doses de preconceito, melodrama, diálogo ruim e clichês.

Mas elas tiveram seu efeito. Ao final do dia, eu me senti menos preocupada com a crise da água ou com a possibilidade de outro golpe militar -assim como o leão apático e as mulheres vazias das novelas.


BLOCO DE OLINDA SE APRESENTA NA BOA VISTA


A tarde dessa segunda-feira (07) levou muita folia para os moradores do bairro da Boa Vista. A chuva forte que caia, logo deu trégua, para que começasse a festa, comandada por Priscila das Virgens de Garanhuns. A primeira atração do dia foi a Orquestra-Bloco do Boneco Doido, que já existe há 4 anos e foi fundada por Henrique César, a orquestra coordenou o desfile irreverente do boneco gigante pelas ruas.

Logo após foi a vez do Maracatu Nação Estrela Nascente, que há 11 anos apresenta-se no município de Correntes. Ao todo, 35 integrantes tocaram sob a coordenação de Marcel Carlos. A terceira apresentação, foi o desfile da Escola de Samba Unidos de Santa Terezinha. Fundada há 3 anos em Garanhuns, por Cícero Costa "Pelé".

Diretamente de Olinda, o Bloco Lírico "Damas e Valetes" realizou um belo desfile pelas ruas do palco. O grupo já possui 1 ano e meio de existência, e no final da apresentação subiu ao palco para animar o público com marchinhas. 

Encerrando os shows, foi a vez da garanhuense Belinha Lisboa subir ao palco. Com 15 anos de carreira, a artista levou muito axé para animar os foliões. O Palco da Boa Vista recebe mais shows nesta terça-feira (09). A programação completa do Carnaval de Garanhuns 2016 pode ser acessada através do portal: http://www.garanhuns.pe.gov.br/


Texto e fotos: Aquilles Soares – (Secom/PMG)

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

ARRAES HOMENAGEADO DURANTE CARNAVAL

Este ano muitas homenagens serão feitas ao ex-governador Miguel Arraes, que se estivesse vivo completaria 100 anos de idade. No Carnaval deste ano "paia Arráia", como era chamado pelos pobres, é o tema de uma escola de samba no Rio de Janeiro e será o destaque entre sambistas também do Recife.

Confira o texto abaixo, do Blog do Jamildo:

O centenário do ex-governador de Pernambuco Miguel Arraes (PSB) será tema do desfile da escola de samba Unidos da Vila Isabel nesta segunda-feira (8), na Marquês de Sapucaí. A passagem da escola pelo sambódromo carioca não será transmitida ao vivo em rede nacional, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo. A apresentação será exibida na íntegra após os últimos desfiles, por volta das 6h da terça (9).

No texto de apresentação do enredo, o cantor e compositor Martinho da Vila e Alex de Souza destacam a importância de Miguel Arraes na vida política do país. Eles lembram o Acordo do Campo, promovido por ele quando governador, para estabelecer uma relação trabalhista mais justa entre donos de usinas e canavieiros.

O texto também lembra que o político era chamado de Pai Arraia pelos mais humildes. Alex de Souza e Martinho falam também dos ensinamentos do educador e filósofo Paulo Freire, da fé de dom Hélder Câmara e do apoio dos amigos na criação do Movimento de Cultura Popular.

O desfile da Vila Isabel contará com 27 alas, cada uma com cerca de 100 integrantes, e seis carros alegóricos.


No Recife, a escola de samba Gigantes do Samba também homenageia Arraes nesta segunda, com o enredo A saga de um valente guerreiro Miguel Arraes no Sertão Brasileiro. A vereadora Marília Arraes, neta do homenageado, garantiu presença no desfile.

*Foto: Diário de Pernambuco

ANIMAÇÃO NOS FOCOS DE FOLIA DE GARANHUNS

Dando continuidade à programação do Carnaval de Garanhuns 2016, o Palco Magano, que fica localizado na avenida Sátiro Ivo, recebeu na tarde deste domingo (7) várias apresentações que alegraram os moradores. A primeira atração foi o Projeto Batuque, que saiu em cortejo da Praça Campos Sales até o palco, próximo da Igreja de Santa Terezinha, onde animou o público com muito maracatu, ciranda e outros ritmos da cultura regional.

As pessoas também puderam conferir um desfile especial, com um bloco de 88 integrantes do Cras de Iati e de Heliópolis, todos fantasiados, que contou com a participação dos famosos bonecos gigantes de Venturosa, conhecidos como "boca louca". Os grupos foram regidos ao som da GS Frevo Orquestra, que surgiu através de projetos sociais no município de São João.

A última atração foi a banda local Makette Brasil, que com um repertório eclético fez o público dançar. Com os shows de ontem, o Palco Magano encerrou suas atividades. Mas, no bairro da Boa Vista a folia é garantida a partir desta segunda-feira (08), confira a programação completa do Carnaval de Garanhuns 2016 através do portal:
http://www.garanhuns.pe.gov.br/

Hoje a folia continuou no Magano e na Boa Vista. Neste último bairro, agora à tarde é grande o movimento de pessoas prestigiando o carnaval de bairros de Garanhuns.


Texto e Foto: Aquilles Soares – Secom/PMG

O BIQUÍNI DA BIANCA NA MARQUÊS DE SAPUCAÍ

 
Madrugada de domingo na Marquês de Sapucaí, no Rio de Janeiro, a madrinha de bateria Bianca Leão,  da União da Ilha (que já foi musa do Fluminense), dá uma ajeitadinha no biquíni que quase deixa sem fôlego cariocas e visitantes do Brasil e de qualquer parte do mundo.

