FIEPE

FIEPE

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

REVISTA VEJA É DESMORALIZADA NAS REDES SOCIAIS

Assim que a capa da Veja foi divulgada nos sites, blogs e redes sociais, ontem à tarde, a reportagem da revista para atingir o PT passou a ser o tema principal das discussões na internet. No Twitter o hashtag "desespero veja"  disparou no Brasil e exterior, se tornando o tópico mais comentado do mundo na quinta-feira (23). A publicação da Editora Abril, antecipada em dois dias para tentar mudar o voto do povo brasileiro, foi desmoralizada via online, por conta de um tipo de jornalismo marrom que envergonha a imprensa nacional e de outros países.

Claro que existem ainda pessoas mal informadas ou de má fé que dão atenção a esse lixo, mas a maioria do povo brasileiro não lê a Veja e nem quer saber de sua fábrica de mentiras. Se os governos erram – sejam eles do PT, PSDB, PSB, PTB ou PMDB – devem ser investigados e os jornalistas são importantes na apuração dos desvios de conduta. Mas uma coisa é investigar com isenção, buscando servir a sociedade, outra muito diferente é forjar os fatos, às vésperas da uma eleição, na tentativa desesperada de eleger um candidato que atenda seus interesses espúrios.

A Veja já perdeu o respeito há muito tempo. Está na hora de acabar e Deus queira que isso ocorra. Por falta de credibilidade e de leitores. Do jeito que está, como um panfleto a serviço da direita, não fará nenhuma falta ao Brasil.

Abaixo a fala da presidente Dilma na televisão, a respeito do comportamento criminoso da revista esgoto:

Meus amigos e minhas amigas, eu gostaria de encerrar minha campanha na TV de outra forma, mas não posso me calar frente a esse ato de terrorismo eleitoral articulado pela revista Veja e seus parceiros ocultos. Uma atitude que envergonha a imprensa e agride a nossa tradição democrática. Sem apresentar nenhuma prova concreta e mais uma vez baseando-se em supostas declarações de pessoas do submundo do crime, a revista tenta envolver a mim e ao presidente Lula nos episódios da Petrobras que estão sob investigação da justiça. Todos os eleitores sabem da campanha sistemática que a revista move há anos contra Lula e contra mim, mas dessa vez a Veja excedeu todos os limites. Desde que começaram as investigações sobre ações criminosas do Senhor Paulo Roberto Costa eu tenho dado total respaldo a Policia Federal e ao Ministério Público até a sua edição de hoje, às vésperas das eleições que em todas as pesquisas, apontam a minha nítida vantagem sobre meu adversário a maledicência da Veja tentava insinuar que eu poderia ter sido omissa na apuração dos fatos. Isso já era um absurdo, isso já era uma tremenda injustiça, hoje a revista excedeu todos os limites da decência e da falta de ética pois insinua que eu teria conhecimento prévio dos maus feitos na Petrobras e que o presidente Lula seria um de seus articuladores. A revista comete esta barbaridade, esta infâmia contra mim e contra o presidente Lula sem apresentar a mínima prova. Isso é um absurdo, isso é um crime, é mais do que clara a intenção malévola da Veja de interferir de forma desonesta e desleal nos resultados das eleições. A começar pela antecipação da edição semanal para hoje sexta-feira, quando normalmente chega às para as bancas no domingo, mas como das outras vezes e nas outras eleições Veja vai fracassar no seu intento criminoso, a única  diferença é que dessa vez ela não ficará impune. A justiça livre desse país seguramente vai condená-la por esse crime. Ela e seus cúmplices tão pouco conseguirão sucesso no seu intento criminoso. O povo brasileiro tem maturidade suficiente para discernir entre a mentira e a verdade. O povo brasileiro sabe que não compactuo e nunca compactuei com a corrupção. A minha história mostra isso. Farei o necessário doa a quem doer, de investigar e de punir quem mexe com o patrimônio do povo. Sou uma defensora intransigente da liberdade de imprensa, mas a consciência livre da nação não pode aceitar que mais uma vez se divulgue falsas denúncias no meio de um processo eleitoral em que o que está em jogo é o futuro do Brasil. Os brasileiros darão sua resposta à Veja e seus cúmplices nas urnas e eu darei minha resposta na justiça.

TV GLOBO E PORTAL G1 PROMOVEM DEBATE DECISIVO ENTRE AÉCIO NEVES (PSDB) E DILMA ROUSSEFF (PT)

A TV Globo promove nesta sexta-feira (24) o último debate do segundo turno entre os candidatos a presidente Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT). O debate começa depois da novela "Império" e será transmitido ao vivo pelo canal de televisão e pelo Portal G1.

Como será o debate

Mediado pelo jornalista William Bonner, o debate será realizado no Projac, no Rio, e tem duração prevista de uma hora e 50 minutos. O regulamento foi definido com representantes dos candidatos e seguindo as regras da Justiça Eleitoral.

Serão quatro blocos: no primeiro e no terceiro, os candidatos farão perguntas um ao outro, com tema livre; no segundo e no quarto, as perguntas serão feitas por eleitores indecisos. O quarto bloco será destinado também às considerações finais dos presidenciáveis.

Os indecisos serão selecionados em todos os estados pelo instituto de pesquisas Ibope. Cada eleitor indeciso vai elaborar previamente perguntas com temas de interesse nacional. As oito perguntas mais bem formuladas serão selecionadas pela produção do programa para serem feitas aos candidatos.

O cenário será uma arena, com o objetivo de facilitar a movimentação dos candidatos. Os eleitores indecisos estarão sentados em volta. Se algum candidato faltar, seu lugar permanecerá vazio com uma placa que o identifique pelo nome. Nos dois blocos de tema livre, o candidato presente poderá formular a pergunta que faria ao candidato que se ausentou. Nos outros blocos, todas as perguntas de eleitores indecisos serão respondidas apenas pelo candidato presente.

CONVIDADOS - Os indecisos selecionados pelo Ibope serão levados a dois camarins e não terão contato com jornalistas, público convidado e assessores dos candidatos.

Haverá na arquibancada montada no estúdio lugares para 90 convidados dos presidenciáveis, além de cadeiras mais próximas para dois assessores diretos de cada um, que poderão falar com os candidatos nos intervalos. Também farão parte da plateia convidados dos dois candidatos e da Globo.

Durante o debate, Dilma e Aécio terão à disposição um púlpito para os confrontos diretos e poderão andar pelo cenário nos blocos em que forem questionados pelos indecisos.

Depois do debate, cada candidato concederá uma entrevista coletiva de dez minutos, com transmissão ao vivo pelo G1. Dilma será a primeira a falar com a imprensa, seguida de Aécio (a ordem das entrevistas foi definida em conjunto com representantes dos partidos).


Jornalistas de todo o país e do exterior acompanharão o debate em uma área à parte e poderão participar das entrevistas coletivas pós-debate. (Fonte: Portal G1).

AÉCIO LIDERA NA PESQUISA DO SENSUS

Apesar das pesquisas do Vox Populi, Ibope e Datafolha indicando uma boa vantagem de Dilma Rousseff (PT), na disputa presidencial, o Instituto Sensus divulgou números hoje favoráveis ao candidato Aécio Neves.

Na pesquisa do Sensus, contratada pela Revista IstoÉ, Aécio tem 54,5% das intenções de voto e Dilma apenas 45,4%. Segundo o instituto, a dois dias da eleição 11,9% dos eleitores ainda não decidiram em quem votar.

Todas as pesquisas do Sensus neste segundo turno foram amplamente favoráveis ao tucano. Na primeira delas, logo depois do dia 5, Aécio aparecia na frente de Dilma com 17 pontos de vantagem.

O Instituto Veritá, de uma cidade do interior mineiro, também indica Aécio como favorito para ganhar a eleição do próximo domingo.

EMOÇÃO NA PASSAGEM DE DILMA POR RECIFE

O escritor e jornalista Urariano Mota escreveu uma bela crônica no site Viomundo sobre a passagem da presidente Dilma Rousseff por Recife, esta semana. Ele relata a emoção que tomou conta das pessoas, que se comportaram feito crianças diante da gigantesca manifestação popular. Leia o texto na íntegra:

Roberto Carlos costuma falar que “são muitas emoções” em sua vida. Mas o Rei canta e não sabe o que são emoções de amor político, com afeição despudorada, num coletivo de paixão, porque não esteve presente  na mais feliz terça-feira do Recife. Assim falo porque ontem, 21 de outubro de 2014 — mas terá mesmo sido ontem? – digo, agora, mas um agora contínuo até domingo e adiante, em resumo, vou tentar escrever o que vi a partir da tarde de 21.