Bianca com esse lance, mais ousado do que qualquer jogada do Neymar, foi destaque na mídia e entra na galeria das mulheres bonitas deste carnaval. E brilhando sozinha nesta postagem.

O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE MICROCEFALIA

SERVIÇO - Muito tem se falado de microcefalia nas rádios, nas emissoras de TV, nos jornais e na internet. Mas o que é mesmo esta doença, que desde o ano passado assusta brasileiros e brasileiras, especialmente em Pernambuco e outros Estados do Nordeste onde a incidência tem sido maior?
Buscamos algumas informações no site de saúde Minha Vida e fizemos um resumo para o leitor.
A microcefalia é uma condição neurológica rara em que a cabeça e o cérebro da criança é significativamente menor do que a de outras da mesma idade e sexo. A microcefalia normalmente é diagnosticada no início da vida e é resultado do cérebro não crescer o suficiente durante a gestação ou após o nascimento.
A doença pode ser descoberta também na gestação, através de uma ultrassonografia, capaz de mostrar o crânio do bebê menor do que o normal.
Crianças com microcefalia têm problemas de desenvolvimento. Não há uma cura definitiva para a microcefalia, mas tratamentos realizados desde os primeiros anos melhoram o desenvolvimento e qualidade de vida. A microcefalia pode ser causada por uma série de problemas genéticos ou ambientais.
Causas - Microcefalia é o resultado do crescimento abaixo do normal do cérebro da criança ainda no útero ou na infância. A microcefalia pode ser genética. Algumas outras causas da microcefalia são:
  • Malformações do sistema nervoso central
  • Diminuição do oxigênio para o cérebro fetal: algumas complicações na gravidez ou parto podem diminuir a oxigenação para o cérebro do bebê
  • Exposição a drogas, álcool e certos produtos químicos na gravidez
  • Desnutrição grave na gestação
  • Fenilcetonúria materna
  • Rubéola congênita na gravidez
  • Toxoplasmose congênita na gravidez
  • Infecção congênita por citomegalovírus.   


O Ministério da Saúde confirmou recentemente a relação entre o Zika vírus e o surto de casos de microcefalia no nordeste do país em 2015. A febre zika, ou simplesmente zika vírus, é uma infecção causada pelo vírus ZIKV, transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, mesmo transmissor da dengue e da febre chikungunya.

Diagnóstico de Microcefalia

A microcefalia é diagnosticada por meio do acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança. O médico irá colocar uma fita métrica em torno da cabeça e medir seu tamanho. Esta medida e também o tamanho da criança serão feitas durante os primeiros anos de vida e comparadas com uma tabela padronizada a fim de determinar se a criança tem microcefalia.
O médico também pode solicitar exames como: tomografia computadorizada da cabeça, ressonância magnética e exames de sangue para ajudar a determinar a causa da microcefalia.

Tratamento de Microcefalia

Não há tratamento medicamentoso para a microcefalia que possa ser capaz de fazer a cabeça da criança voltar ao normal. É orientado realizar terapias para melhorar as habilidades da criança, como a fala. Portanto, o médico poderá recomendar a fisioterapia, terapia ocupacional e outras formas de tratamentos orientadas.

Complicações possíveis

A criança com microcefalia pode apresentar:
  • Déficit intelectual
  • Atraso nas funções motoras e de fala
  • Distorções faciais
  • Nanismo ou baixa estatura
  • Hiperatividade
  • Epilepsia
  • Dificuldades de coordenação e equilíbrio
  • Alterações neurológicas.
Algumas crianças com microcefalia podem não apresentar problemas de aprendizado.

Prevenção

Se a causa da microcefalia for genética é possível preveni-la. Por isso é importante fazer o aconselhamento genético antes de engravidar.
Além disso, a melhor forma de se prevenir não só a microcefalia, mas diversas outras condições de saúde, é a realização do pré-natal durante a gravidez.
Dentre as recomendações médicas para prevenir a microcefalia também estão:
Não ingerir álcool durante a gravidez: o consumo de álcool predispõe o bebê a diversas doenças, como Síndrome do Alcoolismo Fetal e microcefalia.
Não utilizar medicamentos sem a orientação médica: alguns medicamentos podem interferir na formação fetal, inclusive causando uma má formação do cérebro como a microcefalia. É importante que a gestante não tome nenhum tipo de medicamento sem orientação médica.
Evitar contato com pessoas com febre ou infecções: qualquer infecção pode dar alguma alteração no desenvolvimento do feto, desde uma rubéola e citomegalovírus, até a dengue, febre zika e febre chikungunya. Por isso é importante evitar a exposição geral a doenças.
Relação entre microcefalia e Zika vírus - Proteger-se da picada dos mosquitos: como há a possibilidade da microcefalia ser causada pelo vírus zika, que por sua vez é transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti - além das complicações já sabidas nos casos de dengue, por exemplo - uma das recomendações do Ministério da Saúde é evitar se expor ao mosquito. O que pode ser feito eliminando os criadouros dele, ou seja, retirar recipientes que tenham água parada e cobrir adequadamente locais de armazenamento, além do uso de repelentes indicados para gestantes.