Aquilo que Dom Pedro II certa vez revelou, numa visita à cidade, que Pernambuco era um céu aberto, Lula, Dilma e o povo ontem atualizaram: o Recife é um coração aberto, pulsante, vermelho e pleno.

Assim falo porque as pessoas gritavam, cantavam “Dilma, eu te amo”. Não digo que tiravam a roupa, mas fizeram coisas mais impulsivas, desbragadas e delirantes.

Na Avenida Conde da Boa Vista, contente com o engarrafamento de carros que se formava em razão da caminhada com Dilma, o  motorista de um ônibus largou o volante e subiu para o teto. Para quê? De lá de cima, com uma bandeira vermelha, ele  dançou ao som de “Dilma, coração valente”.

A massa foi ao delírio. Achando pouco, o louco e sincero motorista fazia passos e voltas sobre o teto do ônibus, agarrado à bandeira, como se ela fosse a própria presidenta. Um crítico de música ao meu lado observou que ele estava em seu momento Michael Jackson. Mas para a massa da multidão, o motorista era, depois  de Lula e Dilma, o cara. E nós sorríamos, e acenávamos, e ele posava e pousava para as fotos dos celulares.

O recifense, o homem do povo, tem um modo de recepcionar, de receber, que é fora de esquadro, fora de governo, de regras de boas maneiras e da boa educação do colégio das damas. O povo é total, efusivo, de alegria.

Sim, achei a palavra que desde ontem procurava: alegria. Foi com a multidão alegre, a sorrir, a gargalhar, a dar vivas que Dilma foi recebida no Recife.

Quando lhe anunciaram o nome, lá na tarde às margens do Parque 13 de maio, uma corrente elétrica, de alta voltagem do frevo Vassourinhas correu a multidão.

Foi um fenômeno como uma ola nos estádios de futebol, não, foi como um urro, ainda não, foi como uma respiração em voz alta, um ar que correu em ondas e crescendo num som que não se distingue em palavras. E todos correram para a origem do fenômeno, porque havia chegado a presidenta.

Durante o percurso, nos ônibus pudemos ver mais gente que não podia descer, que voltava do trabalho e que não pôde vir, mas que gostaria muito de estar com toda a gente. Diante do gigantesco engarrafamento na Conde da Boa Vista, na hora, não, mas agora percebo que eu só podia ter pena das ambulâncias. Os pacientes que entendessem o momento histórico de Dilma na cidade. Fora das sirenas, o Recife era mais urgente. Parecia o Galo da Madrugada fora de época.

A multidão mostrava que Dilma é amada pelo povo do Recife. O povo lhe dedica uma afeição que já deixou de ser política, virou um caso pessoal. Ela virou o nosso caso na República.

Lula, para nós, é como um sogro, o nosso querido sogro que nos deu a sua filha num lance raro de generosidade. A multidão ontem, no comício, se comportava como se falasse para ela, “Dá licença, presidenta, o povo pede a sua mão”. E ela respondeu e correspondeu:

– Eu amo vocês, esta é a primeira coisa que eu queria falar. A segunda coisa é que eu nunca vi na minha vida um ato tão bonito, tão alegre, tão carinhoso como este.

Tentando chegar mais perto da sua afeição, um escritor amigo foi barrado quando desejou ficar mais junto do palanque. O pobre do literato só queria estar mais perto da pessoa da presidenta. Mas um dos seguranças lhe falou: “Aqui só passa se tiver credencial”.

Ao que o escritor respondeu: “Eu não tenho credencial, mas tenho todas as palavras”. Falou e amargou. Mas convenhamos, o escritor estava magoado, porque as palavras todas não saíram ali nem agora, como ele queria. É como um poema não escrito, porque as palavras mais eloquentes, as que vêm da ação, estavam sendo escritas ali, no ato, em gestos, canções e suspiros.

Dilma poderia falar o que quisesse. Poderia cantar “o cravo brigou com a rosa”, e todos aplaudiriam. Poderia ficar diante do microfone repetindo “sapo-sapo-sapo-sapo”, e o povo iria ao delírio.

Diriam, “como ela fala bem sapo-sapo-sapo!”. Sabem aquele afeição conquistada, que vê em tudo quanto vem da pessoa amada a coisa mais linda? Mas a presidenta, em lugar de palavras sem nexo, falou:

– Vamos mostrar que este país tem coluna vertebral, tem mulheres de coragem e fé. O estado de Pernambuco me honra estando perto de mim.

E abriu a bandeira do estado. Em Pernambuco, a bandeira que vem da revolução de 1817 é sagrada e acima de todas as coisas. E se estabeleceu então mais alta a corrente de afinidade. É uma relação de tal modo apaixonada, que uma senhora do povo me falou, com a maior intimidade, embora nunca nos tivéssemos conhecido antes, o que é raro entre pernambucanos, um povo em seu natural tímido.

Mas como a situação ali era outra, ela me disse com a voz embargada: “quando Dilma passou mal, depois daquele debate na televisão, eu fiquei… olhe, eu fiquei…” e não conseguia completar a frase, porque a lembrança lhe voltava em forte emoção.

E porque eu a compreendia eu pensava em lhe falar na língua de imbu, mangaba, graviola, cajá, azeitona, pitomba, abacaxi, goiaba, maracujá, manga, cana doce, numa fala de salada do Nordeste. Mistura de tudo, porque o povo mais misturado que já vi numa eleição estava presente.

No final, depois do comício, corremos feito loucos para flagrar a passagem da presidenta, que sairia por trás do palanque. Eu não era mais um cidadão de cabelos brancos, barrigudo, de fôlego curto, a léguas de distância de atleta de qualquer condição.

Eu era, todos éramos, voltávamos a ser mais uma vez meninos. Éramos a infância do que manda o coração.  A presidenta entendeu a nossa meninice. Na passagem, ela nos enviou 2 beijos.

VERMELHO INVADE RUAS DE GARANHUNS

Na reta final de campanha o vermelho tomou conta das principais cidades do País. E Garanhuns não podia ficar de fora da intensa mobilização popular pela reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). A foto do jornalista Cloves Teodorico vale por mil palavras. A imagem captou bem como estava o clima político nas ruas da Suíça Pernambucana na quinta-feira (23) à tarde. O prefeito Izaías Régis, o vereador Zaqueu, o ex-vereador Marcelo Marçal e outras lideranças políticas do município participaram da manifestação.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

DILMA ROUSSEFF DISPARA NAS PESQUISAS E NO IBOPE COLOCA OITO PONTOS NA FRENTE DE AÉCIO NEVES

Pesquisas do Ibope e Datafolha, divulgadas agora à tarde, mostram que a candidata do PT, Dilma Rousseff, continua crescendo na preferência do eleitor. A atual Presidente da República está 8 pontos à frente de Aécio Neves (PSDB) segundo o primeiro instituto e tem 6% a mais que o tucano de acordo com o segundo.

Contabilizados apenas os votos válidos os números são esses:

IBOPE

DILMA – 54%
AÉCIO – 46%

DATAFOLHA

DILMA – 53%
AÉCIO – 47%

(Imagem do Facebook de Betinho Cândido).

DILMA DEVE AUMENTAR FRENTE NA PESQUISA IBOPE

Pesquisa do Ibope que será divulgada hoje à noite deve mostrar a presidente Dilma Rousseff (PT) com uma vantagem maior do que do Datafolha na disputa com o tucano Aécio Neves. A diferença pró-petista, segundo começam a divulgar os sites de notícias, estão fora da margem de erro do empate técnico. O primeiro a divulgar a informação foi o jornalista Lauro Jardim, da Veja, deixando em pavorosa o mercado de ações no Brasil.
Os números oficiais do Ibope devem ser conhecidos a partir das 18h, no site do jornal Estado de São Paulo e depois no Jornal Nacional da TV Globo.

CAETÉS E PERNAMBUCO SÃO DESTAQUES EM REPORTAGEM ESPECIAL DO PORTAL UOL

Do jornalista Carlos Madeiro:

"Enquanto Lula e Dilma ajudaram os nordestinos, o líder do partido do candidato das bandas de Minas Gerais chama os nordestinos de pobres ignorantes. Vamos defender o governo do Bolsa Família, que é a salvação da nossa gente."
Assim alardeava, na tarde de segunda-feira (21), um dos três carros de som que diariamente circulam em campanha pró-Dilma Rousseff (PT) em Caetés (a 249 km do Recife), terra do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
O UOL visitou o município de Pernambuco no dia em que foi reaberto o comitê de Dilma na cidade. Por falta de apoiadores, não há comitê ou carros de som do senador Aécio Neves (PSDB) na cidade. Lá, o tucano é apontado como candidato dos ricos e é comparado ao ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL).

No primeiro turno, 84% dos eleitores do município votaram em Dilma e apenas 5,3%, em Aécio. A cidade tem 26,5 mil habitantes e, assim como tantas do interior do Nordeste, depende de transferências sociais do governo federal.
A região Nordeste é foco principal das campanhas de Aécio e Dilma. No primeiro turno, de cada 100 votos dados à petista, 38 vieram do Nordeste. Já para o tucano, de cada 100 votos, 50 vieram do Sudeste. 

Pesquisa Datafolha apontou Dilma na frente no Nordeste, mas ela não descuidou da região, com eventos principalmente em Pernambuco, único Estado onde foi derrotada, por Marina Silva (PSB), herdeira do legado de Eduardo Campos no primeiro turno. (Texto e foto do Portal UOL).

PIO É O NOVO PRESIDENTE DA CÂMARA EM CAPOEIRAS

Ailton Lino da Silva, conhecido como PIO, foi eleito para presidir a Câmara Municipal de Capoeiras no biênio 2015/2016. Ele é aliado da prefeita Neide Reino (PSB) e segundo o Secretário de Governo do Município, Gildo Marques, o posicionamento dos vereadores mostrou que o grupo governista está unido, ao contrário da oposição.

Pio foi o vereador mais votado do PSB na eleição de 2012. Ele é filho de Luciano Pontes, que também foi vereador e presidente da Câmara, tragicamente assassinado quando exercia seu mandato. (Na foto do Blog Capoeiras o secretário Gildo Marques, o Gildinho, e Ailton Lino, conhecido como Pio).

EDNALDO CLEMENTINO É ELEITO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE CAETÉS

Na manhã desta última quarta-feira dia (22), o Poder Legislativo Municipal de Caetés realizou a eleição da nova Mesa Diretora para o biênio 2015/2016. Reunião extraordinária para a escolha da nova composição da presidência transcorreu de forma tranquila e com chapa única. Foram eleitos os seguintes vereadores para o mandato de dois anos: Ednaldo Clementino Leal, conhecido por Gauso (PTB), eleito presidente com Edson Olímpio de Oliveira (PROS) na vice-presidência, Ivanildo Ferreira da Silva (PROS), primeiro secretário e José Inaldo da Silva (PTC), segundo secretário.

A chapa vitoriosa recebeu os oito votos dos vereadores que compõem a bancada governista e foram registrados três abstenções referentes aos vereadores que fazem oposição ao governo municipal. A bancada oposicionista não conseguiu o número mínimo exigido de vereadores para formar uma chapa para concorrer à presidência da Casa Antonio Azevedo de Morais.

Para o prefeito de Caetés Armando Duarte e o seu vice-prefeito Severino Gordo, a eleição da nova mesa diretora do Poder Legislativo - realizada de forma tranquila e unânime por parte da bancada governista - demonstra a união que hoje reina entre os poderes e a sociedade em geral.(Texto: Wando Pontes).

LAJEDO OFERECE CURSOS DO SENAR

O Serviço nacional de Aprendizagem Rural oferece cursos com enfoque educativo para o trabalhador que deseje desenvolver suas habilidades pessoais tornando em produtos de qualidade através do artesanato. Em parceria com a Associação de Artesãos Inês de Paula, o SENAR vai oferecer diversos cursos de promoção social nos próximos meses.

Os cursos começam neste mês de outubro com vagas para 12 pessoas, Lajedo será contemplado através do apoio do Sindicato Patronal de Garanhuns. Nos dias 02 e 03 de outubro o curso de Culinária Rural envolveu mulheres e homens, nos dias 20 a 22 curso de Retalhos e Fuxicos (sede), e no dia 25/10 o Sebrae oferece um curso inédito na cidade em comemoração aos 10 anos da Associação, o curso de Design e Atendimento ao turista sediado no Centro de treinamento. A partir do início de novembro será oferecida a oficina de Motivos Natalinos (na sede da associação) localizada na Avenida 19 de maio, no centro da cidade.

E todas as quartas-feiras, contando a partir do dia primeiro com duração de 2 meses é oferecido um curso de “Divulgação sobre o artesanato”. Nesse o empreendedorismo é foco do SENAR, intitulando de Negócio Certo Rural para valorizar o trabalho do empreendedor e fazê-lo enxergar como um negócio a atividade que exerce. O curso com duração de 5 encontros e direito a duas consultorias , já está na terceira etapa, ocorrendo todas as sextas-feiras a partir das 8h da manhã no prédio do IPSEL (Instituto Previdenciário dos Servidores Públicos de Lajedo).

A desta semana, na segunda e quarta-feira os inscritos terão duas horas de consultoria além das aulas com exercícios. A facilitadora Magda Mendonça explica que é importante fazer com que os participantes que já tem seus respectivos trabalhos autônomos, como a agricultura, pecuária, artesanato e artes plásticas, se organizem e formem um planejamento para associar tal serviço de subsistência como um negócio.

Lajedo é uma das cidades abrangidas pelo curso, que teve como solicitante o Sindicato de Produtores Rurais de Garanhuns em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e o Sebrae. As inscrições podem ser feitas com Cida Ou Fabiana na sede da Associação, por trás da igreja matriz.

FARMACÊUTICAS PARTICIPAM DE CURSO DE CAPACITAÇÃO

O HÓRUS é um sistema implantado nas entidades para que todos os medicamentos cedidos pelo Sistema Único de Saúde, o SUS, registrados tenham um controle de distribuição. Cada profissional, como as farmacêuticas Carla e Elis Marie têm sua senha e perfil de acesso identificando o local de origem.

Por determinação do Ministério da Saúde todo município deve compelir seus profissionais de farmácia responsáveis pelas centrais de abastecimento farmacêutico (CAF) e postos de saúde que contém medicamentos.

A equipe do Ministério da Saúde que vieram de Brasília ministraram a capacitação em Caruaru nesta segunda terça (21) onde Lajedo recebeu a implantação e por sua vez cadastrará os demais estabelecimentos. Segundo a farmacêutica Carla Melo, "vamos dar um tempo para os pacientes se adaptarem, pra que sejam informados, divulgando nos PSFs, rádio, carro de som e através de palestras. (Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura).

ATRIZ LETÍCIA SABATELLA RECLAMA CONTRA USO DE SUA IMAGEM NAS REDES SOCIAIS PELOS TUCANOS

Uma das atrizes mais bonitas e talentosas do Brasil, Letícia Sabatella se irritou profundamente com o uso de sua imagem pela campanha de Aécio no Facebook. A artista recorreu a advogados e solicitou a retirada da página do ar.

O vídeo veiculado no site Facebook incorre em ilícito quanto ao direito a imagem e à honra da Sra. Leticia Sabatella, uma vez que a imagem da requerente foi retirada do vídeo do Movimento Gota D´Água para o qual estava autorizado o uso da imagem e editada no vídeo em questão, associando a requerente de maneira abusiva, ilegal e criminosa à campanha do Candidato à Presidência da República, Aécio Neves”, protestaram os advogados da atriz,  na carta enviada ao face.

A própria Letícia fez questão de se posicionar no seu perfil da conhecida Rede Social: “Não voto nesse candidato”, informou.

MARINA E RENATA REFORÇAM CAMPANHA DE AÉCIO

Os programas eleitorais de Aécio e Dilma, ontem à noite, foram caprichados. O tucano trouxe depoimento de Marina Silva e Renata Campos (viúva de Eduardo) e as duas enfatizaram a necessidade das mudanças. A candidata derrotada do PSB fez coro ao discurso de que o PT atacou Eduardo, atacou os socialistas e agora se volta contra o representante do PSDB. Ela defendeu um novo modo de fazer política e disse que o ex-governador mineiro tem compromissos com a decência.

No programa de Dilma foram mostradas imagens de atos da campanha no Recife e São Paulo, com forte participação de artistas e da militância. A presidenta da República frisou que na televisão se preocupa em apresentar propostas, enquanto seu adversário só faz criticar, sem reconhecer o que o governo tem feito. O ex-presidente Lula convocou os brasileiros a no domingo reelegerem Dilma Rousseff.

O PAPA FRANCISCO E O HOMOSSEXUALISMO

Na Folha de São Paulo, o jornalista Josias de Souza sempre escreve sobre política partidária e acompanha com atenção as campanhas políticas pelo país. Num artigo publicado recentemente, porém, o colunista abordou com lucidez e sabedoria o tema do homossexualismo. Ele condena a homofobia e cita o Papa Francisco para reforçar seus argumentos. Confira.
O ano passado, instado a dizer o que pensa sobre os homossexuais, o papa Francisco soara assim: “Se uma pessoa é gay, busca Deus e tem boa vontade quem sou eu para julgar?''. Fiquei surpreso. Incréu, jamais compreendi o descaso da Igreja para com as sagradas escrituras .
No versículo 34 do capítulo 13, o livro de João anota: “Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros.” Jesus disse isso antes do início do calvário que o levaria à crucificação. Foi como se ditasse um testamento.
A despeito das palavras Dele, a Igreja sempre amou de forma seletiva. Imagine se Jesus retornasse para sussurrar o mandamento nos ouvidos das batinas: “amai, irmãos, amai como eu vos amei.” Seus operadores responderiam, crispados de bondade: “Só aos heterossexuais, ó, Senhor. Só aos heterossexuais.”
Súbito, o papa convocou um Sínodo. E incluiu os gays na pauta dos bispos. Nesta segunda-feira (13), veio à luz o esboço de um texto que deve ser aprovado no sábado. Não chega a equiparar a união civil entre pessoas do mesmo sexo ao casamento. Mas…
Mas anota coisas assim: “As pessoas homossexuais têm dons e qualidades que podem oferecer à comunidade cristã.'' Ou assim: é preciso acolhê-las “aceitando e valorizando sua orientação sexual.'' Alvíssaras!
O homossexualismo, como se sabe, é um dado da realidade. Existe a despeito da vontade da Igreja. Está presente, aliás, no interior de bons seminários, conventos e mosteiros. Mas sempre foi tratado pelo Vaticano como uma agressão à natureza, um atentado contra o “crescei e multiplicai-vos”.
Levando-se o argumento às últimas (in)consequências, também a Igreja estaria conspirando contra a natureza humana ao impor o voto de castidade aos seus sacerdotes. Se o destino do homem e da mulher é a procriação, o celibato teria de ser considerado tão “anormal” quanto o homossexualismo.
No rascunho produzido durante o Sínodo, anotou-se que há casos em que a união entre pessoas do mesmo sexo provê “o mútuo sustento” e “constitui um apoio precioso para a vida de cada um dos parceiros.”
A prevalecer esse entendimento na Igreja, o papa Francisco vai acabar me fazendo acreditar em Deus. Até porque, considerando-se os rumos da humanidade, está difícil de acreditar em qualquer outra coisa.
*Josias de Souza escreve na Folha de São Paulo e no Portal UOL.

GERALDO JÚLIO PREGA O FIM DO GOVERNO DO PT

Os líderes do PSB de Pernambuco conseguiram atrair uma multidão para o Recife Antigo, nesta quarta-feira, quando da realização de  um ato pró candidatura de Aécio Neves à presidência. Estavam presentes o prefeito da capital, Geraldo Júlio, deputados da Frente Popular, o senador eleito Fernando Bezerra Coelho e o governador eleito Paulo Câmara.

Geraldo Júlio fez o discurso mais incisivo, com muitas críticas ao Governo Federal. “Acabou o tempo de um governo que dá as costas para o governo daqui. Um governo que acabou com a Petrobras para sustentar a base do Congresso Nacional. O povo não aguenta mais. Acabou. É a gente aqui que vai fazer essa mudança. Nós não podemos mais permitir uma campanha de agressões, de mentiras, de calúnias como foi feita. Uma campanha é feita para apresentar propostas ao povo”, pontuou o prefeito.

No final Geraldo Julio entoou como que um grito de guerra: “Tira Dilma de lá//Tira Dilma de lá”, bradou.

Do ato participaram ainda entidades da classe médica, como o Simepe, que exibiu uma grande faixa pregando o "fora Dilma". Os representantes do setor da saúde são contra o programa Mais Médicos, pela importação de profissionais de outros países.

*Fotos reproduzidas do Blog do Jamildo